Mostra Sesc de Cinema reúne mais de 90 filmes nacionais | Festivais | Revista Ambrosia
em , ,

Mostra Sesc de Cinema reúne mais de 90 filmes nacionais

Uma das mais importantes mostras de cinema do Brasil do calendário atual, a Mostra Sesc de Cinema exibe desde o início de novembro, com lançamento na cidade de Paraty, no Rio, uma seleção verdadeiramente rica em seus espaços culturais de todo país até 15 de dezembro.

A Mostra Sesc de Cinema de 2019 teve inscritos 1200 filmes, entre curtas, medias e longas-metragens, provenientes de 210 cidades do país. Deste universo foram selecionadas 42 produções, sendo 10 infanto-juvenis, que compõem o Panorama Brasil.

Destacamos abaixo algumas das produções que participam da programação Sesc de Cinema, para conferir a programação consulte o SESC da sua localidade.

O CÉU DOS ÍNDIOS DESÂNA E TUIUCA
(Dir.: Flávia Abtibol e Chicco Moreira. Documentário. 2017. 26 min.)
Livre.
Amazonas
A astronomia indígena produzida pelas etnias amazônicas Desâna e Tuiuca que acreditam no conhecimento do céu como saber complementar às suas vidas na terra. Com foco no diálogo entre gerações e a reinserção na tribo, jovens da Aldeia Cipiá voltaram a olhar para o céu – para as Constelações do Homem Velho, da Ema, da Surucucu, etc. – com o projeto do índio desâna Jaime Diákara, mestre em antropologia cultural. Com relatos de velhos sábios e recursos tecnológicos dos planetários móveis, os jovens pesquisadores indígenas vão redesenhar o céu visto por seus antepassados, numa fluida expedição pelo céu da Amazônia.
Direção Flávia Abtibol e Chicco Moreira roteiro Flávia Abtibol
Direção de fotografia Chicco Moreira e Zé Monteiro
Montagem Flávia Abtibol
Desenho de som Thiago Grivot

VOZES DA MEMÓRIA
(Dir.: Raíssa Dourado. Documentário. 2018. 33 min.)
Rondônia
Livre.
O filme evidencia a identidade cultural da cidade de Porto Velho, Rondônia, retratando personagens, costumes e geografia afetiva da cidade em uma composição de imagens não ordenada que expressa a identidade submersa local.O filme vocifera um olhar contemporâneo da história a partir de vozes da periferia, da juventude, dos artistas, das comunidades indígenas, dos ribeirinhos e imigrantes. Confrontando o antigo e o novo, oferece um documento audiovisual sobre a formação da identidade cultural da cidade.
Roteiro Raíssa Dourado
Direção de fotografia Raíssa Dourado
Montagem Michele Saraiva
Direção de arte Raíssa Dourado e Suelen Rodrigues
Desenho de som Suelen Rodrigues, Michele Saraiva, Rinaldo Santos e Anderson Benvindo
Com Mado, Bado, Euro Tourinho, Bailarina da Praça, Bainha, Berto Bertagna, Eunilson Ribeiro, Carmênio, Antônio Moisés e Márcia Mura

FRANCISCO
(Dir.:Teddy Falcão. Ficção. 2018. 20 min.)
Acre
Livre.
Francisco tenta viver a vida longe de tudo o que lhe faz lembrar um episódio específico da infância: a morte de seu pai, que fora vítima de um crime difícil de superar. Mas, ao encontrar documentos antigos em arquivos velhos em casa, passa a entender o seu papel como homem negro e a importância da luta contra o racismo no Brasil.
Roteiro Teddy Falcão
Direção de fotografia Deyse Cruz Noronha
Montagem Teddy Falcão
Direção de arte Lara de França
Desenho de som André Ferreira
Elenco Matheus Brandão, Ryan da Silva Pedrosa, Maria José da Silva,Marilza Brás, Ivan de Castela

