FILE 2024 apresenta exposição QUBIT AI: computação quântica e inteligência artificial sintética

56
0

Com a exposição QUBIT AI, o Centro Cultural FIESP abre suas portas para uma exploração única das possibilidades criativas emergentes. Sob a curadoria de Ricardo Barreto e Paula Perissinotto, mergulhe em uma reflexão teórica sobre o papel da arte diante da revolução tecnológica. De 3 de julho a 25 de agosto.

“A computação quântica, uma revolução emergente no campo tecnológico, oferece um novo leque de possibilidades criativas para os artistas contemporâneos. Esta nova era permite a exploração de fronteiras inéditas através de uma nova formatação computacional que se constitui principalmente de sobreposição e emaranhamento quânticos, um novo campo de exploração para a ciência da computação, bem como para as artes em geral.” explicam Barreto e Perissinotto no texto curatorial da exposição. 

Já a arte sintética é toda arte que é produzida pelas inteligências artificiais, somadas à criatividade dos artistas. Se a computação quântica é o início de uma revolução emergente, a inteligência artificial sintética já é uma revolução de fato. Podemos compará-la ao que aconteceu no passado à modernidade, onde os parâmetros artísticos e estéticos foram radicalmente modificados, produto dos artistas da época. A arte sintética trabalha com novas formas de criar e de produzir: imagens; filmes; roteiros; artes visuais; arquitetura; design; moda; e assim por diante. A inteligência e a criatividade permitem que a arte sintética surja através de: Stable Diffusion, Deforum, Dall-E, Midjourney, entre outros. Hoje  os  artistas, como um deus, indicam através de comandos falados ou escritos (prompts), aquilo que eles desejam realizar: “faça-se a luz” e a luz se fará. Para a exposição QUBIT AI trouxemos diversas formas da atual arte sintética.

Um dos pioneiros a expor no Centro Cultural Fiesp a relação entre arte e tecnologia, o FILE chega a 25 anos e segue na busca por tendências e atualizações. Nesse ano vai proporcionar que nosso público tenha acesso a artistas que receberam influências da computação quântica e da inteligência artificial para suas criações artísticas. Com as rápidas transformações que recebemos dessas tecnologias, o FILE 2024 nos ajuda a refletir sobre os impactos que já podemos sentir e a prospectar o que virá no futuro. 

Destaques de abertura:

I) Durante a abertura, o FILE 2024: QUBIT AI terá a honra de receber a palestra “A nova revolução quântica em tecnologia da informação” de Paulo Nussenzveig, Pró-Reitor de Pesquisa e Inovação da Universidade de São Paulo e doutor em Física Quântica pela Université Pierre et Marie Curie (Paris VI).

A ONU proclamou o ano de 2025 como “Ano Internacional da Ciência e Tecnologias Quânticas”, em comemoração ao centenário da formulação da física quântica. Aos cem anos, essa teoria de ideias bem estranhas está nos permitindo criar novas tecnologias para processar, armazenar e comunicar informações. Como é possível que o que Einstein chamou de “ação fantasmagórica à distância” seja relevante para a segurança das compras que fazemos pela internet? A palestra tratará de como essas ideias estranhas abrem caminho para computadores mais velozes, comunicações mais seguras, inovações na saúde e até na industria agroalimentar. 

A fala será realizada às 18h do dia 02/07, no Foyer do Centro Cultural Fiesp. As inscrições devem ser realizadas por meio deste link e as vagas são limitadas.

II) No dia 03/07 (9h-12h), a exposição traz ao público o Workshop “Explorando a Computação Quântica: O que é isso e como isso funciona.” com os pesquisadores:

  • Roberto Serra, doutor em Física pela Universidade Federal de São Carlos.
  • Breno Marques, pós doutor pela Universidade de Estocolmo e Universidade de São Paulo.
  • Gustavo Wiederhecker, doutor pela Universidade Estadual de Campinas e pós-doutor pela Cornell University (grupo Michal Lipson).
  • Luciano Cruz (UFABC), doutor em Física pela Universidade de São Paulo (USP) na área de Óptica Quântica

O workshop visa introduzir o potencial da computação quântica de processar e manipular informação, que junto à tecnologia quântica 2.0, poderá transformar o século XXI de forma diruptiva. O evento é voltado para interessados em linguagem de programação e para aqueles que tenham conhecimentos básicos em matemática. Para participar do workshop é necessário se inscrever por meio do formulário. 

