em

Festival do Rio 2012 para todos os gostos

Nesta sexta feira começa o carnaval dos cinéfilos cariocas. É o inicio da décima quarta edição do Festival do Rio, que já se consolidou como um dos principais eventos culturais da cidade e a maior vitrine cinematográfica do país. De 27 a 11 de outubro serão 400 produções de 60 países, distribuídas em 20 mostras espalhadas por vários cinemas, inclusive ao ar livre e em comunidades carentes. O atual formato do festival é uma fusão entre o Rio Cine Festival, criado em 1984 e a Mostra Banco Nacional de Cinema criada em 1988. Em 2000 a Petrobrás entrou com o patrocínio, e durante um tempo o festival se chamou Rio BR

Em meio a tantas opções de filmes, é comum os cinéfilos ficarem perdidos em alguns momentos. A dica é dar preferência aos filmes que provavelmente não entrarão em circuito, ou demorarão bastante. Sobrando tempo, aí sim, vale à pena dar alguns tiros no escuro, isto é, assistir àquele filme cujo nome e a sinopse pareceram interessantes.

Para facilitar a vida do cinéfilo, vamos dar aqui algumas dicas de acordo com o perfil de cada público, e boa maratona!

O Geek

É aquele cujo foco no festival são filmes de terror e ficção que dificilmente entrarão no circuito, ou se entrarem o acontecem por um tempo exíguo. O geek também fica de antemão na expectativa de mostras com clássicos do gênero.

A principal dica desse ano é a Mostra John Carpenter, em que serão exibidos 12 dos vinte filmes do cineasta, incluindo clássicos como Enigma do Outro Mundo, Fuga de Nova York e Eles Vivem. A Mostra Midnight Movie terá um filme imperdível para os geeks que é o documentário Comic Con Episode IV- A Fan’s Hope, que trata da maior feira nerd do mundo, a San Diego Comic-Con. Já na Mostra Midnight Terror, a pedida é o japonês O Clube do Vamos-Fazer-a-Professora-Abortar e O Segredo da Cabana, filme que presta homenagem aos filmes de terror da década de 80, como Evil Dead.

 O Cabeça

Penso Logo Existo – Também conhecido como “cabeça”, é aquele que gosta de ir ao cinema para ser desafiado intelectualmente. Enfadado com produções norte americanas, ele vai em busca de filmes dos países mais exóticos possíveis. Nos anos 90 era fã de filmes iranianos, nos 00’s de filmes romenos e agora se rende aos argentinos. A Mostra Expectativas é a ideal, mas também vale uma olhadinha na Mostra Fronteiras.

Antenado

É aquele que gosta de estar por dentro das últimas novidades. Muitas vezes não conhece a fundo a obra de um cineasta, mas conhece pelo menos um filme de cada cineasta que lhe for perguntado. Sabe de tudo um pouco. Para estes o foco é a Mostra Panorama do Cinema Mundial, sobretudo o novo de Wes Anderson: Moonrise Kingdom, o novo de Oliver Stone: Selvagens, Twixt, novo trabalho de Francis Ford Coppola e Ruby Sparks – A Namorada Perfeita, do casal Jonathan Dayton e Valerie Faris, de Pequena Miss Sunshine.

Hype

Bom, para esse o festival é mais uma festa do que uma oportunidade de se conferir as tendências do cinema mundial. O que vale mais é a badalação. O mais indicado para esse perfil são as sessões de gala no Odeon, além, é claro de uma bela badalada no Pavilhão do Festival, que entre várias atividades exibirá todos os filmes da Premiére Brasil e produções em 3D, como A Invenção de Hugo Cabret e Titanic. Ah, e esbarrar com gente famosa ali é fácil

Off Festival

Sim, assim como muita gente foge do carnaval, tem cinéfilo que quer passar ao largo da maratona cinéfila com suas filas quilométricas e ingressos disputados a foice. Para esses que querem ir ao cinema sem frenesi nem dor de cabeça são indicados o Cine Jóia em Copacabana e O Itaú Artplex na praia de Botafogo, que passam filmes com perfil do festival, mas sem o frenesi que o cerca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

Cesar Monteiro

Publicado por Cesar Monteiro

Um viciado em cultura pop que adora compartilhar seu vício com o maior número de pessoas possível