CHAMANDO OS VENTOS: POR UMA CARTOGRAFIA DOS ASSOBIOS
(Dir.: Marcelo Rodrigues. Documentário. 2018. 14 min.)
Livre.
Pará
Documentário sobre a ação imaginante de chamar os ventos por meio de assobios. Dinâmica esta que envolve entretenimento, ancestralidade, afetividade, memória, imaginação. Nos relatos, os assobios alimentam o imaginário em sua comunicação com a energia fundamental que emana da natureza.
Roteiro Marcelo Rodrigues
Direção de fotografia Marcelo Rodrigues
Montagem direção de arte
Desenho de som André Mardock e Marcelo Rodrigues

PROJETO CLOSET SP
(Dir.: Luana Miguel e Alice Stamato. Documentário. 2018. 24 min.)
Livre.
Documentário-teatro que acompanha relatos e experiências sobre “sair do armário” a partir de técnicas teatrais. Duas diretoras reúnem pessoas em uma vivência poética para refletir as contradições de São Paulo com relação aos LGBTs vindos de outros Estados em busca da vivência plena da sexualidade e/ou gênero. O filme se passa em um teatro, que se torna um “closet” compartilhado para desabafos e vivências dos participantes.
Roteiro e direção Luana Miguel e Alice Stamato direção de fotografia Julia May, Lucas Bonolo e Pedro Watanabe montagem Lúcia Monteiro e Henrique Cartaxo direção de arte Raquel Fortes desenho de som Jesus Sanches elenco Alex Bencke, Aretha Sadick, Eraldo Maia, Gil Porto, Guttervil, Lara Vieira, Rubi Delafuente

POR TRÁS DA PELE
(Dir.: Cristian Cancino. Ficção. 2018. 26 min.)
Livre.
Joris, um imigrante haitiano, chega a São Paulo para encontrar o irmão e perde sua mala. Sem ter para onde ir, ele conhece Juan, imigrante boliviano, que vai ajudá-lo nessa jornada pela cidade.
Roteiro e direção Cristian Cancino
Produção Chica Mendonça
Direção de fotografia Bruno Risas
Montagem Rapha Spencer
Direção de arte Carina Casuscelli
Desenho de som Kiko Medici
Elenco Junior Barthelemy, Teka Romualdo e Juan Cusicanki

RONDA
(Dir.: Mauricio Battistuci e Francisco Miguez. Ficção. 2018. 25 min.)
18 anos.
Ronda é o trajeto de um personagem deslocalizado nas ruínas de um mundo do trabalho. Hélio está na busca obsessiva por sua função, por um posto, um traje, uma fantasia. Um sujeito cindido no espaço urbano esquizofrênico da São Paulo de hoje.
Direção e roteiro Mauricio Battistuci e Francisco Miguez
Produção Tarsila Varallo
Direção de fotografia Caio Antônio
Montagem Luisa Noriko
Direção de arte Joana Lorenzetti
Desenho de som Jonas Amâncio
Elenco João Filho, Georgette Fadel, Rogério Bandeira, Érika Rocha, Sérgio Pires e Eliane Weinfurter

MESMO COM TANTA AGONIA
(Dir.: Alice Andrade Drummond. Documentário. 2018. 20 min.)
18 anos.
É aniversário da filha de Maria. No trajeto do trabalho para a festa, ela fica presa no trem, em função de uma pessoa caída acidentalmente sob os trilhos.
Roteiro Alice Andrade Drummond; Matheus Rufino e colaboração de Maria Leite Direção de fotografia Anna Júlia Santos
Montagem Bruna Carvalho Almeida
Desenho de som Alandson Silva, Juliana Santana e Henrique Chiurciu
Elenco Maria Leite, Preta Ferreira, Olanias Almeida, Marília Grampa, Isabela Cordaro, Rogério Bandeira, Rafael Lebre Neto, Julya Inhota, Rillary Rihanna Guedes, Erin B. Borges, Livya Lima,Giovanna Leirião, Melissa Leirião, Guilherme Siqueira, Pedro Brito Maria Isabela, Leila Alves, Julia Zakia

