Flying Lotus, nome artistico de Steven Ellison desde que o musicista se inscreveu com este pseudônimo numa chamada para músicas do Adult Swim/Cartoon Network, é uma das figuras mais interessantes da cena musical contemporânea. Pudera, tendo como tio avós Alice e John Coltrane (entre outros talentos na família), Ellison cresceu num ambiente musical que o inspirou a fundir música eletrônica com outros gêneros e texturas, principalmente com o r&b e suas vertentes.

https://www.instagram.com/p/Bh2XYKthurn/?taken-by=salcamino

Cinco aclamados discos na carreira como Flying Lotus e diversos projetos com Thom Yorke fizeram de Ellison o nome perfeito para antecipar o show do Radiohead no Soundhearts Festival. Sua música, assim como o grupo inglês de Yorke e cia., não se restringe por concepções alheias ou limites estabelecidos pela indústria. Assim, cercado por dois painéis translúcidos que projetavam montagens psicodélicas em vídeo, o musicista ‘destorceu’ muitos narizes de quem costuma criticar música eletrônica e/ou hip hop, conquistando e embalando o público que em breve presenciaria o próprio Radiohead cada vez mais distante do rock e limitações de gênero musical.

No show Flying Lotus tocou diversas composições suas e em parcerias com artistas como Kendrick Lamar; Thundercat; com o próprio Thom Yorke e misturou samba, Mutantes, Ghost in the Shell, Queens e até mesmo o tema de Twin Peaks.

Crédito da fotografia: Gallo Bluguermann

1 COMENTÁRIO

Comentar

Please enter your comment!
Please enter your name here