em , ,

TopTop

Os premiados “Espero tua revolta” e “Polis” serão exibidos hoje na Mostra Habitando Margens e Fronteiras

Cineclube da Vila das Artes fornece filmes gratuitos e debate ao vivo todas as quintas feiras de julho!

Pra quem tá sentindo falta de um cineminha com debate depois, aqui vai uma ótima dica!

A Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes promove um cineclube que, este ano, está totalmente virtual, com exibições diretamente através de seu canal no YouTube. O cineclube, que acontece todas as quintas feiras às 17hs, conta com filmes e debates ao vivo logo em seguida.

A programação deste ano está especial, com Mostras mensais únicas pensadas especificamente para o contexto do cineclube. O mês de julho conta com a mostra “Habitando Margens e Fronteiras”, cuja curadoria dos filmes e mediação dos debates são realizadas pela cineasta e artista visual Raquel Gandra.

Hoje, segundo dia da mostra, o canal da Vila das Artes no YouTube exibe às 17hs o curta-metragem “Polis”, de Rafael Baptista (RJ), e o longa “Espero tua Revolta”, de Eliza Capai (SP). A conversa será com o realizador Rafael Baptista e com Rayssa Riber, uma participante do movimento secundarista.

O Longa trata do movimento secundarista que ocupou as escolas públicas ao longo de 2015. Com foco na cidade de São Paulo, o filme traz o olhar, a narração e a presença de 3 dos jovens que estiveram diretamente envolvidos nos acontecimentos. “Espero tua revolta” nos dá uma excelente oportunidade de refletir sobre uma dentre tantas crises que vivemos nos últimos 8 anos através de vários pontos de vista e ressalta as contradições presentes na nossa busca por um exercício de coletividade e união.

O Curta é um filme-ensaio que aborda temas como vigilância e vida contemporânea nas grandes cidades através de uma investigação visual e narrativa em torno da criação do discurso. Entre arquivo e memória, reconhecimento e invenção, o texto dito por uma uma voz robótica, nossa protagonista Inteligência Artificial, convida o espectador a questionar as palavras e o sentido das imagens e dos signos.

Confira mais abaixo o detalhamento da programação.

Sobre a curadoria, Raquel Gandra explica: “De onde vem o sentido de pertencimento? Que possíveis geografias e dobras poderão gerar acolhimento em um mundo tão desgarrado da ideia de coletivo? Pensando nestas e em outras tantas perguntas, fico inquieta diante das fronteiras invisíveis que se intensificam todos os dias em meio ao caos político, às quebras de paradigmas culturais e ao abismo social. Os filmes selecionados para esta mostra nos apresentam estas contradições, mas também nos oferecem possíveis brechas para tamanhos desencontros”, defende a cineasta.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação

Sessão 2

Filmes: “Espero tua Revolta” (2019 / 93′ / 14 anos), de Eliza Capai (SP); “Polis” (2018 / 8′ / Livre), de Rafael Baptista (RJ); filmes seguidos por conversa ao vivo entre o realizador Rafael Baptista, a atriz Marcela Jesus e a curadora da mostra, Raquel Gandra

Data: Quinta-feira (08/07)

Hora: 17h

Local: Canal da Vila das Artes no YouTube

Sessão 3

Filmes: “Rio em Chamas” (2014 / 110′ / 16 anos), de Daniel Caetano, Cavi Borges, Vinicius Reis, Clara Linhart, André Sampaio, Eduardo Souza Lima, Diego Felipe Souza e Luiz Claudio Lima (RJ); filme seguido por conversa ao vivo entre o realizador Daniel Caetano e a curadora da mostra, Raquel Gandra

Data: Quinta-feira (15/07)

Hora: 17h

Local: Canal da Vila das Artes no YouTube

Sessão 4

Filmes: “Irmãos” (26’ / 12 anos), de Maria Eduarda Andrade (PE); “A Vizinhança do Tigre” (2014 / 95′ / 16 anos), de Affonso Uchoas (MG);

filmes seguidos por conversa ao vivo entre a realizadora Maria Eduarda Andrade, o pesquisador Hernani Heffner e a curadora da mostra, Raquel Gandra

Data: Quinta-feira (22/07)

Hora: 17h

Local: Canal da Vila das Artes no YouTube

Sessão 5

Filmes: “Não te amo mais” (2020 / 10’), de Yasmin Gomes (CE); “Pedras não flutuam” (2019 / 8′ / Livre), de Lara Ovídio (RN); “Hálito Azul” (2018 / 79’), de Rodrigo Areias (Portugal); filme seguido por conversa ao vivo entre as realizadoras Lara Ovídio e Yasmin Gomes, a artista e educadora Barbara Bija, a atriz Tania Dinis e a curadora da mostra, Raquel Gandra

Data: Quinta-feira (29/07)

Hora: 17h

Local: Canal da Vila das Artes no YouTube

Telas Abertas

A mostra “Habitando Margens e Fronteiras” é a segunda oriunda da convocatória Telas Abertas 2021, que selecionou propostas de curadoria de mostra de filmes com temática livre para compor a programação do Cineclube da Vila das Artes durante o período de junho a dezembro de 2021. Das sete vagas preenchidas, quatro se destinaram a proponentes residentes em Fortaleza e três a residentes em outras localidades do País.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *