em

Movie Tunes: Rock of Ages – A Melhor Pior trilha sonora do ano

Com a chegada deste musical na semana que vem aos EUA eu não pude deixar de ressuscitar minha velha coluna aqui no Ambrosia para falar um pouco da trilha sonora de Rock of Ages que saiu essa semana. Eu sei que é baseado em um musical da Broadway e é feito para ser chicletão que nem Glee é com sua legião de fãs mas, eu vou ter que esculhambar. Antes de começar, vamos ao trailer para todos terem uma idéia de onde estamos pisando aqui.

[youtube]http://youtu.be/USxhXb5VC5E[/youtube]

Para começar, vamos as nossas principais “estrelas” (haja aspas):

Tom Cruise interpreta Stacee Jaxx, uma espécie de versão genérica de Bret Michaels (vocalista do Poison). Diego Boneta como Drew Boley, um cara que sonha em ser Stacee Sax. Julianne Hough que interpreta Sherrie Christian, a “estrela” principal… dá até medo de continuar… respira, continua. Mary J. Blige como Justice Charlier e ainda Catherine Zeta Jones, Russel Brand, Alec Baldwin, Bryan Cranston, Malin Akerman e mais algumas aparições.

Para começar, tirando Tom Cruise que eu vou malhar separadamente, o casal principal: Julianne Hough e Diego Boneta.

Os dois são cria da televisão mexicana e americana em programas como Rebelde e Dancing With the Stars. Depois disso, discos solos foram lançados, aparições em filmes e seriados menores e agora é a chance de destruir um pouco mais os anos 80.

Chega de falar da vida desses dois, eu quero é xingar o Tom Cruise. Cara, sério, você não canta nada. Sua participação em músicas como “Rock You Like a Hurricane” do Scorpions, “Wanted Dead or Alive” do Bon Jovi, “Pour Some Sugar on Me” do Def Leppard e “I Want to Know What Love Is” do Foreigner é digna de causar depressão. Sinceramente, quem for assistir esse filme por causa da cantoria de Tom Cruise vai se arrepender piamente. Ele consegue destruir ícones do Glam Rock dos anos 80 com uma facilidade que eu começo a desconfiar que ele fez de propósito por ter ficado totalmente louco.

Repararam na lista de música de cima? Tem mais, muito mais. Na verdade, vejam a qualidade da trilha e vejam a péssima qualidade dos intérpretes:

  • “Paradise City” – Tom Cruise
  • “Sister Christian” / “Just Like Paradise” / “Nothin’ but a Good Time” – Julianne Hough, Diego Boneta, Russell Brand, Alec Baldwin
  • “Juke Box Hero” / “I Love Rock ‘n’ Roll” – Diego Boneta, Alec Baldwin, Russell Brand, Julianne Hough
  • “Hit Me with Your Best Shot” – Catherine Zeta-Jones
  • “Waiting for a Girl Like You” – Diego Boneta, Julianne Hough
  • “More Than Words” / “Heaven” – Julianne Hough, Diego Boneta
  • “Wanted Dead or Alive” – Tom Cruise, Julianne Hough
  • “I Want to Know What Love Is” – Tom Cruise, Malin Akerman
  • “I Wanna Rock” – Diego Boneta
  • “Pour Some Sugar on Me” – Tom Cruise
  • “Harden My Heart” – Julianne Hough, Mary J. Blige
  • “Shadows of the Night” / “Harden My Heart” – Mary J. Blige, Julianne Hough
  • “Here I Go Again” – Diego Boneta, Paul Giamatti, Julianne Hough, Mary J. Blige, Tom Cruise
  • “Can’t Fight This Feeling” – Russell Brand, Alec Baldwin
  • “Any Way You Want It” – Mary J. Blige, Constantine Maroulis, Julianne Hough
  • “Undercover Love” – Diego Boneta
  • “Every Rose Has Its Thorn” – Julianne Hough, Diego Boneta, Tom Cruise, Mary J. Blige
  • “Rock You Like a Hurricane” – Julianne Hough, Tom Cruise
  • “We Built This City” / “We’re Not Gonna Take It” – Russell Brand / Catherine Zeta-Jones
  • “Don’t Stop Believin'” – Julianne Hough, Diego Boneta, Tom Cruise, Alec Baldwin, Russell Brand, Mary J. Blidge

