Bryan Adams no Rio 19/10/19: Melhor que o RIR | Críticas | Revista Ambrosia
em , ,

Bryan Adams no Rio 19/10/19: Melhor que o RIR

Canadense dá show de energia, simpatia e música pop para quem esteve na Jeunesse Arena

O Rio de Janeiro, ainda vive a ressaca do Rock in Rio, recebeu o concerto do astro canadense Bryan Adams e o Ambrosia foi lá conferir como foi.

Muitos consideram que a música produzida pelo canadense é farofa (pop fácil), mas o que Adams mostrou na Arena Jeunesse, na noite de sábado, foi que esse pop é muito melhor do que muita coisa que nos foi oferecida no RIR.

Bryan Adams no Rio 19/10/19: Melhor que o RIR | Críticas | Revista Ambrosia

Greatest hits

Apesar de ter um disco novo na praça — Shine a Light — o que o público carioca viu foi um verdadeiro greatest hits live. Até mesmo as canções do novo disco se encaixaram bem no setlist e não deixaram o nível de animação cair.

Bryan Adams já não é nenhum garotinho (as marcas da idade estão bem visíveis em seu rosto), mas continua cheio de energia e de sucessos conhecidos. Os cariocas — que, segundo ele próprio, estavam vendo o melhor show dele na cidade — ainda tiveram a oportunidade de ouvir Let’s Make a Night to Remember, que não faz parte do setlist regular da turnê e havia sido pedida pelo Instagram do cantor.

Goste ou não do estilo de Adams, não há como alguém dizer que não conhece canções como Run to You, Have You Ever Really Loved a Woman?, (Everything I Do) I Do It for You ou All for Love.

Capacidade reduzida

Em uma arena que teve a sua capacidade de público bem reduzida — imagino que, no máximo, cabiam 5 mil pessoas naquela configuração — o público realmente deu um show, cantando todas as canções a plenos pulmões.

Essa atitude parece ter contagiado toda a banda. Todos no palco pareciam estar se divertindo e muito alegres com o que viam na pista e nas cadeiras. O som (perfeito) também ajudou. Era possível ouvir todas as notas e nuances do que os músicos tocavam.

A capacidade reduzida deve ter acontecido por conta da já citada ressaca do Rock in Rio e pelos preços dos ingressos (quase o mesmo valor cobrado por um dia do RIR). Uma pena, pois o que Bryan Adams apresentou merecia uma platéia, pelo menos, duas vezes maior.

A única vantagem de uma plateia menor é que quem estava lá era fã de verdade, o que contribuiu para a atmosfera intimista e animada ao mesmo tempo. Nada de gente conversando ou tirando selfies. A maioria estava lá por causa da música.

Adams gosta do Brasil (já foram várias visitas) e fica a dica para os organizadores de festivais. Tragam o canadense.

Cotação: Excelente (4 de 5)

Bryan Adams no Rio 19/10/19: Melhor que o RIR | Críticas | Revista Ambrosia

O show

The Last Night on Earth
Somebody
Can’t Stop This Thing We Started
Run to You
Shine a Light
Heaven
Go Down Rockin’
It’s Only Love
Cloud #9
You Belong to Me
Have You Ever Really Loved a Woman?
Here I Am
When You’re Gone
(Everything I Do) I Do It for You
Back to You
The Only Thing That Looks Good on Me Is You
Cuts Like a Knife
18 til I Die
Please Forgive Me
Summer of ’69

Bis (apenas Bryan e violão)

Straight From the Heart
Let’s Make a Night to Remember
All for Love

Fotos e vídeo: Jo Nunes

Deixe sua opinião

Bryan Adams no Rio 19/10/19: Melhor que o RIR | Críticas | Revista Ambrosia

Amsterdan lança EP acústico nas plataformas de streaming

Bryan Adams no Rio 19/10/19: Melhor que o RIR | Críticas | Revista Ambrosia

Refavela em apresentação única no Teatro Rival Petrobras