Parece que Conan sofre nos games a mesma sina que Hulk no cinema. O cimério nunca ganhou um jogo decente em toda a sua história nos videogames. Vários jogos já se utilizaram de um cenário similar e foram bem sucedidos, como Golden Axe e Rastan. Porém, um título que leva o nome do personagem nunca passou do genérico. Chega a ser irônico, uma vez que o universo criado por Robert E. Howard é riquíssimo, um prato cheio para games.

Agora chega o trailer da oitava aventura do bárbaro nos consoles e PC, “Conan Exile”. Trata-se de um jogo de mundo aberto em que você não controla o herói e sim um personagem salvo por ele. A proposta até é interessante. Mas será que dessa vez vai?

A primeira impressão é de que vem aí mais um jogo que não vai ficar na memória. Ok, é só um trailer, pode ser que a afirmação feita aqui seja derrubada por terra. Mas cá entre nós, nem os gráficos são muito animadores. Pode até ser que essa não seja a versão final, mas não estamos falando aqui de poderio gráfico e sim de criatividade. O que, cá entre nós, passou longe. Ficou parecendo mais uma versão preguiçosa do excepcional jogo de 2011 The Elder Scroll: Skyrim. Repare nessas prévias que até as criaturas a serem enfrentadas e a ambientação lembram o título da Bethesda.

O jogo terá modo campanha e multiplayer. De acordo com a desenvolvedora Funcom, será possível escravizar outros personagens do jogo para que eles trabalhem para você, assim como acontece no universo de Conan. Tesouros mágicos também poderão ser encontrados, escondidos em masmorras e ruínas antigas. Resta esperarmos para ver fatores como jogabilidade e história.

Conan Exile chega a Xbox OnePlayStation 4PC na primavera (do hemisfério norte). Para Xbox e PC estará disponível um pouco antes. O Steam Early Access liberará o acesso em janeiro.