“A vida é uma caixa de chocolates, Forrest. Você nunca sabe o que vai encontrar dentro”, disse a mamãe Gump certa vez. O conselho dela pode muito bem ser estendido ao mundo das séries.

Na concepção da série e no episódio piloto, os criadores têm uma noção clara dos protagonistas e coadjuvantes, mas quando começa a exibição é a reação do público que vai capitaneando o andamento das tramas e o desenvolvimento dos personagens.

Por isso, não é raro que personagens concebidos como coadjuvantes caiam nas graças do público e acabem ganhando cada vez mais destaque ao longo da série, desbancando até o protagonista de seu posto.

Em inglês há até um termo específico para estes personagens: “breakout characters”. Vamos relembrar cinco séries, entre antigas e contemporâneas, em que os coadjuvantes roubaram o show.

Happy Days

(11 temporadas, 1974-1984)

Mais de 30 anos após o fim desta sitcom, quando ela é citada o primeiro personagem que vem à mente dos saudosistas e dos curiosos é ele, Fonzie, interpretado por Henry Winkler.

Fonzie era um personagem com pouca participação na primeira temporada, mas se tornou adorado pelo público e pela crítica. Fonzie ganhou cada vez mais espaço, e foi um dos três únicos personagens a estar em todos os 255 episódios da série, e suas roupas e gírias foram muito imitadas.

Seinfeld

(9 temporadas, 1989-1998)

O foco nunca deixou de ser em Jerry Seinfeld, mas em meio a uma galeria de personagens tão memoráveis, o mais inesquecível é o excêntrico Cosmo Kramer (Michael Richards).

A popularidade de Kramer pode ser facilmente medida pelos longos aplausos que o ator recebia ao aparecer em frente à plateia que acompanhava as gravações, o que inclusive incomodava um pouco seus colegas de cena e atrasava as gravações.

Os momentos e esquemas de Kramer são os mais lembrados mesmo anos após o fim da série. Entre eles estão o livro de mesa de centro sobre mesas de centro, a festa do milênio, o negócio de transporte de garrafas e o sutiã para homens.

How I Met Your Mother

(9 temporadas, 2005-2014)

Resumidamente, a série é nada mais que Ted (Josh Radnor) contando as várias aventuras de sua juventude para seus filhos, culminando com a história de como ele conheceu a mãe deles. Mas, com o tempo, a pergunta principal ficou em segundo plano.

O mais amado personagem era Barney (Neil Patrick Harris), o playboy sedutor cujo bordão “Legen – wait for it – dary” é conhecido até pelas pessoas que não são fãs da série. Barney inclusive gerou frutos fora da série, como os livros “The Bro Code”, “Bro on the Go”, “Bro Code for Parents” e “The Playbook”. Neil foi o único do elenco a ser indicado para o Emmy e o Globo de Ouro.

New Girl

(6 temporadas, 2011-presente)

A Jess de Zooey Deschanel ainda é quem dá o nome à série, mas não é a melhor do elenco, nem a mais amada. Zooey às vezes é criticada por interpretar uma versão de si mesma na TV, ou melhor, da persona que sempre a definiu: a garota adorável e maluquinha.

Outro problema de “New Girl” é o plot, que um dia seria inevitavelmente explorado: vivendo em um apartamento com três caras – e, posteriormente, quatro – cedo ou tarde Jess se envolveria com um deles. A relação on and off com Nick (Jake Johnson) já ocupou uma boa quantidade de episódios.

E talvez seja por isso que Schmidt se tornou o centro da série ou, ao menos, o personagem mais querido. Seu intérprete, Max Greenfield, em muitas situações já mostrou que é o mais versátil ator do elenco. Por sua vez, Winston (Lamorne Morris), talvez não seja o mais popular, mas com certeza é o mais engraçado.

The Big Bang Theory

(10 temporadas, 2007-presente)

Opostos que se atraem… ou não? No início, a ideia era explorar a interação de Penny (Kaley Cuoco) com um grupo de quatro nerds, entre eles Leonard (Johnny Galecki), que é apaixonado por ela, mas parece não ter nenhuma chance com a bela loira.

Entretanto, quem tomou conta do show e se tornou o mais popular entre os fãs foi Sheldon Cooper, que inclusive deu a seu intérprete, Jim Parsons, quatro Emmys e um Globo de Ouro de melhor ator de comédia por sua atuação. Além disso, a maior audiência da história da atração foi exatamente no episódio em que Sheldon perde a virgindade, coisa que ninguém imaginaria em 2007, quando a jornada dos nerds começou.

E quais outros personagens de séries você acrescentaria à lista?