Osesp e MASP apresentam série de concertos que une arte e música | Agenda | Revista Ambrosia
em , ,

Osesp e MASP apresentam série de concertos que une arte e música

Neste início de outubro, o MASP e a Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) apresentam mais uma edição da série de concertos que combinam arte e música no palco do MASP Auditório. Cada apresentação é comentada por um especialista convidado, que faz conexões entre as obras de arte da coleção do MASP e de exposições temporárias com as composições musicais.

Nesta quarta-feira, dia 2 de outubro, Paulo de Tarso Salles irá comentar “Porto I” (1953), obra de Tarsila do Amaral, enquanto solistas da Osesp interpretam composições de Heitor Villa-Lobos, Claudio Santoro, Francisco Mignone e Radamás Gnattali. A exposição “Tarsila popular”, que ocorreu de abril a julho no MASP, tornou-se a mostra mais visitada da história do museu. A exposição reuniu 92 obras e teve curadoria de Adriano Pedrosa e Fernando Oliva. Com 402.850 visitantes, superou outro fenômeno de público do museu, “Monet”, realizada entre maio e agosto de 1997 (com 401.201 espectadores na época).

Serviço

7 de agosto – Quarta-feira
Johann S. Bach, Arte da Fuga: Excertos (nos 1, 2 e 9)
Anton Webern, Langsamer Satz
Béla Bártok, Quarteto de Cordas no 5
Quarteto Osesp
Emmanuele Baldini, violino
Davi Graton, violino
Peter Pas, viola
Heloisa Meirelles, violoncelo
Palestrante: Jorge de Almeida, doutor em Filosofia pela USP (2000), dá aula na
universidade desde 2001, no Departamento de Teoria Literária e Literatura

Trio nº 1
Heitor VILLA-LOBOS
Bachianas Brasileiras nº 5: Ária [Versão de William Primrose Para Violoncelo e Piano]
O Canto do Cisne Negro
Claudio SANTORO
Quatro Prelúdios para Piano Solo
Radamés GNATTALI
Sonatina em Ré Maior Para Flauta e Piano
Francisco MIGNONE
Trio nº 2

Obra comentada: “Porto I” (1953), de Tarsila do Amaral
Palestrante: Paulo de Tarso Salles, Pós-Doutor em Música pela University of California Riverside (2014) e professor do Departamento de Música da ECA/USP, onde trabalha desde 2008.

O projeto acontece uma vez por mês, a partir das 20h. Os ingressos custam R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) e estão disponíveis na bilheteria do museu (de terça a domingo, das 10h às 17h30) ou pelo site www.masp.org.br. A programação está sujeita a alterações.

Deixe sua opinião

Rubens Soares

Publicação Rubens Soares