em ,

Do tango ao rock, The Tropical Riders lança EP original

Capa do EP "Desert Love", da The Tropical Riders
Capa do EP "Desert Love", da The Tropical Riders

Na reta final deste ano, a The Tropical Riders lança o EP “Desert Love”, segundo do duo, que conta com quatro faixas, e foi produzido de forma independente pelos integrantes. Em busca da afirmação como músicos independentes, as canções refletem a loucura que foi este ano, falando de forma poética sobre amor, latinidade e ego.

“Escrevemos elas enquanto fazíamos shows, divulgando nossos outros trabalhos, e elas foram amadurecendo conosco. Acho que encontramos nelas, definitivamente, como equilibrar a temática ‘Tropical’ com o nosso som.”, explica Leo Possani, baterista da The Tropical Riders, também formada por Gale Fernandez, voz e guitarra.

O EP tem início com a faixa “Love Lullaby”, a mais poética das canções do trabalho. Quase como uma mantra, ela cresce conforme os minutos avançam e como se saísse de um transe, a música pausa e torna-se agressiva. A próxima canção é “Tropical Love”, que chega num sussurro e fala sobre amor. Diferente da anterior, a música é uma montanha russa em que murmúrios e berros conversam, em uma mostra de como relacionamentos podem ser diferentes.

A faixa “Desert Tango” é uma releitura do ritmo argentino, em que os músicos fundem a latinidade com o rock, enquanto convida o ouvinte a se unir à proposta da banda: “Oh, Desert Tango, we were made to remain together ‘till kingdom come”. A última faixa do EP, “Vagabondo”, é quando a The Tropical Riders torna explícita a sua identidade musical. Em uma letra que fala sobre a auto idolatria, a banda diz que talvez exista um pouco do personagem da canção em nós.

Para chegar nas quatro faixas de “Desert Love”, a The Tropical Riders passou por outros dois lançamentos. Em 2018, foi a estreia com “Tapes from the Deep Sea”, que contou com seis faixas. No início de 2019, foi a vez de “Miami Sin”, com duas músicas. Entre as influências do duo estão Jack White, Royal Blood e Death from Above. E ainda, Ty Segall, Thee Oh Sees, Ron Gallo, entre outros.

Ficha Técnica

Produção: The Tropical Riders e Electric Mars Studio (Ed Marsen + Giorgio Karatchuck);
Engenharia: Electric Mars Studio (Ed Marsen + Giorgio Karatchuck) ;
Músicos Convidados: Mounir  Sobh, Gabriel Vendramini e Alan “Jagunço”;
Mix + Master: Electric Mars Studio (Ed Marsen + Giorgio Karatchuck).

Deixe sua opinião

Publicado por OrBe Comunicação

Tudo sobre Moonshadow, clássico absoluto dos quadrinhos | Quadrinhos | Revista Ambrosia

Tudo sobre Moonshadow, clássico absoluto dos quadrinhos

Livro conta a história dos ex-Beatles nas paradas de sucesso | Literatura | Revista Ambrosia

Livro conta a história dos ex-Beatles nas paradas de sucesso