em ,

Guns N' Roses exclui música acusada de racismo e homofobia de box comemorativo

O clássico álbum do Guns N’ Roses, “Appetite for Destruction” está ganhando reedição no mês que vem com nada menos do que 49 faixas inéditas. Além das obrigatórias sobras de estúdio estão também as faixas do álbum seguinte, “GN’R Lies”. Exceto uma: a polêmica ‘One In A Million’.
A música foi acusada de racista, xenófoba e homofóbica em 1988, quando fora lançada. Em um trecho Axl Rose canta “Police and Niggers/That’s right/Get out of my way/Don’t need to buy none of your/Gold chains today” (Policiais e crioulos/Sim/Saiam da minha frente/Não preciso comprar nenhuma das suas/Correntes de ouro hoje – em alusão àqueles grandes cordões de ouro dos negros de periferias das grandes cidades americanas).
Em um outro ele profere: “Immigrants and fagots/They make no sense to me/They come to our country/And think they’ll do as they please/Like start some mini-Iran/Or spread some fucking disease/And they talk so many God damn ways/It’s all Greek to me” (Imigrantes e viados/Não fazem sentido pra mim/Eles vêm para o nosso país/E pensam que vão fazer o que querem/Como abrir um mini-Irã/Ou espalhar alguma porra de doença/E eles falam de tantas formas/Tudo parece grego para mim).
Axl tentou se explicar de várias formas durante alguns anos. A desculpa mais plausível é de que a música seria uma aos reacionários, com um deles falando em primeira pessoa. De qualquer forma, para evitar problemas nesses tempos de politicamente correto, a música vai ficar de fora do relançamento e pronto. Saiba tudo que virá nessa edição para lá de luxuosa do clássico álbum do Guns, além de ouvir a música inédita, AQUI.

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Cesar Monteiro