em , ,

TopTop

Paulo Rezzutti estreia na literatura infanto-juvenil com livro sobre príncipes e princesas da nossa História

Paulo Rezzutti é um pesquisador e biógrafo renomado com livros como D. Pedro – A história não contada: O homem revelado por cartas e documentos inéditos (premiado com o Jabuti 2016), Titília e o Demonão: Cartas inéditas de d. Pedro à marquesa de Santos e Domitila: A verdadeira história da marquesa de Santos, entre outros. Envereda agora na literatura infanto-juvenil, com Princesinhas e Principezinhos do Brasil (Pingo de Ouro/ LeYa Brasil) onde revela que a vida da realeza não era nada fácil para os pequenos nobres.

SINOPSE

Se descobrir uma foto da mãe, do pai ou dos avós quando crianças já gera curiosidade, imagine conhecer as histórias das infâncias de D. João VI, D. Leopoldina, Zumbi ou Paraguaçu. Todas as nossas princesas e príncipes, os de origem europeia, os africanos e seus descendentes, e os indígenas foram crianças, aprontaram, se divertiram, tiveram medos e têm muita história para contar.

 “há muito do meu texto na fala dos pequenos nobres, mas a história está lá, fruto de muita pesquisa sobre a personalidade, a rotina e a vida das nossas princesinhas e principezinhos”.

Rezzutti revela que a vida da realeza não era nada fácil para os pequenos nobres e continua, neste seu novo livro, o trabalho de recuperação e divulgação da História do Brasil, num trabalho fundamental de recuperação e compreensão do passado para uma ação propositiva, no presente, de um futuro melhor.

Paulo Rezzutti reúne milhares de seguidores ávidos por conhecerem o nosso passado e este ano recebeu o Prêmio Descobertas do Ano Aventuras na História, na categoria Canal Favorito no Youtube. O que ele não poderia imaginar era a legião de “pequenos fãs” que começaria a assistir aos seus programas. Princesinhas e Principezinhos do Brasil, ilustrado por Gisele Daminelli, é fruto deste trabalho e inspirado em tantas perguntas feitas por crianças de todo o país.

Análise

Rezzutti estreia e surpreende com um livro com um conteúdo histórico em formato de conto, Princesinhas e Principezinhos do Brasil encanta por trazer momentos da vida de nomes históricos, como Dom Pedro I, Dona Leopoldina, Dandara, Paraguaçu, entre outros.

Escrito como um conto (sem as fadas), o autor se baseou em fatos que realmente aconteceram. Em suas pesquisas para os livros que escreveu, reuniu informações sobre momentos que cada personagem viveu quando criança. São detalhes divertidos vividos em seus palácios ou em suas aldeias.

Personagens bem conhecidos da historiografia brasileira, outros, como os príncipes negros e indígenas, ganharam relatos se baseando na pouca documentação que chegou aos dias de hoje e com o que as histórias passadas em geração em geração mostram.

“Zumbi, Dandara e a princesa do outro mar”, “Custódio, o príncipe que conhecia as plantas”, “Paraguaçu, a princesa do grande rio” e ” Muirá Ubi, a princesa do Arcoverde” destacamos por elevar nomes que já mereciam um contorno melhor por não conhecermos tanto sobre eles. E nesse formato, narrativas curtas de aventuras e momentos vivídos quando criança, faz o público alvo se encantar imediatamente. Não só o público infanto-juvenil, muitos adultos irão gostar dessas histórias de nossos principezinhos e princesinhas.

Cada um dos 13 capítulos é dedicado a um desses personagens e aborda um pouco do seu nascimento e de sua vida como criança. No final do livro temos mais detalhes históricos, uma biografia de cada figura histórica apresentada quando criança.

As histórias são interessantes por si mesmas, pela maneira que são apresentadas, com uma tinta na escrita de um pesquisador já acostumado com obras minuciosas sobre tais personagens e que ao estrear no gênero, apresenta uma obra adequada ao público leitor, dando voz aos pequenos nobres.

Um livro ao estilo clássico na literatura infantil e juvenil, como Perrault ou os Grimm fizeram, Rezzutti, sem a fantasia como aos contos citados, nos apresenta suas crianças vivendo aventuras como crianças.

A edição da Leya, em seu selo Pingo de Ouro está caprichada, um formato grande, como um periódico, boa gramatura, uma fonte que facilita a leitura e destaco o trabalho das ilustrações da catarinense Gisele Daminelli nessa obra, pelo traço escolhido para com a infância dos nomes históricos escolhidos.

O autor

Paulo Rezzutti é escritor de livros de história, mas de gente grande. Este é o primeiro livro de história para crianças que ele escreve. Paulo sempre gostou de ler e, quando era pequeno, sempre havia algum adulto para lhe contar alguma história. Uma das lembranças mais antigas que ele tem é de sua avó, lendo um livro infantil para ele. Sua infância foi recheada de livros que lhe despertaram a paixão pela leitura e depois pela escrita. Provavelmente por ler tanto, ele acabou se tornando uma pessoa muito curiosa, que sempre queria saber o porquê de tudo. Isso o incentivou a procurar adquirir conhecimento sobre diversos assuntos e personalidades da história do Brasil e do mundo.

Nota: Ótimo – 3,5 de 5 estrelas

Paulo Rezzutti estreia na literatura infanto-juvenil com livro sobre príncipes e princesas da nossa História
3.5 / 5 Crítico
Avaliação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *