death_noteO portal Anime Network alertou para uma matéria do HeraldSun sobre um aluno no sudoeste de Sydney que teve encontrado em sua mochila um caderno contendo uma lista de pessoas de sua escola que deveriam morrer, descrevendo ainda como as mortes ocorreriam além de um plano para implantar bombas na instituição de ensino.

Apesar da matéria original em momento algum fazer referência ao mangá, fora o emprego do termo “Death Note“, o portal para fãs de anime acrescenta uma série de casos em escolas nos Estados Unidos aonde ha possíveis referências ao objeto místico usado no mangá, além de proibições da leitura da obra japonesa em escolas na China e em Taiwan.

Incrível como nada similar aconteceu no Brasil (ainda) e espero que nunca aconteça. Lembrando que os maiores problemas aconteceram – como sempre – nos Estados Unidos, aonde parece que quase todo dia algum jovem perde o controle e causa uma tragédia.

Os pais e educadores deveriam parar de culpar tanto os quadrinhos e começar a perceber que o buraco é bem mais embaixo. Estamos falando de crianças passando por problemas e esse problema muitas das vezes pode estar em casa, no seu relacionamento com a família, não no que o seu filho lê no momento.

Aqui no Brasil o mangá Death Note já teve seus 12 volumes publicados pela Editora JBC.