Slim Soledad experimenta música eletrônica no EP Space Manual For Those Who Cannot Swim

37
0
Slim Soledad

Unindo referências da arte contemporânea com imagens e sons brasileiros, Slim Soledad mistura techno, baile funk, electro e hard trance para criar uma identidade sonora em seu EP de estreia Space Manual For Those Who Cannot Swim. Brasileira residente em Paris, ela faz de sua arte uma reflexão sobre espaço interior e adaptação.

“O projeto é baseado no desejo de fazer uma viagem ao espaço sideral, diante de um medo antigo de não saber nadar, como se tudo tivesse se extinguido, e o desejo de poder se adaptar a outra atmosfera. Com alusão à expressão brasileira ‘vivendo no mundo da lua’ com imagens de viagens espaciais, que não são necessariamente físicas e se materializam de outras formas”, conta ela.

O EP se desenrola como uma odisseia através de uma exploração do espaço interior e do potencial de adaptação diante dos medos existenciais. Com seis faixas, incluindo as já divulgadas “T.E.T.A Intergalactica” e “Transmission”, Space Manual For Those Who Cannot Swim torna-se uma metáfora para navegar nas experiências da vida, por vezes intimidadoras, através da música.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *