Assumo ser precoce no relato. Ainda não joguei o suficiente e a pouco descobri a série na qual o próprio é baseado e tem seus enredos entrelaçados.

Defiance “o jogo” fora anunciado durante a E3 de 2012 e, para falar a verdade, não levei muita fé ao assistir trailer de lançamento do game. Pra variar meu palpite estava errado…

Suspeito que na história dos videogames nenhum jogo tinha ido tão longe. A imersão ao jogar é impecável e parece mesmo que os conflitos no planeta pulsam em constante erupção. Suponho que essa integração com a série de tv tenha ajudado na criação e nas caracterizações dos personagens, compostos de grande riqueza de detalhes.

O resumo da trama: uma raça foragida de uma catástrofe de proporções épica em seu planeta natal buscam abrigo na Terra, acreditando que este não era habitado pois não haviam sinais de tecnologia na prévia pesquisa dos extra-terrestres. Anos de guerras e conflitos se passaram e “atualmente” a Terra se tornou um mundo perigoso pra todas as raças. Parte da fauna e flora dos forasteiros vieram, se alojaram e geraram suas mutações…

Ó, imagine, dentro das medidas básicas do MMORPG, um mistura homogênea entre o teor sério dos conflitos e conselhos interestelares à la Star Wars, uma dinâmica doideira e o mapa de Just Cause com a jogabilidade simples de GTA (esquecendo o roubo de veículos e a criminalidade ostentação). As armas, apesar de algumas modificações, correspondem a modelos reais de armamentos humanos – já não há certeza do mesmo quanto ao armamento alienígena.

Bom, ao som de rudimentos vos digo que Defiance além de ser completamente free to playestá disponível para download gratuito na Steam e nas respectivas lojinhas virtuais do PS3e do Xbox 360.

Hoje a poucos tive o ímpeto de assistir resumidamente os três primeiros episódios da série de tv. Só pra constar no Netflix tem algumas primeiras temporadas mas a exibição dos episódios itinerantes é no canal SYFY.

Enfim… defiance.com