O folk-rock acaba de perder um de seus artistas mas representativos. Faleceu anteontem (02/10) em Los Angeles Tom Petty, vítima de um infarto. Ele chegou a ser hospitalizado, as agências de notícias chegaram a anunciar sua morte, mas voltaram atrás. Até que nessa madrugada veio o anúncio oficial. Petty teve uma longa e profícua carreira à frente do The Heartbreakers, com o supergrupo Travelling Wilburys e também com trabalhos solo. Assim como o contemporâneo Bruce Springsteen, ele era uma das vozes que melhor cantavam a América. Com orgulho, mas sem ufanismo.

Nascido e criado na Flórida, Petty começou a tocar ainda na high school, com 17 anos. Ele abandonou a escola para integrar o grupo Mudcrutch junto com o guitarrista Mike Campbell e o tecladista Benmont Tench. Depois de se mudarem para Los Angeles, em 1970, a banda se separou, mas ainda houve colaborações eventuais entre os três. até que em 1975 Campbell e Tench estavam formando uma banda com o baixista Ron Blair e o baterista Stan Lynch. Petty voltou a trabalhar com eles e estava formado o The Heatbreakers. Ultimamente estava mais voltado para shows. Seu último disco é de 2014. Em homenagem a esse grande nome da música, elencamos aqui alguns de seus melhores momentos.

Tom Petty and The Heartbreakers

Lançado em 1976, o debut, que levava apenas o nome da banda, saía da curva do cenário musical que tinha os holofotes sobre o progressivo e o nascente movimento punk. O álbum trazia uma sonoridade vibrante e garageira, com influências de Rolling Stones, Bob Dylan e Byrds. Desse álbum saíram os clássicos ‘Breakdown’, ‘American Girl’, além da pérola ‘Anything That’s Rock N’ Roll’.

Hard Promisses

Desse álbum saiu o clássico ‘The Waiting’. Mas também vale destacar o belo dueto com a vocalista do Fleetwood Mac Stevie Nicks, ‘Insider’.

MTV

Com a MTV estabelecida como uma das principais plataformas de divulgação, Tom Petty soube fazer uso da linguagem do videoclipe nesse que é um de seus vídeos mais icônicos. ‘Don’t Come Around Here No More’ faz referência a “Alice” e traz Petty como um Chapeleiro Louco bem mais legal do que o de Johnny Depp. A música saiu do álbum “Southern Accents” (1985). Produzido por Dave Stewart, é um trabalho ambicioso, que incorporava toques de psicodelia, em um conceito poético sobre o Sul moderno.

Travelling Wilburys

Foi o supergurpo formado em 1988 por Tom Petty, Roy Orbinson, o ex-Beatle George Harrison, o líder do Eletric Light Orchestra Jeff Lynn e Bob Dylan. Infelizmente Orbinson veio a falecer de ataque cardíaco apenas algumas semanas depois do lançamento do álbum de estreia. Desse disco saíram os singles ‘Handle With Care’ e ‘End of the Line’. Dois anos depois eles lançaram um segundo disco, inexplicavelmente chamado de Vol 3.

Full Moon Fever: apresentação com Axl Rose e plágio de Sam Smith

Foi o primeiro álbum de Tom Petty sem os Heratbreakers. Basicamente não há tanta diferença em relação aos trabalhos realizados com os companheiros. Inclusive Mike Campbell foi coautor de duas faixas. A novidade fica por conta da colaboração de Jeff Lynn, companheiro de Travelling Wilburys, que produziu o álbum e foi coautor em algumas faixas. O disco teve um grande êxito comercial, emplacando hits como ‘Free Falling’ e ‘I Won’t Back Down’. A primeira foi apresentada ao vivo no VMA de 1989 em dueto com Axl Rose. Já a segunda teria sido plagiada por Sam Smith na multipremiada ‘Stay With Me’. No fim, Petty desconsiderou a hipótese e deu ponto final dizendo que a semelhança foi acidental. Você pode fazer a comparação entre as duas músicas abaixo.

Into the Great Wide Open

A faixa título do álbum de volta aos Heartbreakers ganhou um épico videoclipe dirigido por Julien Temple e estrelado por um jovem Johnny Depp. Também estavam no elenco Faye Dunnaway, Terence Trent D’Arby, Chynna Phillips e Matt LeBlanc. O vídeo foi filmado durante um hiato nas filmagens de Arizona Dream, estrelado por Depp e Faye, causado pelo colapso nervoso sofrido pelo diretor Emir Kusturica. O disco visivelmente procurou seguir o sucesso comercial de “Full Moon Fever”, e também teve Jeff Lynn como produtor.