Matheus Who retorna com o single confessional “Boys Are Blue” | Música | Revista Ambrosia
em ,

Matheus Who retorna com o single confessional “Boys Are Blue”

Abrindo o jogo sobre sua bissexualidade, artista antecipa EP do projeto

Atualmente em turnê pelo sudeste, Matheus Who entrega mais um gostinho de seu EP de estreia. O projeto solo do cantor e compositor carioca Matheus Costa, da banda indie Carmen, revela novas facetas com a canção “Boys Are Blue”, uma carta aberta sobre sexualidade, desejos e decepções. O single sucede os bem-recebidos “My Best Lover” e “Deeply”, e já está disponível nas plataformas de streaming de música.

Mergulhando fundo em influências do bedroom pop, que guiam o projeto desde o início, Matheus Who explora outras inspirações ainda inéditas neste trabalho. É o caso dos sintetizadores que remetem às décadas de 70 e 80, com tons de Stevie Wonder e Michael Jackson. O que poderia resultar em uma sonoridade solar abre caminho para uma canção emocional e sincera sobre vivências do próprio artista, que relata pela primeira vez em música um pouco de sua experiência enquanto um homem bissexual.

Matheus Who retorna com o single confessional “Boys Are Blue” | Música | Revista Ambrosia

“A letra de uma música é muito importante pra mim e minha motivação para escrevê-las sempre foi contar histórias. Eu tento tornar o mais interessante possível pro ouvinte e ao mesmo tempo tornar o mais verdadeiro possível para mim. ‘Boys Are Blue’ é especial, é diferente de tudo que eu já fiz, mas ainda com esse intuito de contar uma boa história. É uma carta aberta à minha sexualidade. Não é uma coisa que eu ache necessária falar, até porque eu ainda não descobri direito o que eu sou e eu também acho que eu não preciso descobrir agora”, revela Mateus.

Esses sentimentos são retratados não apenas na letra, mas também na produção. O instrumental, conduzido pelo engenheiro de som Eduardo Mayrinck e pelo engenheiro de gravação Victor Guerra com contrabaixo adicional de Gustavo Vilela, entrega uma sensação de confusão e sufocamento. A calmaria é temporária, interrompida por um sintetizador que rasga em um riff no refrão.

O trabalho solo surgiu no quarto de Matheus, onde compõe canções desde o começo da adolescência. Sempre focado na temática do crescimento e aprendizado pessoal, o artista se utilizou de experiências para desenvolver letras que dialogam diretamente com a sua geração. A identificação instantânea foi uma das grandes alavancas para o sucesso da banda Carmen no cenário indie.

Este é apenas mais um gostinho de Matheus Who, projeto que já tem outras canções compostas e vai ganhar, em breve, um EP. O cantor está em turnê pelo sudeste, com datas em Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo e Belo Horizonte.

“Boys Are Blue” já está disponível para streaming.

Deixe sua opinião

Publicado por Build Up Media

Fotografia emblemática eterniza momento atual da América Latina | Fotografia | Revista Ambrosia

Fotografia emblemática eterniza momento atual da América Latina

Lyria é uma das atrações do evento gratuito (Crédito Roberta Guido)

Evento gratuito convida grupos folk e de rock para o Aterro