em ,

CurtiCurti TopTop UauUau EitaEita

O povo trevoso em The Skylia Prophecy

On Nintendo Switch

Mirenia, em sua adolescência, não ouviu seus pais e se envolveu com más companhias. A consequência foi a invocação de uma força maligna com a qual ela tem de lidar, ou teria mais cedo ou mais tarde.

A peleja da jovem para resolver a lambança de seu passado começa no forte Tirkin. Logo ao chegar próximo aos portões do forte Mirenia se depara coincidentemente com mais caos no vilarejo próximo, um disse me disse sobre as atrocidades que resvalavam na vila devido ao tal forte maligno.


Portando sua Shield Blade, a guria espera aprimorar uma pajelança para acabar de vez com  com o tormento de toda essa vila. The Skylia Prophecy é indie sim senhor. Puro pixel-art com uma ambientação temática que agrada demais o povo que gosta de visitar cemitérios a meia-noite.


É curioso pois apesar de parecer um metroidvania clássico, os inimigos não tem respawn e até agora não achei nenhum mapa. Os elementos de RPG são tímidos mas estão ali e a dificuldade é seu carro-chefe na minha opinião.

Não chega a ser nada impossível como um “Soul’s” da vida mas uma dificuldade bem dosada deixa o game recompensador e mais justo.

Desenvolvido e publicado pela 7 Raven Studios, eu jogo a versão de switch mas tem pra maioria das plataformas, sem segregação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *