Com uma “indústria” ainda em desenvolvimento, o cinema brasileiro ainda pode ser refletido por uma premiação de viés tão democrático como o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2015.

Em sua décima quarta edição, a festa agregou valor de memória afetiva a região da Cinelândia, no Centro do Rio de Janeiro, onde fica o Cine Odeon (que depois de uma dramática reforma foi rebatizado como Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro), e consagrou O Lobo Atrás da Porta, um dos melhores filmes da safra recente, levando sete troféus Grande Otelo. A noite reservou uma homenagem ao cineasta Roberto Farias (Assalto ao Trem Pagador), além de lembrar do centenário do grande ator que dá nome ao troféu que o representa.

A dinâmica de apresentação foi feita através de encenações, num set montado em cima do palco, mas o grande destaque da noite foi mesmo o valor do cinema em premiações assertivas e até surpreendentes como o duplo agravamento de Melhor Ator para Tony Ramos, por Getúlio, e Babu Santana, por Tim Maia. Getúlio aliás, era o filme com o maior número de indicações (14) e deixou a noite com quase todos os prêmios técnicos. Brincante foi eleito o Melhor Documentário e, na curiosa categoria Melhor Longa Metragem de Comédia, saiu vencedor Os Homens são de Marte… É para lá que eu vou. Um noite de boa reflexão sobre o papel artístico e mercadológico do cinema brasileira em seu próprio contexto.

Cinemascope-Lobo-atrás-da-porta-4

VENCEDORES – GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO 2015 

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO
·         O LOBO ATRAS DA PORTA de Fernando Coimbra. Produção: Caio Gullane, Fabiano Gullane, Debora Ivanov e Gabriel Lacerda por Gullane e Rodrigo Castellar e Pablo Torrecillas por TC Filmes
 
MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO
·         BRINCANTE de Walter Carvalho. Produção: Caio Gullane, Fabiano Gullane e Debora Ivanov por Gullane
 
MELHOR DIREÇÃO
·         FERNANDO COIMBRA por O lobo atrás da porta
 
MELHOR ATRIZ
·         LEANDRA LEAL COMO ROSA por O lobo atrás da porta
 
MELHOR ATOR
·         BABU SANTANA COMO TIM MAIA por Tim Maia 2º fase
·         TONY RAMOS COMO GETÚLIO VARGAS por Getúlio
 
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
·         THALITA CARAUTA COMO BETTY por O lobo atrás da porta
 
MELHOR ATOR COADJUVANTE
·         JESUÍTA BARBOSA COMO AYRTON por Praia do futuro
 
MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA
·         LULA CARVALHO por O lobo atrás da porta
 
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
·         TIAGO MARQUES por Getúlio
 
MELHOR FIGURINO
·         KIKA LOPES por Trinta
 
MELHOR MAQUIAGEM
·         MARTÍN MACIAS TRUJILLO por Getúlio
 
MELHOR EFEITO VISUAL
·         ADAM ROWLAND por Trash – a esperança vem do lixo
 
MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
·         FERNANDO COIMBRA por O lobo atrás da porta
 
MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
·         JORGE FURTADO E PEDRO FURTADO – adaptado da obra “ Frontal com Fanta” de Jorge Furtado por Boa sorte
1set2015--antonio-fagundes-e-tony-ramos-batem-papo-no-evento-que-aconteceu-no-cine-odeon-no-centro-do-rio-1441152436408_956x500
 
MELHOR MONTAGEM FICÇÃO
·         KAREN AKERMAN por O lobo atrás da porta
 
MELHOR MONTAGEM DOCUMENTÁRIO
·         PEDRO BRONZ por A Farra do Circo
 
MELHOR SOM
·         GEORGE SALDANHA, FRANÇOIS WOLF E ARMANDO TORRES JR. por Tim Maia
 
MELHOR TRILHA SONORA
·         BERNA CEPPAS E MAURO LIMA por Tim Maia
 
MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL
·         ANDRÉ ABUJAMRA por Trinta
 
MELHOR LONGA-METRAGEM COMÉDIA
·         OS HOMENS SÃO DE MARTE… É PRA LÁ QUE EU VOU Marcus Baldini Produção: Bianca Villar, Fernando Fraiha e Karen Castanho por Biônica Filmes
 
MELHOR LONGA METRAGEM ANIMAÇÃO
·         O MENINO E O MUNDO de Alê Abreu. Produção: Fernanda Carvalho e Tita Tessler por Filme de Papel
 
MELHOR LONGA METRAGEM INFANTIL
·         O MENINO E O MUNDO de Alê Abreu. Produção: Fernanda Carvalho e Tita Tessler por Filme de Papel