Tripa Seca mistura carimbó e brega com “Vai Que Eu Vou” | Lançamentos | Revista Ambrosia
em , ,

Tripa Seca mistura carimbó e brega com “Vai Que Eu Vou”

Misturando carimbó, guitarrada e brega nortenho com o clima do rock alternativo carioca, o Tripa Seca faz uma festa em um karaokê mambembe, localizado numa comunidade no Rio, no clipe “Vai Que Eu Vou”. O divertido registro, dirigido por Guta Stresser e Mariana Cardin, une a banda com personagens inusitados em uma festa surrealista.

Formado por Marcelo Callado, Renato Martins, André Paixão (Nervoso) e Melvin Ribeiro – nomes do cenário independente carioca, unem diferentes personalidades e influências em seu disco de estreia. Homônimo, o registro passeia do rock sessentista até o indie psicodélico, encontrando sons experimentais e de música latina, como no single que ganha clipe agora.

O vídeo contou com participações do cantor Riko Viana, do percussionista Toy Ramses e Beto Canhão, entre outros artistas. Já a equipe foi abrilhantada pela visão única de criadores surdos. Entre eles, o diretor de fotografia curitibano Giuliano Robert é um ativista no universo audiovisual inclusivo.

Com caminhos cruzados em bandas e artistas como Acabou La Tequila, Lafayette & Os Tremendões, Caetano Veloso e Nina Becker, o Tripa Seca surgiu em 2015 trazendo de volta os elos criativos para o círculo de amizade. O disco começou a ser gestado ainda naquele ano com a criação de alguns singles e experimentações em sonoridades diferentes.

Feito com calma, o álbum “Tripa Seca” teve produção de Paixão com co-produção de Martins e Callado. O álbum conta com participações especiais de Fernando Bastos, Fernando Oliveira e André Dessandes e está disponível em todas as plataformas de streaming de música.

 

alguém opinou!

Deixe sua opinião!

    Participe com sua opinião!