em , ,

Anim!Arte 2021 – 16ª edição do Festival de animação consagra quatro animações brasileiras

A 16ª edição do Festival Anim!Arte, que teve sua cerimônia de premiação neste domingo (13) premiou quatro animações brasileiras. São elas: Òpárá de Òsún: quando tudo nasce, de Pâmela Pelegrino, na categoria Filme Ambiental; Maria Quitéria Honra e Glória, de Antonio Jesus da Silva eleito o melhor filme pelo júri online; Modais, de Nícolas de Sousa, que recebeu o prêmio de melhor animação na categoria Estudantes Brasileiros Maxi e Baiacu, de Luíza Ishikawa, eleito na votação popular.

O grande prêmio do júri oficial na sessão Culturas do Mundo foi para o mexicano El Desfile de Los Ausentes, de Marcos Almada, Oríkì, de Pâmela Peregrino (Brasil) recebeu menções honrosas, assim como Tobi and the Turbobus, de Verena Fels e Marc Angele (codireção de Alemanha e Suíça) e Mofyah – Dada Yute, de Vinicius Kahan e Marco Souza (Brasil).

A equipe de jurados da categoria Filme Ambiental também concedeu menção honrosa para o também brasileiro Nana e Nilo – Dia de Sol e Chuva, de Sandro Lopes; para o argentino El Árbol ya fue Plantado, de Irene Blei e para o britânico Rhino, dirigido por Bethany Powell. O júri online consagrou o peruano Ana Y El Covid-19: Pequeñas Historias, de Paula Chávez e Carolina Paullo.

O júri oficial da categoria Estudantes Brasileiros Maxi concedeu menção honrosa para dois filmes do Rio de Janeiro: Altcell, do trio Matheus Galvão, Erik Fischer Guimarães e Renata Boury e Andorinha, de Clara Braem e, para o filme gaúcho O homem atrás da janela, de Naum Roberto Gomes.

Na categoria Estudantes Internacionais Maxi Winner, de Samuel Chovan (Eslováquia) foi o vencedor pelo júri oficial. Os jurados também atribuíram menção honrosa para as animações francesas Happy Easter, de Juliette Audureau, Maho Claquin, Titouan Cocault, Yann Coutard, Franklin Gervais, Sophie Terriere e Xinlei Ye e Castaway, de Rachel Bosc-Bierne, Vincent Carrett, Simon Fabbri, Marie Gauthier, Margo Lopez, Léopoldine Perdrix e Flore-Anne Victor e, para o curta canadense My Tagalong, de Jerry Wang. O júri online consagrou A Little More Blue, de Sugandha Bansal (Índia).

Já em Estudantes Internacionais Mini o júri oficial premiou o americano Dams: The Pros & Cons, de Ava Skye Barton e Chas Seiffert e atribuiu menção honrosa a Side EFX, de estudantes indianos do Toon Club e da Escola Internacional Oberoi; ao argentino Piti & Catamín, de Cecilia Klyver e ao também indiano Friends Love, de Miss. Diya M.. O mais votado pelo júri popular foi o português Basta ser Humano, do quarteto Salvador, Petra, Carolina e Rui Duque.

A edição será estendida até 25 de junho na plataforma Kinow (https://animarte.kinow.tv). Além de todos as animações, será criada uma sessão destacando os filmes vencedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *