em ,

TopTop

Spotify, Apple Music, YouTube e Deezer removem músicas com discurso de ódio

Após uma investigação, alguns serviços de streaming decidiram se posicionar sobre músicas com discurso de ódio em seus catálogos.

Segundo um relatório da BBC, as empresas de streaming Spotify, Apple Music, Deezer e YouTube possuíam em seus catálogos, músicas com discurso de ódio, na maioria racistas e homofóbicas, que felizmente já foram removidas após a notícia repercutir na internet.

Foram identificados mais de 30 artistas e bandas que possuíam conexões com grupos de ódio, segundo a BBC, até mesmo com playlists públicas no Spotify de gêneros ligados ao nazismo. Após a notícia, o Spotify afirmou que bloqueia quaisquer faixas, álbuns ou artistas que expressem e incentivem ódio e violência.

As empresas também não estão ficando de fora e se posicionando sobre a questão. Apple ressaltou que possuí diretrizes de uso e editoriais rígidas proibindo esse tipo de conteúdo, já o YouTube declarou “não haver espaço para o ódio” em sua plataforma.

Vale lembrar que os catálogos de streaming são enormes, com milhões de artistas, músicas e podcasts que precisam ser filtrados para evitar propagação de violência.

Participe com sua opinião!