em ,

Novo livro de Carpinejar é seu "divisor de fogo"

Caracterizado por Luis Fernando Verissimo como “usina de lirismo”, Fabrício Carpinejar chama atenção pela prosa absolutamente desconcertante e confessional. Em Me ajude a chorar, seu mais novo livro, publicado pela Bertrand Brasil, o escritor mostra a sua mais intensa fragilidade, provando que, na verdade, nesta terapia ou catarse literária, todos devem ser muito felizes para suportar a tristeza verdadeira.
nota-Capa_CarpinejarCarpinejar, pela primeira vez, une textos sem um tema central. São crônicas com assuntos variados, mas com uma singularidade: a melancolia e a tristeza. Sempre, obviamente, com a ironia característica. Um livro com sentimentos. Um livro à flor do osso. Dessa vez,  não fala a respeito de separação e relacionamentos, mas de temas mais gerais, mais coletivos, que buscam focar também em tragédias mínimas e pessoais, como o caso de uma senhora que estava para perder o marido e só desejava mais uma noite de conchinha com ele. Ela trocaria tudo na vida dela por esta noite.
Constam na obra dois textos que ficaram famosos quando publicados: o escrito em homenagem às vítimas de Santa Maria (RS), que inclusive foi capa em diversos jornais, comoO Estado de S. Paulo, e aquele sobre o acidente aéreo de 2007 em Congonhas (SP).
Me ajude a chorar diz que você não está sozinho, nunca esteve, jamais estará. As páginas do livro são braços abertos. Este livro é meu abraço.”  (Carpinejar)
O AUTOR
Poeta, cronista, jornalista e professor, 41 anos, natural de Caxias do Sul (RS) e radicado em Porto Alegre, é autor de vinte e seis livros e  recebeu diversos prêmios, entre eles o Maestrale/San Marco (2001), Açorianos (2001 e 2002), Cecília Meireles (2002), Olavo Bilac (2003) e Prêmio Erico Verissimo (2006) e vem sendo aclamado por escritores do porte de Carlos Heitor Cony, Millôr Fernandes, Ignácio de Loyola Brandão e Antonio Skármeta como um dos principais nomes da poesia brasileira contemporânea Atua como apresentador da TV Gazeta, da TVCOM e da RBSTV, é comentarista da Rádio Gaúcha e colunista do jornal Zero Hora e das revistas Pais & Filhos eIsto É Gente.

Deixe sua opinião

Publicado por Cadorno Teles

Estará a Marvel secretamente preparando a saga "Planeta Hulk" nos cinemas?

Crítica: "O Espelho" reflete fragmentos de um bom filme de terror