Ambrosia Agenda "Asterix e o Segredo da Poção Mágica" com acessibilidade no Festival Varilux

“Asterix e o Segredo da Poção Mágica” com acessibilidade no Festival Varilux

O Festival Varilux de Cinema Francês apresenta, no dia 27 de junho, às 14h, uma sessão de Asterix e o Segredo da Poção Mágica, com acessibilidade para pessoas com deficiências.

A exibição da animação francesa lançada em 2018 contará com dublagem, legenda descritiva, janela em Libras e audiodescrição. A sessão tem entrada franca.

Na animação, Asterix e Obelix embarcam em uma jornada inédita. Dessa vez eles precisam ajudar o velho druída Panoramix a encontrar um novo guardião para a poção mágica da Gália. Durante a viagem pela região, eles devem impedir que a receita mágica caia nas mãos erradas, dando início a uma inesperada aventura.

Sessão com acessibilidade no Festival Varilux de Cinema Francês

Serviço:

ASTERIX E O SEGREDO DA POÇÃO MÁGICA
Astérix – Le secret de la potion magique, França, 2018, 86’, Livre
Dia 27, quinta, 14h – sessão com acessibilidade (dublada, com legenda descritiva, janela em Libras e audiodescrição)
De Louis Clichy e Alexandre Astier
Com vozes de Christian Clavier, Guillaume Briat, Bernard Alane
Cine Arte UFF – Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí, Niterói
Entrada Franca

Mais informações:

Louis Clichy – Codiretor

Formado pela famosa Escola de Gobelins, Louis Clichy dirige um filme de fim de curso, Mange, que chama a atenção de um pequeno estúdio de animação francês, Cube. Eles o contratam e lhe dão carta branca. O cineasta aprendiz começa a imaginar imagens com a música de Edith Piaf A quoi ça sert l’amour? O clipe atravessa as fronteiras e atrai os olhares dos animadores da Pixar, que o contratam. Trabalha em Wall-E e logo depois em Up – Altas Aventuras de Pete Docter. Três anos depois, deixa a Pixar e retorna à França. Realiza trabalhos em publicidade, clipes e projetos pessoais, até que Pierre Coffin (diretor de Meu Malvado Favorito) pede para que colabore em Asterix e o Domínio dos Deuses. O duo Alexandre Astier – Louis Clichy se forma. No início, os papéis eram claros: ao primeiro, a história, ao segundo, a direção. Mas os dois se confundem e Asterix e o Domínio dos Deuses acaba sendo feito quatro anos depois. É um sucesso, com 3 milhões de espectadores nos cinemas franceses.

Alexandre Astier – Codiretor

A primeira paixão de Alexandre Astier é a música. Muito jovem, ele entra para o conservatório antes de continuar os estudos na American School of Modern Music em Paris. Após ter composto músicas para curtas-metragens, ele se lança na direção do seu próprio curta, Dies iræ, que ganha o prêmio do público 2003 do Festival Off-Courts. Ele dará origem à série Kaamelott, que o tornou conhecido do grande público. Ele é ao mesmo tempo diretor, roteirista e ator dessa ficção que encena a lenda dos cavaleiros da Távola Redonda. Recebe seu primeiro papel no cinema em 2006 no filme Como Você está Linda!, ao lado de Michèle Laroque, em seguida tem um papel no blockbuster francês Asterix nos Jogos Olímpicos, e depois atua em várias comédias. Em 2012, Alexandre Astier vê a realização do seu primeiro longa-metragem no cinema: David et Madame Hansen. Como de hábito, Alexandre está em todas as frentes, já que escreve, produz, dirige, monta e compõe as músicas do filme. No Natal de 2014, ele lança Asterix e o Domínio dos Deuses, nono filme de animação do famoso pequeno gaulês.

Participe com sua opinião

Por favor preencha o comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

próxima publicação