CATADORA DE GENTE
(Direção Mirela Kruel. Documentário. 2018. 18 min.)
Livre.
Rio Grande do Sul
Catadora de Gente é Maria Tugira Cardoso. Há 30 anos a personagem dedica sua vida à catação de lixo. O filme, através de depoimentos, expõe ideias a respeito da vida, preconceitos e da dura trajetória de tantas outras mulheres catadoras no Brasil. Com fala lúcida a respeito da vida e de suas complexidades, Tugira narra sua história e propõe ao espectador uma reflexão profunda sobre as desigualdades sociais.
Roteiro Mirela Kruel
Direção de fotografia Eduardo Nascimento Rosa
Montagem Bruno Carboni
Desenho de som Bruno Carboni
Com Maria Tugira Cardoso

QUANDO AS COISAS SE DESMANCHAM
(Dir.: Aristeu Araújo. Ficção. 2018. 21 min.)
Livre.
Paraná
Ana muda de cidade para morar com o pai que está com Alzheimer. Ana estuda para o Enem e faz vídeos. Ana não quer esquecer.
Roteiro Aristeu Araújo, Lielson Zeni, Sofia Helena e Vanessa C. Rodrigues
Direção de fotografia Thaís Grechi
Montagem Aristeu Araújo direção de arte Michele Dalpasqual
Desenho de som Luiz Lepchak
Elenco Fernanda Cunha, Geraldo Maia, Isadora Gondim e Clotilde Tavares

ISSO ME FAZ PENSAR
(Dir.: Hopi Chapman. Documentário. 2018. 25 min.)
Livre.
Rio Grande do Sul
A rapper Negra Jaque, o slammer Pablo, o dançarino Julinho e o rapper Rael Real enfrentam desafios para sobreviver trabalhando com a cultura hip hop na periferia de Porto Alegre. Este documentário mostra o processo criativo, as superações e sonhos desta gurizada.
Roteiro Karine Emerich
Direção de fotografia João Gabriel Queiroz
Montagem Paulo Padilha
Desenho de som Gabriela Bervian
Com Jaqueline Trindade Pereira (Negra Jaque), Júlio César Oliveira de Oliveira (Julinho), Pablo de Freitas e Rael da Silva Vieira (Rael Real)

ERROR XXI
(Dir.: Micheli Alves e Will de Oliveira. Documentário. 2018. 4 min.)
18 anos.
ERROR XXI questiona a cobrança dos padrões físicos, contestando as exigências de perfeição impostas pela sociedade.
Roteiro Micheli Alves
Direção de fotografia Micheli Alves
Montagem Wil de Oliveira
Direção de arte Micheli Alves
Desenho de som Jorge Alves

CÉU DA BOCA
(Dir.: Amanda Treze. Animação. 2019. 7 min.)
Livre.
Uma garota está se tornando um rinoceronte, em um cenário que para ela a metamorfose é um sinal de que se tornou uma má pessoa, a protagonista entra em um processo de autoanálise ao se questionar ser uma pessoa ruim em meio a esses processos de transformação.
Roteiro e direção Amanda Treze
Direção de fotografia Lucas Honorato
Montagem Amanda Treze e Gabriela Parejo
Direção de arte Amanda Treze
Desenho de som Lucas Honorato
Elenco Olívia Caetano , Dante Martins, Lucas Honorato, Andrea Terra, Lucas Honorato, Micael Jambers, Felipe Spponton e Ramón de Souza animação Amanda Treze, João Pinheiro, Jefferson Nascimento, Ezequiel Silveira, Emmanuelle Schavion

