Chega de dormir de touca e fugir da briga!

Se um motivo para desempoeirar o esquecido joystick usb ou até se aventurar no Steam Controler, Brawlhalla era o que faltava.

A quem diga que a mecânica seja fraca e que ainda é pouca a quantidade de personagens… Tá certo que isso não chega a passar despercebido, mas indiscutível é a diversão.

Para simplificar Brawlhalla lembra muito Smash Bross, porém 2D, principalmente na relação cenário câmera e na utilização de itens no meio da pancadaria.

rodrigoabud brawlhalla

Realmente não são muitas as diferenças, mas sem dúvida a maior delas são as armas que os personagens utilizam no jogo. Os modelos são limitados e se repetem entre os demais, porém com combinações e configurações diferentes em cada um. Todo “herói” possui seu par combinado de armas e status predefinidos. Isso torna tudo mais intenso pois se, por exemplo, uma de suas armas estiver lenta em relação aos outros durante a pancadaria, jogue-a fora, pegue sua outra arma e mude de estratégia.

Enfim, ao que parece que a intenção da história é reunir em um campeonato universal, lutadores de vários lugares do espaço/tempo. Para se ter ideia da diversidade dos personagens, tem de representante da dinastia oriental a alienígena. Até o Gangplank ta na área de chapéu e tudo…

Vos aviso: a versão beta do Brawlhalla está disponível na Steam e é gratuito para download.