em

“De Volta Para O Futuro” escapou da atual onda de sequências que assola Hollywood?

A cada dia ouvimos novas confirmações ou novos rumores a respeito de continuações, prequels, remakes ou reboots de clássicos que fizeram a nossa alegria no passado. Porém, existe um sobre o qual não tem se aventado a vinda de uma continuação, ou qualquer outra coisa relacionada: “De Volta Para O Futuro”. Mas será que a ganância de Hollywood se esqueceu do DeLorean do Dr. Brown e da família McFly? O último forte rumor a respeito de um ‘De Volta IV’ foi em 1997, e logo negado pelos principais envolvidos (O diretor Robert Zemeckis, o roteirista Bob Gale, o produtor executivo Steven Spielberg e os atores Michael J. Fox e Christopher Lloyd). E nunca mais se falou no assunto. O que existe de concreto é a produção de uma peça da Broadway inspirada no filme, e só.

Hollywood não costuma ligar muito para isso, mas o fato é que a trama de “De Volta Para O Futuro” já foi toda solucionada. Não há mais o que se explorar ali, não há nada mais que precisemos saber sobre Marty McFly e Doc Brown. Na verdade, o primeiro filme, se encerraria em si mesmo, a ideia da continuação veio após o sucesso acima do esperado nas bilheterias. Tanto que o “To be contunued” que se lê no final do filme de 1985  foi inserido somente a partir da versão em vídeo.

Os executivos de estúdios também devem ter observado que a tendência atual de filmes blockbusters lucrativos é mostrar o mundo sendo salvo de grandes ameaças como aliens, gênios do mal, terríveis catástrofes. “De Volta Para O Futuro”, em sua essência é uma história toda passada em uma pequena cidade americana sobre um jovem comum tentando juntar os pais, usando a máquina do tempo salvar a futura família, salvar vidas próximas de eventos trágicos, como o assassinato de Doc pelos terroristas líbios, ou pelo bisavô de Biff no Velho Oeste.

Há também a inviabilidade de Michael J. Fox retornar ao papel devido à doença de Parkinson que lhe acometeu. Poderiam até colocar a máquina do tempo nas mãos de outros, mas aí, não seria De Volta Para O Futuro.

- Great Scott! Parece que realmente vão nos deixar em paz e nos pouparão de uma continuação desnecessária! - Da Pesada, Doc!
– Great Scott! Parece que realmente vão nos deixar em paz e nos pouparão de uma continuação desnecessária!
– Da Pesada, Doc!

Contudo, mesmo sem nenhum sinal aparente de continuação vindoura e nenhum rumor oficial, a ideia de um quarto filme vez por outra aparece, ainda que no campo hipotético. O roteirista Bob Gale disse há algum tempo atrás: “Tenho certeza de que a Universal (Pictures) gostaria que (ele e Robert Zemeckis) chegássemos e disséssemos: ‘ei, vamos fazer mais um’. Mas nós não acreditamos que poderíamos fazer um quarto filme que se equiparasse em qualidade aos três primeiros, então vamos deixar isso quieto”. Já em 2010, Gale escreveu no BTTF.com que não haveria a menor possibilidade de uma parte 4. “Como ambos, Robert Zemeckis e eu já afirmamos várias vezes ao longo dos anos, não temos planos ou desejos de fazer outro filme Back To The Future – nem uma parte 4, nem um remake da Parte 1 “, ele postou. “Nem a Universal ou Amblin Entertainment têm tais planos. Como sabemos? Porque, por nossos contratos com essas empresas, nenhuma sequencia de De Volta Para O Futuro ou refilmagem pode até ser programada sem isso ser discutido com a gente em primeiro lugar. Nenhuma dessas discussões ocorreram. Estamos muito orgulhosos da Trilogia como está e queremos deixá-la como está.”

Christopher Lloyd, Robert Zemeckis e Michael J. Fox durante as filmagens de "De Volta Para O Futuro II"
Christopher Lloyd, Robert Zemeckis e Michael J. Fox durante as filmagens de “De Volta Para O Futuro II”

Tudo bem, não lemos esse contrato em seus pormenores para saber se há alguma cláusula que permita um bloqueio por parte da dupla criadora, impedindo que um novo filme saia. Uma bela e gorda quantia em dinheiro resolveria a questão, diriam alguns. Mas talvez, a única forma de De Volta Para O Futuro voltar às telonas seria o musical sendo um sucesso fenomenal, e daí teríamos uma versão cinematográfica do musical. Sim, muitos que estão lendo podem ter torcido o nariz como quem acaba de comer uma tapioca de jiló, mas foi o que aconteceu com “Hairspray” e deve ocorrer também com “Matilda”. E nós não escondemos a torcida para que isso não aconteça.

Daí fica claro porque (felizmente) dificilmente teremos um novo “De Volta Para O Futuro”: a história está contada, ou seja, nada para mostrar; o mote não se enquadraria no padrão atual de blockbusters; o personagem principal não voltará; os criadores rejeitam a ideia. Claro, tudo pode mudar e esta semana ser anunciado o início da pré-produção de “De Volta Para O Futuro IV”, mas a Universal parece estar moderada em sua ganância e prefere deixar a franquia em paz, lucrando apenas com lançamentos da trilogia em home vídeo (ano que vem a série completa 30 anos, e certamente sairá um novo Box). Neste caso, Hollywood poderia aproveitar e apreender uma importante lição: que às vezes a trama já foi devidamente desenvolvida e explorada, e o melhor a se fazer é preservar o mito, ao invés de maculá-lo desnecessariamente.

 

PS: Isso não foi uma indireta para “Indiana Jones e O Reino da Caveira de Cristal”, mas se a carapuça serviu…

back-to-the-future-delorean

Deixe uma resposta

Publicado por Cesar Monteiro

Cesar Monteiro

Um viciado em cultura pop que adora compartilhar seu vício com o maior número de pessoas possível

“É preciso transver o mundo”, com água e sabão, por que não?

Galeria: ONEQ e as Pinups Noir