VISIONÁRIOS DA QUEBRADA
(Dir.: Ana Carolina Martins. Documentário. 2018. 75 min.)
Personagens de várias quebradas de São Paulo nos guiam ao encontro de outros olhares sobre pessoas, filosofias, práticas e relações produzidas nas periferias da cidade. As histórias contadas por seus próprios protagonistas criam novos imaginários e narrativas sobre os saberes das periferias relacionados a moda, educação, gastronomia, dança e comunicação. Revelam a potência de pessoas extraordinárias que, na construção cotidiana, fortalecem valores que promovem mudanças em suas comunidades.
Roteiro Sofia Gonzáles
Produção Maria Clara Magalhães
Direção de fotografia Rafael Duckur
Montagem Monique Ramos e Caio Val Verde

BICHA BOMBA
(Dir.: Renan Cillo. Documentário. 2019. 8 min.)
18 anos.
Este filme “não é capaz de vingar as mortes, redimir os sofrimentos, virar o jogo e mudar o mundo. Não há salvação. Isso aqui é uma barricada! Não uma bíblia.”
Roteiro Marcelo Oriani e Renan de Cillo
Direção de fotografia Renan de Cillo
Montagem Renan de Cillo
Desenho de som Carmen Agulham
Elenco Luca Scarpelli, Lui Castanho, Marcelo Oriani e Renan de Cillo

CABEÇAS FALANTES
(Dir.: Natasha Rodrigues. Documentário. 2017. 20 min.)
18 anos.
O filme retrata a vivência de jovens negros(as) em uma universidade pública. Numa mistura de situações ficcionais com entrevistas, o documentário apresenta uma forma de inadequação social que aparenta ser sutil externamente, mas que explode internamente nas cabeças desses sujeitos. De maneira sensível, o filme traz um pesado conflito entre vozes de preconceitos e estigmas e o desejo de ocupar o espaço universitário.
Roteiro e direção Natasha Rodrigues
Produção Eduardo Oliveira
Direção de fotografia Bruno Costa
Montagem Kellen Corrêa
Direção de arte Hugo Mariano
Desenho de som Eddy Andrade
Elenco O’Rosa Rodrigues

QUEM TE PENTEIA?
(Dir.: Naná Prudencio e Nina Vieira / Zalika Produções. Documentário. 2018. 35 min.)
Livre.
Filme realizado em casas e vielas de bairros da periferia de São Paulo com a intenção de traduzir qual é a relação que trançadeiras a domicílio, salões de beleza, barbearias e moradores das quebradas estabelecem com o cabelo, o território e as estéticas que nascem das bordas da cidade. Do corte chavoso às tranças, o documentário discute assuntos como ancestralidade, autoestima e economia solidária. O fio condutor é a busca constante de ser e viver a identidade preta e periférica da forma mais livre possível.
Roteiro Naná Prudencio, Nina Vieira, Raquel Luanda e Semayat Oliveira
Direção de fotografia Naná Prudencio
Montagem Naná Prudencio
Desenho de som Daniel Fagundes
Com Claudia Borges, Mariana Rosa e Levi do Espaço Boombox, Bom de Corte, Diva Green, Sereia Maria, Luiz Boy, Raul Paixão e Julia Mayeto

PRÓXIMA
(Dir.: Maya Guizzo. Ficção. 2017. 15 min.)
Livre.
Aos doze anos, Carol percebe que o mundo ao seu redor está muito parecido: suas tias e primas, as amigas da escola, as mulheres nas lojas, as cantoras da internet, todas estão com o cabelo liso. Menos ela.
Roteiro Luiza Campos produção Gabriela Amadori, Heitor Vasconcellos e Monica Alves
Direção de fotografia Kauê Zilli
Montagem Christian Grinstein
Direção de arte Glauce Queiroz
Elenco Amanda Delbone, Nina Medeiros, Antoniela Canto, Georgina Castro e Vanessa Bruno

VITRINE MUSICAL
(Dir.: Marcos Dama. Documentário. 2018. 11 min.)
Livre.
Em meio a uma sociedade agitada e alienada onde a diversidade étnica e cultural percorre por todos os lugares. Cantores e grupos musicais se apresentam nas ruas da grande selva de pedra procurando mostrar sua arte.
Roteiro e direção Marcos Dama
Produção Solanita Camargo
Direção de fotografia Pedro Henrique da Silva
Montagem Fernando Chagas
Direção de arte Marcos Dama
Desenho de som Danilo Molino
Elenco Deco.N, Jefferson Xavier, Cibele Rios, Laura Peres, Tiago Calliarei, Marcos Fioravanti, Guilherme Gonçalves, Nala, Jose Lima, Rafael Rip, João Sobral

