Simplesmente é assim que começaremos este primeiro post aqui do Ambrosia. Com apenas uma palavra, um nome para ser mais exato. O nome de um Deus.

Para os que não me conhecem meu nome é João Roberto Dib Palma Pimenta, mas na internet, a fim de facilitar a vida de quem lê e fala comigo, apenas J.R. Dib e eu serei um dos colunistas aqui do Ambrosia.

Bem-vindos e vamos ao que interessa.

Há alguns anos, enquanto os maiores heróis da Marvel encaravam seu pior momento, um momento em que a Feiticeira Escarlate enlouqueceu e matou diversos de seus colegas, Thor, filho de Odin e deus do Trovão, lutava ao lado de seus amigos no Ragnarok, mais conhecido como o fim do mundo dos deuses nórdicos. Ao final da última edição, vemos Thor destruir a fiandeira que conduzia a vida dos deuses nórdicos e os condenou a morte por isso.

Por muito tempo os trovões não relampearam na Terra, até que um dia, caindo como se de lugar algum, um objeto rasgou os céus e se encravou na Terra como muito antes Excalibur havia feito. E aquele que fosse digno iria poder erguê-lo. Porém, muitos tentaram e tentaram, mas apenas um homem carregando uma bengala conseguiu se aproximar e erguê-lo. O que se viu foi um grande relâmpago surgindo no local e o homem e o martelo desaparecidos, deixando as testemunhas atônitas.

Em um vácuo, um espaço vazio, Donald Blake, o homem que um dia foi usado como âncora terrestre de Thor e que havia deixado de existir, encontra Thor e lhe propõem voltar a Terra para protegê-la como há muito ele havia prometido que faria.

Lutando contra monstros em seu renascimento, Thor olha a sua volta e vê Mjolnir aguardando as mãos de seu mestre. Pronto para fazer o que seu próprio nome diz: Esmagar. Mas antes, ele deve restaurar sua casa, seus amigos, sua vida.

Indo a uma cidadezinha isolada no interior dos EUA, Thor chama o trovão e traz Asgard à Terra, totalmente restaurada. Há um leve desentendimento entre a lei local e o dono da Terra onde Asgard estava flutuando sobre, mas nada que o tesouro de Asgard não pagasse. O problema seria encontrar seus amigos. Todas suas almas presas dentro dos corpos de mortais que ele deveria achar um a um e trazer de volta.

Esse basicamente é o resumo das edições 1 e 2, mais o final do Ragnarok. Provavelmente Thor sairá na revista Avante Vingadores, a começar em junho ou julho deste ano. Para os leitores do site, espero que tenham gostado deste pequeno e acanhado resumo e se quiserem, posto mais sobre as próximas edições de Thor que já sairam lá fora.

COMPARTILHAR
Próximo artigoThe Spirit
J.R. Dib

A cultura, o cinema, a arte, a justiça e a literatura unidas em prol de uma melhor sociedade. Advogar, viver e difundir cultura e aprender a cada dia mais, buscando novos desafios e descobrindo a beleza e a doçura de cada objetivo como Advogado, Editor e Colunista.

  • Patrícia R A Tittoto

    JR DIB adorei seus comentários… Seu olhar sobre personagens que trazemos não apenas retratados em "quadrinhos", mas habitantes tantas vezes "silenciosos" de nosso mundo psíquico. Habitantes estes, deuses internos, a brincar e exaltar nossas paixões mais intensas, humanizadas…
    Patrícia Rodella de A. Tittoto

  • Augusto

    JR Dib… Pode escrever que a gente vai atrás de ler…
    Qualidade com profundidade!
    Gutti

  • [A imagem do artigo foi atualizada]