terça-feira, novembro 21, 2017

outubro, 2017

13out(out 13)7:00 PM16dez(dez 16)8:30 PM"O Doente Imaginário” de Molière com direção de Jacqueline Laurence, em cartaz no Teatro Eva Herz(outubro 13) 7:00 PM - (dezembro 16) 8:30 PM Teatro Eva HerzAgenda cultural:Teatro

Detalhes

Considerado pelos especialistas em teatro como um dos melhores textos de comédia escrito pelo dramaturgo francês Molière (1622-1673), “O Doente Imaginário” ganhou em 2013 montagem com direção de Jacqueline Laurence, convidada pela Cia Limite 151, que agora volta à cena, para temporada no Teatro Eva Herz do Rio de Janeiro. A tradução e adaptação são de João Bethencourt (1924-2006).

Famosa pela montagem de clássicos, a Cia Limite 151 completou 26 anos em 2017, e já montou diversos textos de Molière como O Avarento, Tartufo, As Preciosas Ridículas, As Malandragens de Escapino e As Eruditas.

“O Doente Imaginário” foi a última peça escrita e encenada por Molière, que sofreu um ataque em pleno palco, durante uma apresentação, morrendo pouco depois. Obra-prima do gênero, a peça teve tradução e adaptação de João Bethencourt, um dos mais importantes nomes da comédia brasileira, e peça reúne intrigas e romance numa trama que ainda se revela atual.

Para Jacqueline Laurence, os textos de Molière ainda são atuais. “O Doente Imaginário é uma comédia extraordinária que, como em todos os trabalhos do autor, nos traz uma visão crítica sobre a humanidade. Esse é um dos motivos para que seus textos façam sucesso ainda hoje”, explica Jacqueline. Além disso, a diretora afirma que a peça tem “um humor inteligente, sem deixar de ser popular e acessível a todos os tipos de público.”

“Molière costumava escrever as peças para ele mesmo. Em sua companhia de teatro, ele era o dramaturgo, o diretor e o ator principal. Talvez seja por isso que os seus protagonistas sempre tiveram muito destaque, pois ele escrevia a peça pensando em si mesmo”, continua a diretora.

SINOPSE

Angélica (Andressa Lameu), filha de Argan (Élcio Romar), um rico e avaro burguês (tipo muito presente nas comédias de Molière), vítima de hipocondria, apaixona-se por um rapaz, o romântico Cleanto (Felipe Salarolli). O pai, no entanto, quer que ela se case com um médico, pois desta forma teria assegurado consultas gratuitas sem ao menos precisar sair de casa.

FICHA TÉCNICA

Texto: Molière
Tradução: João Bethencourt
Direção: Jacqueline Laurence
Elenco – Personagem:
Élcio Romar – Argan
Gláucia Rodrigues – Antonieta
Jacqueline Brandão – Belinha
Andressa Lameu – Angélica
Edmundo Lippi – Beraldo
Diego Braga – Dr. Purgante e Tabelião
Leo Thurler – Thomas Laxante Filho
Marcio Ricciardi – Dr. Thomas Laxante
Felipe Salarolli – Cleanto
Cenário e figurinos: Colmar Diniz
Iluminação: Rogério Wiltgen
Música Original e direção musical: Wagner Campos
Programação Visual: Sidney Michelette
Produção Executiva: Valéria Meirelles
Produção Comercial: Hélio Zacchi e Agnes Xavier
Direção de Produção:  Edmundo Lippi
Assessoria de Imprensa: JSPontes Comunicação – João Pontes e Stella Stephany

Serviço

Reestreia: dia 13 de outubro (6ªf), às 19h
Local: Teatro Eva Herz – Livraria Cultura
Rua Senador Dantas, 45 – Centro / RJ   Tel: (21) 3916-2600
Ingressos: de 13/10 a 03/11: R$40,00 e R$20,00 (todos os dias). a partir de 04/11: R$ 40,00 (3ª e 4ª) e R$ 60,00 (de 5ª a sábado)
Horários: 3ª à sábado, às 19h
Horário bilheteria: 3ª a domingo das 16h às 19h
Classificação etária: 10 anos
Capacidade: 170
Gênero: comédia
Capacidade: 170 lugares
Duração: 90 minutos
Temporada: até 16 de dezembro

Horário

Outubro 13 (Sexta) 7:00 PM - Dezembro 16 (Sábado) 8:30 PM

Localização

Teatro Eva Herz

Rua Senador Dantas 45 – Centro / Dentro da Livraria Cultura