BEAT É PROTESTO O FUNK PELA ÓTICA FEMININA
(Dir.: Mayara Efe. Documentário. 2018. 23 min.)
Livre.
Onde estão e quem são as minas que compõem o movimento do funk? O funk sempre foi uma forma de protesto e ser mulher também é! O documentário que retrata a cena underground das mulheres no funk de protesto da última década de São Paulo. Com depoimentos de mulheres transgênero e cisgênero que transitam em diferentes funções dentro desse universo como cantoras, DJs, beatmakers, produtoras, empresárias, MCs, dançarinas e drag queens. O filme explora temas como políticas públicas, mercado e corpo feminino.
Roteiro Mayara Efe e Michelle Bianca
Produção Sabrina Ferreira e Ana Maia
Direção de fotografia Gilvanna Gil
Montagem Mayara Efe e Michelle Bianca
Direção de arte Paola Santos
Desenho de som Michelle Bianca
Elenco Renata Prado, Juju ZL, Pabllo Vittar, Linn da Quebrada, Amanda Coelho, Kiara Felippe, Rubia Mara, MC Dezyrre, Meeduza, Urias, Badsista, Kaya Conky, Mc Keron, Mc Fatinossa, Mafalda

O RAP PELO RAP2
(Dir.: Pedro Fávero. Documentário. 2019. 64 min.)
Livre.
Um balanço de 30 anos de Hip Hop no Brasil, através das opiniões políticas, raciais, musicais e culturais de 27 MCs, DJs e entrevistados de todo país.
Roteiro e direção Pedro Fávero
Produção Ana Carolina Paiva, Stephanie Aguiar e Pedro Fávero
Direção de fotografia Eduardo Petrini
Montagem Pedro Fávero
Direção de arte Pedro Fávero
Desenho de som Arthur Romio
Elenco Thaíde, Mano Brown, Djonga, Baco Exu do Blues, Rincon Sapiência, MC Soffia, Drik Barbosa, Stefanie, Alt Niss, Karol de Souza, DJ Mayra Maldjian, Tássia Reis, Tatiana Bispo, Froid, Nill, Glória Groove, Rico Dalasam, Matéria Prima, Nego E, Dryca, Ryzzo, Bivolt, Brisa Flow, Bárbara Sweet, Victor Xamã, Arit, Dj Miria Alves, WC no Beat

A PRAGA DO CINEMA BRASILEIRO
(Dir.: William Alves e Zefel Coff. Ficção. 2018. 27 min.)
Livre.
Distrito Federal
Com a pedra da 3ª força Zé do Caixão retorna ao passado, na virada do milênio, no dia 2/2/2000 às 14:22 h, na capital do país, com a unção de reverter o terror político instituído no Brasil pelo CAPETAL e os CAPETALISTAS, todos infiltrados nos setores estratégicos da política, da economia e principalmente da cultura com o objetivo de separar a população e conquistar suas riquezas. Em frente ao Congresso Nacional ele rogará uma praga poderosa que tentará resgatar antigos filmes brasileiros sequestrados pelo CAPETAL, filmes de cineastas que previram os ataques à soberania nacional e suas riquezas, que se confirmam nos dias atuais (2018).
Roteiro William Alves e Zefel Coff
Direção de fotografia Maninho Ferreira
Montagem Zefel Coff
Direção de arte William Alves
Desenho de som Zefel Coff
Elenco José Mojica Marins como Zé do Caixão

