em , ,

Paul Simon vende seu catálogo de canções para a Sony Music

Simon se junta a outros nomes como Bob Dylan, Beach Boys e Neil Young, que recentemente fizeram o mesmo com suas criações

“Nossos ídolos envelhecem”. A frase parece estar em alta nos últimos meses. Ícones do rock como Neil Young (76 anos), Bob Dylan (80 anos), Beach Boys e Stevie Nicks (73 anos), decidiram vender o direito das suas obras e embolsar uma quantia que deve garantir o futuro de algumas gerações de suas famílias.

O mais novo integrante desse grupo é Paul Simon (80 anos), que anunciou nesta quarta-feira (31 de março) que vendeu os direitos das suas canções para a Sony Music.

— Estou muito feliz em ter a Sony Music Publishing cuidando das minhas canções pelas próximas décadas. Eu comecei a minha carreira na Columbia/Sony Records e parece uma coisa natural também trabalhar com eles no campo da publicação autoral — disse Simon no comunicado oficial da venda.

Catálogo de clássicos

Paul Simon tem uma carreira marcada por clássicos que marcaram gerações, seja em dupla com o parceiro Art Garfunkel (como Tom & Jerry ou depois Simon & Garfunkel) ou como artista solo.

Não importa a idade, poucos são os que não conhecem canções como “The Sound of Silence”, “Bridge Over Troubled Water”, “The Boxer”, “Mrs. Robinson”, “Homeward Bound”, “I Am A Rock”, “Me and Julio Down by the Schoolyard”, “50 Ways To Leave Your Lover”, “Still Crazy After All These Years” ou “Graceland”, para citar apenas algumas.

Afinal, são mais de 50 anos de carreira de um dos mais brilhantes compositores que já passaram por este planeta.

Negócio milionário

Depois de anunciar a aposentadoria dos palcos, Simon decidiu fazer mesmo o pé de meia, como alguns de seus companheiros de carreira.

Apesar dos valores do negócio não terem sido revelados, pelos montantes movimentados nas negociações anteriores — Bob Dylan (US$ 300 milhões), Neil Young (US$ 150 milhões) e Stevie Nicks (US$ 100 milhões) — a venda dos direitos das canções deve ter rendido um bom saldo na conta de Simon.

A Sony Music Publishing já controla os catálogos de artistas como os Beatles, Leonard Cohen, Carole King, Lieber & Stoller, Michael Jackson, Motown, Queen, e Stevie Wonder, entre muitos outros.

Com a aquisição dos direitos das canções de Paul Simon, a Sony se consolida como uma das maiores (se não, a maior) empresa do ramo da publicação musical.

Link para Amazon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Street Fighter

Publicado por Fernando de Oliveira (feroli)

Jornalista com mais de 30 anos de carreira e que já teve a honra de entrevistar Sir Paul McCartney, entre outros feitos.

VerificadoEscritorColecionadorMusicólogoRepórterPromotor(a)

“Space Jam: Um Novo Legado” ganha seu primeiro trailer

Viúva Negra – passado da heroína é explorado em novo trailer