Depois de 30 anos o vinil supera os CDs, nos EUA

39
0

Para muitos é surpreendente. Para outros é um tipo de “A Volta dos Mortos Vivos”, mas os fãs do som “redondo” e “cheio” dos discos de vinil comemoram.

Afinal, pela primeira vez em 30 anos o número de cópias vendidas de discos de vinil superou as de CDs (nos EUA). Foram 41,72 milhões de discos de vinil vendidos no país.

Já os CDs venderam “apenas” 40,59 milhões de cópias.

Recod Store Day

Um dos grandes impulsos para a venda de vinis é o Record Store Day, que acontece todo ano e sempre ganha lançamentos exclusivos de grandes nomes da música, além dos vários lançamentos indie.

Segundo a Billboard, os discos de vinil representaram 38,3% de todos os álbuns vendidos (físicos e digitais).

Adele, Taylor Swift e relançamentos

O álbum mais vendido em 2021 — lembre que estamos falando de discos de vinil — foi o
“30”, de Adele. Só ele foi responsável por 318 mil cópias.

Outros destaques foram os lançamentos de Taylor Swift — “Red (Taylor’s Version)”, “Evermore” e “Folklore” — que alcançaram ótimas posições nas vendas (3, 6 e 9, respectivamente).

Além disso, o grande número de caixas comemorativas de álbuns clássicos e relançamentos ajudaram muito nas vendas das bolachonas pretas.

Futuro do vinil está garantido?

O que não podemos garantir é que esse crescimento no número de vendas vai continuar. Por conta dos altíssimos preços cobrados pelas edições em vinil é bem mais provável que os valores das vendas continuem superando as dos CDs, mesmo que a quantidade de cópias seja menor.

Vamos ver o que 2022 nos reserva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *