Ex-astro do futsal transforma Sorocaba em capital dos esportes

Ambrosia Comportamento Ex-astro do futsal transforma Sorocaba em capital dos esportes

Bola ao alto, aqueles chutões sem direção ou a mínima técnica, apenas a ausência de pontaria ou vergonha alguma de um zagueiro qualquer – afinal, zagueiro é para isso mesmo, chutar para longe, não inventar moda. Lá no alto e com força vai a bola, girando e girando até ser aparada na linha lateral com um toque sutil, quase sem necessidade de movimento do corpo, apenas um leve inclinar do pé por alguém que acabava de subir ao gramado. Era o Secretário de Esportes e Lazer de Sorocaba, Simei  Lamarca, de paletó e sapato, uma camisa verde com folhas que de longe lembravam as de uma planta alucinógena. Cabelos anos oitenta.
Quem vê Simei pela primeira vez imagina estar diante de uma figura saída de uma dessas séries de televisão que são reprisadas de madrugada nos canais abertos. Quem já o conhece sabe tratar-se de um dos maiores jogadores de futsal da história e do homem que colocou o esporte como prioridade para a administração pública. Nesse dia a tarefa era assistir a partida final dos Jogos Regionais. Assistir e dar atenção aos atletas de várias categorias, inspecionar o campo que serve de palco para os jogos do São Bento, ouvir sugestões, orientar a equipe dali mesmo. Enfim, dia cheio.
Diferente dos seus antecessores a gestão de Simei à frente da Secretaria de Esportes é marcada por amplo envolvimento com todas as atividades esportivas no município, conhecimento do que é feito, como é feito e pela valorização das equipes de técnicos e gestores esportivos.
Não é à toa que muitos apontam que Simei foi o primeiro secretário de esportes de verdade de Sorocaba, cidade com 700 mil habitantes e conhecida por suas antigas equipes de vôlei, basquete e pelo futsal. Antes dele o que predominava era o loteamento político da Secretaria, a realização de poucas atividades e a utilização da estrutura como mecanismo para manutenção de um curral eleitoral que envolvia o futebol varzeano e sua capacidade de eleger um ou dois vereadores. Simei enfrentou tudo isso. Começou entrando no jogo com a partida iniciada. Ele não foi o primeiro nomeado pelo prefeito José Crespo (DEM). Quem iniciou o jogo no mandato do prefeito local foi o advogado Ubirajara Capellari que ficou quase vinte dias no cargo e exonerou-se alegando problemas pessoais. Tempos depois Capellari ocuparia outros cargos no município.
Chamado às pressas, Simei, acostumado à quadra pequena e tendo jogado em países como a Rússia e a Espanha, onde tornou-se ídolo, logo chegou para comandar um time extremamente capacitado mas que estava disperso, abatido pela forma como a secretaria era dirigida anteriormente. Mudou algumas peças, mexeu na escalação e começou a marcar gols.
Não se começa um campeonato – sobretudo um programado para durar quatro anos – sem se conhecer o campo de jogo, suas peças e instrumentos. Foi isso que o secretário fez. Embora muito simples, o ex-jogador destoa do perfil de ex-atletas que erroneamente povoam nosso imaginário. É inteligente, estudioso e empreendedor. Querido por grandes referências esportivas como Vampeta e Muricy Ramalho, logo passou a trazer os amigos para ajudar a estruturar ações na cidade. O objetivo inicial? O esporte de base. Simei é dos que valorizam a prática da atividade esportiva descompromissada da competição como elemento de formação de cidadãos. Recuperou e deu novo prestígio ao Cruzeirão, maior torneio de futsal do mundo, do qual é o maior campeão da história, superando tranquilamente outro grande campeão, a estrela Falcão; revitalizou os Jogos Escolares e deu uma nova dimensão à várzea.
Paralelamente Simei impôs como estilo e modelo de trabalho sua marca como gestor na elaboração de projetos para a reestruturação de centros esportivos, a construção de uma unidade de esporte inclusivo para deficientes, a expansão das atividades de lazer em locais e horários novos, propiciando que a população tivesse acesso às práticas. A facilidade de trânsito do secretário com outros gestores e agentes de federações e pessoas ligadas ao esporte facilitou as parcerias. Sorocaba voltou a sediar uma edição dos Jogos Abertos do Interior depois de anos; um museu do esporte foi inaugurado e a cada mês novidades chegam aos noticiários. Simei é a maior personalidade esportiva e política de Sorocaba atualmente.

Ex-astro do futsal transforma Sorocaba em capital dos esportes | Comportamento | Revista Ambrosia
Simei Lamarca e Falcão em ação em Sorocaba

Seu índice de aprovação é quase absoluto entre os esportistas e frequentadores das unidades de lazer do município. Só não é completa pois desagradou antigos xerifes do esporte local, pessoas que mantinham zonas de votação em troca de camisas de times da várzea e batiam no peito para dizer que dominavam a área. A briga contra estes foi lenta e cirúrgica. O secretário venceu com trabalho. Mesmo quando o governo Crespo sofreu uma interrupção de quase quarenta dias em razão de batalhas jurídicas, Simei foi mantido pela pressão da comunidade esportiva, dos dirigentes e atletas. Ninguém admitia a Secretaria sem ele. Nessa fase a disputa foi a base de caneladas. Os antigos donos do campo quiseram tomar conta do time formado e ganhar no tapetão um jogo em que já estavam sendo goleados.  Deram um jeito de bagunçar seu gramado, fazer uns gols contra, mas passada essa fase o ex-jogador, transformado em gestor administrativo e agente político, teve a tranquilidade necessária para planejar suas principais ações e se consagrar, conforme muitos dos seus colegas e esportistas brasileiros, como o melhor secretário de esportes do Brasil.
A grande estrela da administração pública sorocabana tem nome e brilho próprio. Hoje Simei não precisa de padrinhos ou indicações para permanecer no cargo, coisa comum aos secretários em períodos anteriores. A secretaria tem a sua cara. Seu espírito leve é logo sentido: “me ajuda aqui com algumas ideias”. Seria como se eu desse uma sugestão para Garrincha de como ele deveria driblar. Simei á assim. Participativo e democrático.
Sob sua gestão Sorocaba ganhou um título que parecia impossível. É a capital brasileira dos esportes.

#Novidades