Os cosplays são presenças obrigatórias em convenções geek. E na Geek & Game Rio Festival 2017 não poderia ser diferente. São aquelas pessoas que dedicam tempo (muito) dinheiro e criatividade para conceber suas fantasias. Claro, a semelhança física com o personagem ajuda muito. Contudo, uma boa caracterização pode compensar. Não precisa ter os 2 metros e 3 de David Prowse para compor um bom Darth Vader. E até mesmo os chamados “cospobres” têm seu valor. No fim, o que vale mesmo é expressar essa paixão por uma obra. Isso que é a chamada arte do cosplay. Profissionais ou amadores, de alto ou baixo investimento, todos estão unidos pela paixão. Selecionamos alguns cosplayers que circularam por essa primeira edição da Geek & Game.