GUARÁ
(Dir.: Fabrício Cordeiro e Luciano Evangelista. Ficção. 2019. 21 min.)
12 anos.
Goiás
No cerrado habitam lobos-guarás e bandeirantes.
Roteiro Fabrício Cordeiro e Luciano Evangelista
Direção de fotografia Larry Machado
Montagem Fabrício Cordeiro e Luciano Evangelista
Direção de arte Gabriela Richter Lamas
Desenho de som Vasconcelos Neto
Elenco Rodrigo Cunha

MAJUR
(Dir.: Rafael Irineu. Documentário. 2018. 20 min.)
Livre.
Mato Grosso
Conheça Majur. LGBTQ+, indígena e chefe de comunicação em uma aldeia no interior de Mato Grosso.
Roteiro Rafael Irineu
Direção de fotografia Rafael Irineu
Montagem Rafael Irineu
Desenho de som Matheus Lazarin
Com Majur

ENTRE PARENTES
(Dir.: Tiago de Aragão. Documentário. 2018. 28 min.)
Livre.
Distrito Federal
Um ano após o impeachment presidencial, Brasília recebe a maior mobilização indígena durante a 14ª edição do Acampamento Terra Livre. Enquanto isso, na mesma Esplanada dos Ministérios que abriga barracas de povos indígenas de todo o Brasil, parlamentares articulam uma agenda de retrocessos.
Roteiro Tiago de Aragão
Direção de fotografia Alan Schvarsberg
Montagem Guile Martins
Desenho de som Camila Machado

O FILME MORTO
(Dir.: Marina Murad Scalon. Ficção. 2018. 25 min.)
Livre.
Henrique é um diretor de cinema prestes a terminar as filmagens de seu primeiro longa-metragem. Faltando apenas uma cena para acabar as gravações, Jean Marcondes, o protagonista, morre subitamente. Instigado por Silvana, sua amiga e assistente de direção, Henrique decide desenterrar o cadáver de Jean e finalmente terminar sua obra.
Roteiro e direção Marina Murad Scalon
Produção Rafael Crespo
Direção de fotografia Laís Moura
Montagem Erick Hansen
Direção de arte Maiara Del Pino
Desenho de som Raphael Lupo
Elenco Sabrina Greve, Ricardo Gelli, Sylvia Prado e Jacques Lagoa animação Laís Moura

PEIXE, PIZZA E PICARETAS – FISH HEAD
(Dir.: Maynard Stuart Farrell. Ficção. 2019. 24 min.)
Livre.
Um comerciante à beira da falência é seduzido a entrar em um esquema de sonegação.
Roteiro e direção Maynard Stuart Farrell
Direção de fotografia Paulo Pampolin
Produção Leonardo Tavares
Montagem Alex Reis
Direção de arte Tetê Longobardi
Desenho de som Alex Kim Manso
Elenco Thiago Ubaldo Thiago Ubaldo, Daniela Ortega, Guga Caldas, Elias Cardoso, David Wenderfilm, Mônica Sanrez, Daniel Achkar, Carolina Henriques, Cesar Mármora, Murilo Furlan

QUANDO O CAMINHO DO PEIXE E UMA ESCOLHA
(Dir.: Yudji Oliveira. Ficção. 2017. 4 min.)
Livre.
Quando a carpa não aceita o rio que te leva e contra a força da água e dos demais, nada contra à maré, os deuses em sua divindade admiram com graça a força do anormal. Assim o que era carpa não é mais, uma figura única se torna, da mais gloriosa criatura um dragão harmonioso.

Roteiro e direção Yudji Oliveira

CONCRETO CINZA ABSTRATO
(Dir.: Henrique Grise. Documentário. 2018. 11 min.)
Livre.
Um homem e uma mulher se encontram numa passarela da cidade.
Roteiro e direção Henrique Grise direção de fotografia Bruno Fenart montagem Henrique Grise direção de arte Carol Reissman e Luisa Lagden desenho de som Henrique Grise e Raphael Lupo elenco Gabriela Barretto e Pedro Clemente

DO OUTRO LADO
(Dir.: Bob Yang & Frederico Evaristo. Ficção. 2018. 14 min.)
Livre.
São Paulo

Às vésperas de uma importante decisão, a juíza da Corte Suprema de Taiwan recebe uma carta inesperada.