Destaques da exposição quântica:

I) Pela primeira vez, uma exposição de arte apresenta um computador quântico em pleno funcionamento. Para corroborar com isso, a exposição traz duas propostas quânticas elaboradas por dois brasileiros: 

1) “Fotografia Quântica” da cientista Gabriela Barreto Lemos, professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro e especialista em óptica quântica. Na exposição, Gabriela Barreto apresenta um experimento que liderou no Institut für Quantenoptik und Quanteninformation, em Viena, na Áustria, em 2014, desafiando as fronteiras da física e da arte ao capturar imagens através de processos quânticos.

2) Sounding Qubits de Eduardo Reck Miranda, compositor que trabalha na interseção entre música, ciência e novas tecnologias. Sua formação como cientista em Inteligência Artificial (IA) e compositor clássico, com envolvimento inicial em música pop avant-garde, fundamenta sua música distintiva. Ele compôs para a BBC Radio 3, BBC Concert Orchestra, BBC Singers e Scottish Chamber Orchestra. É professor na Universidade de Plymouth e pesquisador associado na Quantinuum, onde explora composição musical com computadores quânticos, trazendo uma experiência auditiva inédita e revolucionária para a exposição.

Destaques da exposição de arte sintética:

Dividimos a exposição sintética em: 1) Sintéticos Sonoros – INTERATOR, 2) Sintéticos Estéticos, 3) Sintéticos Cinemáticos, 4) Sintéticos Arquitetônicos.

Para os Sintéticos Sonoros criamos uma instalação chamada INTERATOR. O INTERATOR é uma forma de cinema tridimensional de fruição coletiva, sem óculos: um campo sonoro e visual em que se pode ver vários vídeos sintéticos simultaneamente, onde o espectador interage se deslocando no espaço entre as projeções.

1) Sintéticos Sonoros: INTERATOR

  1. Dennis Schöneberg – Bodydub – Alemanha

Música: Bodydub (Bangkok Impact Remix) de Unit4

  1. Dennis Schöneberg – N-DRA – Alemanha

Música: N-DRA de Ricardo Villalobos

  1. Dennis Schöneberg – Russian Roulette Believe – Alemanha

Música: Believe de Russian Roulette

  1. Dennis Schöneberg – Transparenza – Alemanha

Música: Transparenza de Michael Mayer & Reinhard Voigt

  1. Iskarioto Dystopian AI Films – Athena – Espanha

Música: Athena de Karl Casey 

  1. Iskarioto Dystopian AI Films – Eldritch – Espanha

Música: AI Generated Music made with Suno.ai

  1. Iskarioto Dystopian AI Films – Enter The World – Espanha

Música: Enter the World de NPM

  1. Iskarioto Dystopian AI Films – Relaxation – Espanha

Música: Relaxation de NPM

  1. Iskarioto Dystopian AI Films – Subway Chase – Espanha

Música: Subway Chase de Karl Casey

  1. Iskarioto Dystopian AI Films – Wasteland – Espanha

Música: AI Generated Music made with Suno.ai

  1. Luigi Novellino (aka PintoCreation) – Blob Alien Mouth – Itália

Música: Oleh Boretskyi 

  1. Luigi Novellino (aka PintoCreation) – Brain Entity – Itália

Música: Odyssey de John Tasoulas

  1. Michael Sadowski (aka derealizer) – In Love – Áustria

Música: Y do I

  1. Michael Sadowski (aka derealizer) – Magic Drops – Áustria

Música: Chris Robert

  1. Verbo Pluriel (aka volt46) & XWave – Calamar – Estados Unidos e França

Música: Verbo Pluriel

2) Sintéticos Estéticos

  1. Arnaud Weber – NNY 43 – Nouvelle New-York 43 – Suíça

Música: Glimpsing Infinity de Asher Fulero 

  1. Dallaserra Maxime – Journey of Life – França

Música: Journey of life de Dallaserra

  1. Gabi Szita (aka Sieve) – Schizophrenia – Hungria e Islândia
  2. Infratonal – Useless Hands – França
  3. Kelly Luck – Strangeland 1 (excerpt) – Estados Unidos

