Caetano Veloso completou 75 anos nessa semana. Nascido em 7 de agosto de 1942, na cidade baiana Santo Amaro, Caetano Emanuel Viana Teles Veloso se tornou o nome mais célebre da música brasileira. Foi fundador do movimento tropicalista junto com Gilberto Gil, Gal Costa e Tom Zé. Transitou entre o regionalismo e o rock, abraçou o experimental e o pop, sempre com uma marca registrada intacta. Nesses mais de 50 anos de carreira, colecionou láureas e também detratores (como Lobão, que faz questão de criticá-lo). Caetano acabou se tornando um ícone da inteligentsia no Brasil. Suas letras e frases célebres são consideradas geniais por muitos e prolixas e pretensiosas por outros. Aproveitando a data, colocamos aqui algumas de suas frases, ditas ou cantadas.

 

“Sou modesto no que diz respeito à criação e não o sou pessoalmente. Me acho melhor do que o Chico, o Milton e o Gil juntos. “

“Nunca entendi desse negócio de dinheiro. Nem sei quanto eu ganho”

“Osama Bin Laden é um homem bonito e se parece com algumas pessoas da minha família”

“Bota essa porra pra funcionar direito!” (dando bronca na MTV Brasil durante falha técnica na hora de sua apresentação com David Byrne no MVB de 2004)

“O tempo não pára e, no entanto, ele nunca envelhece.”

“Eu devoraria Leonardo DiCaprio.”

“É que Narciso acha feio o que não é espelho” (“Sampa”)

“A força da grana que ergue e destrói coisas belas.”

“Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é…” (“Dom de Iludir”)

“Enquanto os homens exercem seus podres poderes Morrer e matar de fome, de raiva e de sede São tantas vezes gestos naturais(…)” (“Podres Poderes”)

“De perto, ninguém é normal.

“Eu não espero pelo dia em que todos os homens concordem, apenas sei de diversas harmonias bonitas possíveis sem juízo final”