No creo em brujas pero que las hay, las hay. O cinema apresenta vários exemplos dessas mulheres más, pérfidas, odiosas, mas que sempre exercem fascínio seja por sua forte presença, uma cena marcante, ou simplesmente pela sua ruindade mesmo. São as bruxas que adoramos odiar, e não raro roubam a cena dos bonzinhos. Estrou neste fim de semana “Malévola”, que traz como figura central aquela que condenou a pobre bela adormecida ao sono eterno. No filme vemos o conto de fadas popularizado nas versões dos irmãos Grimm e de Charles Perrault sob a ótica da bruxa que ganha a cara e a boca de Angelina Jolie. Aproveitando o ensejo, fizemos aqui uma lista de dez bruxas do cinema que adoramos odiar.

10. Miss Hannigan (“Annie”)

Dona do internato onde Annie morava, a personagem vivida por Carol Burnett no filme dirigido por John Huston em 1982 era uma mistura da professora severa do primário com madrasta de histórias infantis. A pobre orfã comeu o pão que essa diaba amassou até ir parar na casa de um bondoso milionário.

Annie-1982-1_108

9. Mama Fratelli (“Os Goonies”)

“Aqui nós só servimos língua! Vocês gostam de língua???” Com essa fala que deixava claro quem era a vilã do filme, a medonha matriarca dos Fratelli vivida por Anne Ramsey botou medo em muita criança que assistiu ao filme. A matriarca da família de mafiosos trapalhões capitaneava as ações escusas da família e ainda mantinha o pobre Sloth em cativeiro.

Anne-Ramsey-The-Goonies

8. Cruella De Vil (“101 Dálmatas”)

Essa não estava nem aí para a sociedade protetora dos animais. Só queria saber de usar a pele dos cãezinhos para confeccionar belos casacos. É o epíteto da pessoa que odeia cachorros, e na versão live action de 1996 foi vivida brilhantemente por Glenn Close.

Cruella-glenn-close-as-cruella-de-vil-32652887-590-295

7. Senhora Deagle (“Gremlins”)

Senhora Deagle odiava crianças, cachorros, pobres e natal. Perfeito arquétipo da bruxa má. Dona do banco da cidadezinha Kingston Falls, onde se passa a trama, ela tinha prazer em ver pessoas na bancarrota. Em uma cena deletada, mostra que a megera acabara de fechar uma fábrica da cidade, fazendo com que as pessoas perdessem seus empregos, e sem ter como pagar por suas casas, ficaram nas mãos do seu banco.

ruby-deagle-gremlins

6. Rainha Bavmorda (“Willow”)

Misto de Herodes e madrasta da Branca de Neve (foram as inspirações de George Lucas na criação da personagem), Bavmorda (Jean Marsh) pretendia matar aquela predestinada a pôr fim em seu reinado. Para isso mandou aprisionar todas as mulheres grávidas do reino para que, caso o bebê fosse do sexo feminino pudesse ser morto imediatamente. Mas Elora conseguiu escapar de sua sina e foi parar nos braços do anãozinho aprendiz de mago Willow.

Queen-Bavmorda

5. Ingeri (“A Fonte da Donzela”)

Bruxa é pouco para a serva de uma família cristã na Suécia do século XI, em um período em que a religião estava se estabelecendo naquela região. Em mais uma obra prima em que Ingmar Bergman discute a moral humana,  Gunnel Lindblom vive essa personagem,  grávida de um filho bastardo, cúmulo da impureza pelos padrões cristãos vigentes. Imbuída de inveja da pureza virginal da jovem Karin, ela reza aos deuses pagãos para que algo de impuro aconteça à mocinha carola, e de fato ocorre, diante de seus olhos. E ela observa à distância, escondida, nada fazendo para impedir.

virginspring09

4. Raposa Jade (“O Tigre e o Dragão”)

Outra que segue o arquétipo da bruxa de histórias infantis. Interpretada por Cheng Pei Pei, a vilã aprendeu o estilo Wudan de luta marcial, se tornando amante do mestre de Li Mu Bai. Tornou-se uma assassina procurada (matou inclusive o mestre) e ainda se infiltrou em uma família de aristocratas como serviçal fazendo da jovem Jen sua aprendiz. Sua arma mortal eram os dardos atirados com destreza

crouchingtiger-19-jade-fox-cu-before-night-battle

3. Bruxa má do Oeste (“O Mágico de Oz”)

Essa é inesquecível. Quando pensamos em uma bruxa a dela é uma das primeiras imagens que nos vem à mente. Margaret Hamilton a interpretou nesse clássico com galhardia.

wizard_of_oz_0456_wicked_witch

2. Rainha Má (“Branca de Neve”)

É o epíteto da mulher má. Vaidosa ao extremo, queria dar fim à enteada por ser mais jovem, mais bela e, claro, ser a herdeira do reino. Por muito tempo madrasta teve conotação negativa por causa da personagem.

snow-white-and-the-seven-dwarfs-43

1. Eve (“A Malvada”)

Magistralmente interpretada por Anne Baxter, Eve Harrington é uma jovem e ambiciosa atriz que, sem nenhum escrúpulo, entra na vida de uma grande estrela da Broadway, que está começando a envelhecer para papéis de mocinha, e aos poucos vai comprometendo a carreira e as relações da veterana atriz. O título em português já entrega a surpresa (em inglês All About Eve/ Tudo Sobre Eve), porém muitos pensam que a malvada em questão é a personagem de Bette Davis, que na verdade é a vítima.

All About Eve (1950) - Eve & margo party dresses similar - side view - bee hive