Roteiro Bob Yang & Frederico Evaristo

Direção de fotografia Bob Yang & Frederico Evaristo
Montagem Bob Yang & Frederico Evaristo
Direção de arte Bob Yang & Frederico Evaristo
Desenho de som Rafael Gomes
Elenco Chang Hsi Oh

PONTOS DE VISTA
(Dir.: Fábio Yamaji Ficção. 2017. 15 min.)
18 anos.

Maria é guia de turismo em passeios pelo Centro da cidade de São Paulo. Seu cão Glaz a acompanha neste ofício. Maria é cega. Filmado em Super 16, Pontos de vista, tem sequência em animação light painting e som 5.1 envolvente – para uma inédita experiência cinematográfica.

Roteiro Fábio Yamaji e Caroline Okoshi Fiorati
Direção de fotografia Marcelo Trotta, ABC montagem Fábio Yamaji
Direção de arte Belisa Proença
Desenho de som Thiago Sachs e Pedro Naizyman
Elenco Carolina Mânica (Maria)
Animação Fábio Yamaji

TERRITÓRIO DE MIM
(Dir.: Daniela Moura, Elis Cordeiro, Lorena Oliveira, Raul Dias e Yggor Araújo Documentário. 2018. 13 min.)
18 anos.
De um território de violência a busca por um espaço seguro, a população LGBTQIA+ reaprende o significado de família, amor, e respeito, enquanto se redescobre e ressignifica as dores do passado, buscando o direito de viver plenamente com seus pares.
Roteiro e direção Daniela Moura, Elis Cordeiro, Lorena Oliveira, Raul Dias e Yggor Araújo
direção de fotografia Daniela Moura, Elis Cordeiro, Lorena Oliveira, Raul Dias e Yggor Araújo produção Daniela Moura, Elis Cordeiro, Lorena Oliveira, Raul Dias e Yggor Araújo
montagem Daniela Moura, Elis Cordeiro, Lorena Oliveira, Raul Dias e Yggor Araújo desenho de som Daniela Moura, Elis Cordeiro, Lorena Oliveira, Raul Dias e Yggor Araújo
elenco Lena Britto e Klaus Dimitri

BLOOM
(Dir.: Gabriel Alvim. Ficção. 2018. 19 min.)
18 anos.
Liv enfrenta seus demônios quando luta para reconstruir sua vida.
Roteiro e direção Gabriel Alvim
Produção Gabriel Alvim e Mathew Allen
Direção de fotografia Rodrigo Levy
Montagem Rodrigo Kassab
Direção de arte Stefani Alves
Desenho de som João Victor Coura
Elenco Nora Ericsson, Carla Sehn, Jessie Lewis Skoglund e Hampus Hallberg Produtora Oceânia Filmes, Stockholm Academy Of Dramatic Arts e Escola Livre de Audiovisual

ENTRELENÇÓIS
(Dir.: Luana Miguel e Alice Stamato. Ficção. 2018. 11 min.)
Livre.
Um jovem tímido faz de tudo para descobrir quem é o dono de uma camiseta no varal coletivo de seu prédio.
Roteiro e direção Luana Miguel e Alice Stamato
Direção de fotografia John Loiola
Montagem Otavio Vidal
Direção de arte Helena Queiroz
Desenho de som Helena Queiroz
Elenco Tato Teruya, Breno Rodrigues
Produção Grão Fino Filmes

Deixe sua opinião

Banda Kaizen leva rock progressivo ao Centro Cultural dos Correios | Agenda | Revista Ambrosia

Banda Kaizen leva rock progressivo ao Centro Cultural dos Correios

Carla Rio se apresenta no Espaço Catete neste domingo | Ambrosia | Revista Ambrosia

Carla Rio se apresenta no Espaço Catete neste domingo