Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

Escritora Samara Buchweitz lança “Outras coisas que guardei para mim” 

A escritora Samara Buchweitz acaba de lançar seu segundo trabalho literário “Outras coisas que guardei para mim”. A obra gira em torno do processo de autodescoberta e da importância de aceitar o que sentimos como parte fundamental da vida. Livro lança luz sobre a necessidade de priorizar o amor próprio, mesmo diante das incertezas e questionamentos que a vida nos apresenta.

Entre os temas abordados, ganha destaque a perda, em vários sentidos da palavra, e o aprendizado para lidar com a falta que a falta faz. “Seja um luto, um término, até quando nos perdemos de nós mesmos… Essa reflexão é válida pois ainda é algo que todos precisamos trabalhar e eu trago esse questionamento ao longo das páginas”.

Diferentemente de seu título anterior, “Coisas que Guardei para Mim”, Samara Buchweitz admite que a criação deste novo trabalho foi um desafio ainda mais significativo. Ela compartilha que, além das pressões e expectativas naturais que surgem após um sucesso inicial, estava vivenciando uma fase de vida única. Durante esse período, ela se empenhou em superar suas próprias dificuldades, buscando uma narrativa que não apenas expressasse suas vulnerabilidades, mas que também fosse acolhedora para seus leitores. O resultado desse desafio pessoal é uma escrita mais profunda, que reflete o amadurecimento da própria autora.

Verso a verso, reflexões destiladas de experiências e pensamentos que capturam o triunfo sobre a adversidade, os abraços silenciosos da amizade e os reencontros, mas, também, as lágrimas derramadas na escuridão da tristeza e das despedidas. Escrito por Samara Buchweitz e ilustrado por Laerte Silvino, a mesma parceria de sucesso de ‘Coisas que guardei pra mim’, cada texto parece nos lembrar das escolhas que fizemos, das barreiras que superamos e das lições que aprendemos. Intimista, reflexivo, de nuances profundas, nos convida a decidir viver em plenitude.

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Um raro concerto para dois pianos na Sala Cecília Meireles

Próxima publicação

Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro realiza sua primeira Gala de Ópera, no Theatro Municipal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir