em ,

Morre Christopher Tolkien, guardião do legado da Terra Média

Uma história já lendária: o escritor J.R.R Tolkien começou a desenvolver a mitologia da Terra Média para ninar seu filho Christopher Tolkien, ainda pequeno, culminando na criação dos livros O Hobbit e posteriormente O Senhor dos Anéis.

Christopher Tolkien não só herdou a paixão pelo universo fantástico desenvolvido por seu pai ainda em vida, como dedicou também sua vida para expandir a mitologia e o legado da Terra Média, trabalhando constantemente na recuperação dos escritos inacabados de J.R.R Tolkien, que culminaram na publicação de novos livros que do contrário nunca teriam chegado aos leitores e posteriormente público de outras mídias.

Se Tolkien pai desenvolveu o mapa da Terra Média e suas veias principais, Christopher atuou como um cartógrafo expandido e compilando as aventuras do universo mitológico desde sua origem com o livro O Silmarillion, publicado em 1977 sob sua guarda. Um trabalho monumental que foi seguido de outros livros como Os filhos de Húrin e Os Contos Inacabados da Terra Média. Material que está sendo utilizado pela Amazon no desenvolvimento de sua série dentro da mitologia desenvolvida por Tolkien.

Não se restringindo ao universo dos hobbits, anões e elfos, Christopher Tolkien também resgatou e publicou outras obras de seu pai, como A Lenda de Sigurd e Gudrún (2009) e A Queda de Artur (2013), livros que haviam sido escritos antes de O Senhor dos Anéis.

Até mais Christopher Tolkien, e obrigado pelos peixes.

Deixe sua opinião

DPA 3 ganha trailer

Shondaland na Netflix? 6 séries baseadas em livros em 2020