Música: epilogDrift via PaulXStretch

  1. Leilanni Todd – Floating – Estados Unidos

Música: Kids de Devonté Hynes 

  1. Michael Sadowski (aka derealizer) – Distortions of The Past – Áustria

Música: Distortions of the Past de Dreamstate Logic

  1. Michael Sadowski (aka derealizer) – Stealth Technology of Ancient, Cosmic Pantheons – Áustria 

Música: Stealth Technology of Ancient, Cosmic Pantheons de The Intangible

  1. Robert Seidel – HYSTERESIS – Alemanha

Música: Oval

  1. SurrealismToday.com – The Legend of Ogie – Estados Unidos

Música: Another wave from you de M83

  1. Valentin Rye – A Space Odyssey 2002 – Dinamarca
  2. Valentin Rye – Around The Milky Way – Dinamarca

3) Sintéticos Cinemáticos 

  1. Clive Huson (Stackpooled AI Films) – Blink Too – Inglaterra
  2. Clive Huson (Stackpooled AI Films) – Kingdoms – Inglaterra 
  3. Davis Chang, UGLYKIKI, Cali Wang & Roxy Jin – The HØST – Estados Unidos e Taiwan

Música original: Cali Wang

  1. Dr. Sam Khoze – Genesis – Estados Unidos
  2. Fredrik Jonsson – Tomorrow We Will Win – Suécia 

Música: Eyes of Yours de Edgar Hopp

  1. Guli Silberstein – OVERCOME – Reino Unido

Música: Karthago de ORYMA

  1. Iskarioto Dystopian AI Films – Metropolis – Espanha 
  2. Jesse Koivukoski – Dreamers – Finlândia
  3. Mathieu Samson (Solofilms) – Dream Master Lake – Canadá e Portugal
  4. Roxanne Ducharme – AI Showreel – Canadá e Panamá
  5. Team Rolfes – Holly Herndon – Jolene (feat. Holly+) – Estados Unidos
  6. The Reel Robot – Synthetic Life – Canadá
  7. The Reel Robot –  The Terra Age – Canadá
  8. Valentina Ferrandes – Daaphne – Reino Unido e Itália

Música: The Ladder Cloud Thing por Filippo Nardini e Michele Di Martino

4) Sintéticos Arquitetônicos

  1. Hassan Ragab – Audio Responsive Treehouse – Estados Unidos

Música: Run de ShockOne & The Bloody Beetroots

  1. Lukas Radavicius – Architecture Concepts Created by AI: Architecture Concepts Made by AI – Lituânia

Música: Contact de The Tower of Light

  1. Lukas Radavicius – Architecture Concepts Created by AI: Artificial Intelligence Modern Architecture – Lituânia

Música: Eternal Garden de Dan Henig

  1. Lukas Radavicius – Architecture Concepts Created by AI: Can AI Become an Architect? – Lituânia

Música: Flecks of light  de The tower of light

II) Descubra o futuro da arte: ‘The Forgettable Art Machine‘, uma instalação de IA que transforma você em obra-prima. Experimente a fusão entre tecnologia e arte, onde cada interação o coloca no centro da história da arte.

III) Reviva a lenda: A instalação interativa Smart Hans, do alemão Max Haarich, é uma reencarnação sintética de Clever Hans, um cavalo que ficou famoso no início do século 20 por adivinhar números mentalizados por seus admiradores. Nessa obra é possível mentalizar qualquer número entre 4 e 10 para jogar com a versão artificial de Clever Hans. 

IV) Desperte sua criatividade: Everything Before, Everything After convida você a mergulhar em uma pintura chinesa digital onde o toque molda o rio da arte. Testemunhe a beleza da transformação enquanto suas interações coletivas criam uma sinfonia visual em evolução. Uma experiência estética coletiva que transcende o tempo, capturando cada momento na jornada da criação do artista Seph Li. 

V) Explore o invisível: Cascade, a instalação imersiva que revela as frequências secretas das cachoeiras. Experimente uma jornada sensorial única, mergulhando nas ondas sonoras que sustentam nossos ecossistemas.

