A Febre conquista prêmio no Festival de Biarritz | Filmes | Revista Ambrosia
em ,

A Febre conquista prêmio no Festival de Biarritz

“A Febre”, filme brasileiro de Maya Da-Rin, conquistou na última semana o prêmio “Abraço de Melhor Filme” no Festival de Biarritz, na França. Uma importante conquista para um ano de grandes produções nacionais.

“A Febre” narra à história de Justino, um indígena do povo Desana que trabalha como vigilante em um porto de cargas e vive na periferia de Manaus. Desde a morte da sua esposa, sua principal companhia é a filha Vanessa, que está de partida para estudar Medicina em Brasília. Como o passar dos dias, Justino é tomado por uma febre forte. Durante a noite, uma criatura misteriosa segue seus passos. Durante o dia, ele luta para se manter acordado no trabalho. Porém, sua rotina do porto é transformada com a chegada de um novo vigia. Nesse meio tempo, seu irmão vem de visita e Justino relembra a vida na aldeia, de onde partiu há mais de vinte anos.

A Febre conquista prêmio no Festival de Biarritz | Filmes | Revista Ambrosia

O filme já foi selecionado para mais de 25 festivais internacionais. As próximas exibições serão nos Festivais de Pingyao (China) e Chicago (EUA). O longa estreou mundialmente no Festival de Locarno conquistando três prêmios (Pardo de Melhor Ator, para Regis Myrupu, prêmio da crítica internacional FIPRESCI e o prêmio “Environment is Quality of Life”). A produção é da Tamanduá Vermelho e Enquadramento Produções, em coprodução com Still Moving (França) e Komplizen Film (Alemanha). No Brasil o filme será distribuído pela Vitrine Filmes.

“Esse prêmio é muito especial para nós, por vir de um festival dedicado ao cinema latino-americano no momento em que estamos vivendo no Brasil. Queria agradecer especialmente a meus colegas diretores latinos que participaram do festival com seus filmes, ao júri e ao festival de Biarritz. “A Febre” foi realizado por muitas mãos, graças ao esforço e dedicação de trabalhadores da cultura que se empenharam muito para que ele se tornasse realidade. Esse prêmio é deles. E gostaria de dedicá-lo também aos diversos povos que vivem no território que convencionamos chamar de Brasil e que continuam a lutar para que esse país seja um lugar mais acolhedor e respeitoso com todos os seres que nele vivem”, comemora a diretora Maya Da-Rin.

FICHA TÉCNICA

Direção: Maya Da-Rin
Roteiro: Maya Da-Rin, Miguel Seabra Lopes, Pedro Cesarino
Produtores: Maya Da-Rin, Leonardo Mecchi, Juliette Lepoutre
Co-produtores: Pierre Menahem, Janine Jackowski, Jonas Dornbach
Empresas Produtoras: Tamanduá Vermelho, Enquadramento Produções (Brasil)
Empresas Coprodutoras: Still Moving (França), Komplizen Film (Alemanha)
Produtor Executivo: Leonardo Mecchi
Assistente de Direção: Milena Times
Diretora de Fotografia: Bárbara Alvarez
Som: Felippe Schultz Mussel, Breno Furtado, Romain Ozanne
Mixagem: Emmanuel Croset
Direção de Arte: Ana Paula Cardoso
Figurino: Joana Gatis
Maquiagem: Helena d’Araújo
Edição: Karen Akerman

ELENCO

Regis Myrupu como Justino
Rosa Peixoto como Vanessa
Johnatan Sodré como Everton
Kaisaro Jussara Brito como Jalmira
Edmildo Vaz Pimentel como André
Anunciata Teles Soares como Marta
Lourinelson Wladmir como Wanderlei

Deixe sua opinião

SuperM – superbanda de K-pop lança primeiro single | Videos | Revista Ambrosia

SuperM – superbanda de K-pop lança primeiro single

6 Animes que você ama ou odeia totalmente! | Anime | Revista Ambrosia

6 Animes que você ama ou odeia totalmente!