Livro traz as cineastas brasileiras que moldaram o audiovisual, das pioneiras aos dias de hoje | Lançamentos | Revista Ambrosia
em ,

Livro traz as cineastas brasileiras que moldaram o audiovisual, das pioneiras aos dias de hoje

“Mulheres atrás das câmeras” celebra a obra das realizadoras brasileiras.

A editora Estação Liberdade em parceria com a Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine),publica Mulheres atrás das câmeras: as cineastas brasileiras de 1930 a 2018 é fruto de uma inquietação perante as poucas informações disponíveis sobre a história do cinema brasileiro feito por mulheres.

Livro traz as cineastas brasileiras que moldaram o audiovisual, das pioneiras aos dias de hoje | Lançamentos | Revista Ambrosia

Os 27 textos estruturam esta produção por meio de ensaios com recortes temáticos ou focados em figuras de destaque. Vamos desde o pioneirismo de Cléo de Verberena (a primeira realizadora mulher), Carmen Santos (produtora, atriz, criadora de estúdios) e Gilda Abreu (roteirista e diretora do sucesso O ébrio [1946]), até diretoras em atividade como Anna Muylaert e Suzana Amaral. A edição também inclui filmografias das realizadoras perfiladas e o “Pequeno dicionário das cineastas brasileiras” com mais de 250 verbetes.

O prefácio salienta as dificuldades impostas às mulheres (e, em particular, mulheres negras) para ascender à qualidade de diretoras na indústria cinematográfica. Nos artigos, acompanhamos a jornada das artistas que diversificaram o cinema brasileiro e o histórico de suas contribuições, passando também pelas principais questões temáticas, técnicas e estéticas de suas obras.

Sobre as organizadoras

Luiza Lusvarghi é jornalista, pesquisadora de cinema e audiovisual e professora. Autora de Cinema nacional e World Cinema (2010), O crime como gênero na ficção audiovisual da América Latina (2018), assina o blog Femme Fatale. É vice-coordenadora do Grupo de Pesquisa Cinema da Intercom, integrante do Coletivo Elviras de Críticas de Cinema e foi diretora da Abraccine entre 2015 e 2019.

Camila Vieira da Silva é jornalista, crítica e curadora de cinema. Integrou a curadoria de curtas da Mostra de Cinema de Tiradentes, em 2018 e 2019. Participa do podcast Feito por Elas, com ênfase em filmes dirigidos por mulheres. Escreve atualmente nas revistas eletrônicas Sobrecinema e Multiplot. É integrante da Abraccine e da Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine).

Evento de lançamento no Rio de Janeiro

Marcando o lançamento do livro, uma roda de conversa na Livraria Travessa (Ipanema) colocará o público em contato com cineastas e pesquisadoras de cinema. A conversa abordará a história do cinema brasileiro, as dificuldades e perspectivas de se fazer cinema sendo mulher, e os caminhos em direção à sustentabilidade do nosso audiovisual.

O evento acontece na quarta-feira, dia 27/11, às 19h, na Livraria da Travessa Ipanema (Rua Visconde de Pirajá, 572, loja 2).

A roda de conversa terá mediação de Luiza Lusvarghi, organizadora do livro. Estão confirmadas a participação das realizadoras Ana Carolina, Júlia Rezende, Lúcia Murat e Tizuka Yamasaki.

Serviço

Lançamento e roda de conversa: “Mulheres atrás das câmeras: as cineastas brasileiras de 1930 a 2018

Data: Quarta-feira, 27/11/2019, às 19h

Local: Livraria da Travessa/Ipanema — Rua Visconde de Pirajá, 572, loja 2 – Rio de Janeiro (RJ)

Lançamento de “Mulheres atrás das câmeras: as cineastas brasileiras de 1930 a 2018” e roda de conversa sobre a história do cinema feito por mulheres no Brasil.

A conversa é aberta ao público

Deixe sua opinião

Publicado por Cadorno Teles

Unabomber retrata convulsões sociais em novo clipe | Lançamentos | Revista Ambrosia

Unabomber retrata convulsões sociais em novo clipe

The Weeknd lança duas músicas inéditas de seu próximo disco | Música | Revista Ambrosia

The Weeknd lança duas músicas inéditas de seu próximo disco