VI) Na onda do mar: The Sea, uma escultura robótica alimentada por inteligência artificial, traz o oceano à vida. Testemunhe a sinfonia caótica das ondas e mergulhe em uma experiência sonora envolvente, onde cada movimento é uma coreografia generativa. 

VII) Viva a experiência de se teletransportar: A artista Anna Vasof traz em The Cage of Time um objeto cinético que explora a passagem do tempo no espaço virtual. Ao usar os óculos VR o visitante é teletransportado para dentro de uma gaiola, onde pode observar o espaço e a si mesmo de uma nova perspectiva. 

FILE LED SHOW 2024 

Embarque em uma jornada visual no FILE LED SHOW 2024, uma colaboração entre o Curso de Artes Visuais da USP e os alunos do IED São Paulo. Sob a orientação da Dra. Silvia Laurentiz e Daniel Grizante essas criações inovadoras iluminam a fachada de LED da Fiesp, celebrando a arte em novas mídias e a interdisciplinaridade do design. Testemunhe o poder da colaboração universitária na vanguarda da expressão visual!

WORKSHOPS 

Descubra o poder da criatividade em movimento nos Workshops do FILE 2024! De 3 a 6 de julho, junte-se a nós no mezanino do Centro Cultural Fiesp para explorar uma série de experiências únicas, das 10h às 22h. Desde interações corpo-som até a criação de mundos imaginários em computação gráfica, nossos workshops oferecem uma jornada diversificada através da interseção entre arte e tecnologia. Inscreva-se gratuitamente e garanta seu lugar na vanguarda da inovação. Não perca esta oportunidade de aprender e experimentar com os melhores do campo.

Confira abaixo a relação de workshops: 

– APT.LAB – Dispositivos de interação corpo-som – Brasil 

– Daniela Gatti – Núcleo de Dança Redes e NICS Unicamp – Corpo sonoro: improvisação movimento, som e tecnologia – Brasil 

– Flavia Mazzanti – Workshop básico sobre o uso de realidade virtual em processos artísticos – Brasil e Áustria 

– Guilherme de Souza Vieira – Experimentações visuais com código – Brasil – Grupo Realidades (ECA-USP) – Olho de raio XYZ: introdução ao escaneamento 3D 

– Gustavo Sol – Dramaturgia digital: performatividade e neurocomputação com tecnologias de sensoriamento biométrico de baixo custo – Brasil 

– Introscopia – Criação de obras Interativas com confabulário – Brasil 

– Luca de Andrade Ribeiro – Introdução à computação gráfica para a criação de mundos imaginários – Brasil 

– Marcelo Padovani Macieira – Realidade aumentada de filtros a apps: fundamentos e aplicações – Brasil 

Serviço:

FILE 2024 – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

Centro Cultural Fiesp – Avenida Paulista, 1313, Bela Vista

Abertura: 2 de julho de 2024, às 19h30.

Período expositivo: 3 de julho a 25 de agosto de 2024.

Terça a domingo, das 10h às 20h.

Entrada gratuita

Workshop no Mezanino: 1ª semana de julho 

Inscrições pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSev66JmPd9Bj4ezEUnWdOlSWE8FWUlOxVkIjfh2THzHX-6fDw/viewform

Pombo Correio
WRITTEN BY

Pombo Correio

A Pombo Correio Assessoria de Comunicação foi fundada em 2013 pela jornalista e atriz Heloisa Cintra Castilho (formada em Comunicação Social pela PUC-SP, com pós Graduação em Mídias Digitais pela FGV e Artes Cênicas pelo Teatro Escola Célia Helena) e pelo publicitário Douglas Picchetti (formado pelo Mackenzie). O braço cultural da empresa já atendeu mais 600 espetáculos de teatro, dança e música, exposições em artes visuais. Atuamos também em trabalhos em audiovisual, literatura e projetos educacionais. A empresa faz assessoria de imprensa, mídias sociais, redação de textos, gerenciamento de crise e media training. Com foco em uma comunicação ampla e cuidadosa, olhamos para cada projeto como único, respeitando suas especificidades e trabalhando para que ele seja comunicado da forma mais adequada e eficiente possível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *