em

grãomestre busca jazz urbano no compacto “Armadilha/Visões adulteradas”

A banda carioca grãomestre segue revelando canções onde reflete sobre questões sociais e urbanas, agora em um single duplo. As faixas “Armadilha” e “Visões adulteradas” se unem a “Jacinto” e “Saara”, antecipando o EP de estreia do sexteto que mescla influências do jazz, hip hop e indie.

Se “Jacinto” traduzia desejos intensos e “Saara” trazia um olhar crítico sobre a invisibilidade social, agora grãomestre se aprofunda em uma lírica instigante e provocadora. Na era da pós-verdade, “Armadilha” questiona o que é real, para além das telas. Já “Visões adulteradas” reflete sobre uma sociedade de aparências que vê tudo por lentes opacas.

“As reflexões passadas em ‘Armadilha’ foram as que eu matutava naquela época, meados de 2017. Suada é a mente que pensa demais. Acho que é sobre isso a letra. Armadilha. Mentes inflamadas. Umas delas virou presidente do Brasil. Outra tá aqui escrevendo esse texto, mas vivo pelo progresso. ‘Visões Adulteradas’ é sem dúvidas a letra mais forte e dura que temos. Forte de significado. Acredito na sua potência. Como acredito na potência das pessoas que cito na letra. Todas elas conheci nas ruas do meu bairro, vendendo algo ou pedindo. Dou a atenção que elas merecem. Acabei fazendo amigos. Precisamos mudar nossa cultura e diminuir o preconceito”, explica Max Torras Sandes, vocalista e trompetista da banda, responsável pela capa do single duplo.

Além de Max, gãomestre é formada por Chico Lira (teclado e sintetizadores), Ilan “Chapoca” Becker (baixo), Marcos Schaimberg (guitarra), Antonio Secchin (saxofone) e João Marcos Freitas (bateria).

Ficha técnica

Armadilha
Composição: Max Torras, Chico Lira, Ilan Becker
Instrumentos:
Saxofone – Antônio Secchin
Guitarra – Marcos Schaimberg
Bateria – João Marcos Freitas
Baixo e beat eletrônico showdebola – Ilan Becker
Teclados – Chico Lira
Trompete e voz – Max Torras
Gravações realizadas no estúdio Maravilha 8.
Técnico de som – Pedro Tambellini
Mixagem e masterização – Leo Moreira
Uma produção grãomestre

Visões Adulteradas
Composição: Max Torras, Chico Lira, Ilan Becker
Instrumentos:
Saxofone – Antônio Secchin
Guitarra – Marcos Schaimberg
Bateria – João Marcos Freitas
Baixo e shhhhhh – Ilan Becker
Teclados – Chico Lira
Trompete e voz – Max Torras
Gravações realizadas no estúdio Maravilha 8.
Técnico de som – Pedro Tambellini
Mixagem e masterização – Leo Moreira

Participe com sua opinião!

Ativista

Publicado por Build Up Media

Musicólogo

Luiza Lian faz sua estreia no palco do Circo Voador

Mulher-Maravilha 1984 ganha seu primeira trailer