Whitesnake, Poison, Bon Jovi, Journey, Foreigner, Twisted Siters, Scorpions, Jefferson’s Starship, Warrant, Dave Lee Roth, Joan Jett, Guns’n Roses, Boston, Pat Benatar, Quarterflash, Night Ranger, e Extreme. Glam Rock anos 80, clássicos que todos adoram dizer que odeiam mas, na verdade, sabem a letra de cor e salteado.

O cineasta Baz Luhrmann quando comentou sobre a criação de Moulin Rouge explicitou o trabalho de criar uma história e os temas e encontrar as músicas adequadas para aquela peça, de forma que a platéia se aproximasse do tema usando aquelas músicas que já estavam enraizadas na cultura mundial. A idéia era fazer um filme no qual platéias dos EUA e da França pudessem assistir e se apaixonar. O que vemos em Rock of Ages é que eles simplesmente pegaram as músicas antes e criaram uma história depois, apenas para reunir tudo em uma linha de raciocínio lógica. O que vemos aqui é um episódio de Glee com participação especial de Tom Cruise e que tem como uma das principais músicas, da mesma forma que o seriado, “Don’t Stop Believin” do Journey.

Destruir a infância e juventude de muitas pessoas pegando clássicos e jogando nas vozes de cantores incapazes, acho que é essa a premissa desse filme e de um certo seriado que tem uma gama de fãs alucinados que acham que aquilo é bom. Me desculpem os fãs, não é bom. Nunca foi e nunca vai ser. Rock of Ages é a prova cabal que a nova geração não sabe nada de música e não sabe fazer nada original, apenas pegar as versões enlatadas nos estúdios de gravação e colocar um cantorzinho genérico qualquer para pegar, fazer um pouco de sucesso e sumir logo em seguida.

Eu quero acreditar que esse filme é uma tiração de sarro descarada mas eu vejo as propagandas e trailers e só se vê seriedade na caracterização. O humorzinho estilo Disney só prova o meu ponto, o filme não é uma das comédias de Adam Sandler que tem um humor tosco e imbecilizado para dizer que são comédia e ao mesmo tempo uma trilha sonora espetacular, como é o caso de “O Cantor de Casamento” em que ele conseguiu convencer até Billy Idol a interpretar a si mesmo e esculachava, propositalmente, as músicas da época como “Do You Really Want to Hurt Me” do Culture Club.

Repararam que eu me recusei a analisar música por música como eu fazia nas outras colunas? A trilha é mal interpretada por inteiro e eles ainda podam diversos solos de guitarra, que era uma coisa que existia a exaustão antigamente, na época que existiam guitarristas e o rock ainda respirava sem aparelhos. Afinal, para que solos de guitarra se temos cantores tão bons?( Isso foi sarcasmo tá?!)

Rock of Ages vai deleitar a geração Glee que não sabe o que é música, que vai dizer que Tom Cruise canta bem e que suas músicas tem uns covers muito ruins com uns cantores velhos. Já vimos essa novela antes e ela vai se repetir com certeza. Claro que não dá para criticar o filme sem antes assistí-lo mas, observando a trilha sonora só posso rezar para que haja uma história envolvendo todas essas músicas marcantes da vida de muitas pessoas.

2 opinaram!

Deixe sua opinião!

Deixe uma resposta para Andre Cancelar resposta

“Game of Thrones” ainda repercute, mas não dá conta de sua própria complexidade

Músicas e filmes inesquecíveis no livro “Almanaque da música pop no cinema”