alvorada dilma brasil filmes documentario revista cultural ambrosia

“Alvorada”: a intimidade entre os meios e os fins

Em 2016, ano que o país foi sacudido pelo processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff, as diretoras Anna Muylaert e Lô Politi conseguiram o que poucos profissionais do audiovisual interessados naquele momento histórico do país, tiveram a chance de ter: acesso íntimo ao Palácio da Alvorada, especialmente nos momentos que antecederam o fato.

filmes alvorada critica revista ambrosia

Não só à Alvorada (nome do lançamento), mas também à própria presidenta. Esse privilégio resultou numa abordagem que lembra a do mestre Eduardo Coutinho em Peões, onde o todo é construído pelo olhar mirado aos funcionários secundários de um espaço físico que de alguma maneira refletia a situação institucional vigente.

A resignação de Dilma diante da urgência dos bastidores para sua destituição, mostrada na intimidade possível de uma câmera apontada para si, é o que mais fala sobre o documentário. Tem-se ali um indivíduo em perspectiva pelas instituições que o forjaram. Não é um filme sobre o impeachment em si, mas sobre ela e o ambiente em que se inseria no momento da hoje entendida, conspiração.

alvorada filme critica revista ambrosia

A direção é sensível ao buscar metáforas espaciais sólidas quando a presidente não estava em foco. Por isso, seja quando Dilma discorre sobre a banalidade do mal, citando Hannah Arendt, seja quando vemos um pássaro preso perto do espelho d’água, o filme está sempre de alguma forma, testemunhando e provocando para além do que se vê. Em se tratando de um documentário, onde a realidade pressupõe-se factual, sob a perspectiva “inventada” de um olhar, isso é um valor e tanto para seu resultado. Entretanto, sendo lançado após exemplares no assunto como O Processo (2018) e Democracia em Vertigem (2019), que propunham complexidades nessa relação da presidente com o impeachment sofrido, Alvorada perde muito do frescor, mesmo sendo tão íntimo, até porque nenhuma documentação do episódio fugiu desse ponto de vista do indivíduo a mercê de meios e fins. Mesmo levemente esvaziado, o documentário acrescenta mais uma observação ja esmiuçada.

Nota: Bom – 3 de 5 estrelas

alvorada dilma politica filmes documentario revista cultural ambrosia

Total
6
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ant.
“Noites de Alface” com Marieta Severo ganha trailer
noites de alface trailer videos revista ambrosia

“Noites de Alface” com Marieta Severo ganha trailer

“Noites de Alface”, longa que chega aos cinemas de todo o Brasil no dia 24 de

Próxima
Saga Indiana Jones chega remasterizada às plataformas on demand
Indiana Jones 5

Saga Indiana Jones chega remasterizada às plataformas on demand

Comemorando os 40 anos de “Os Caçadores da Arca Perdida”, que chegou

Você pode gostar