em , ,

Invernadero, do Chile, lança EP ao vivo gravado na SIM São Paulo

Invernadero
Invernadero - Crédito: Nicolás Molina

A primeira apresentação internacional da Invernadero, banda de rock psicodélico do Chile, foi na Semana Internacional de Música (SIM), em São Paulo, em 2020. Esta mesma apresentação agora se torna o primeiro EP ao vivo do grupo, que conta com canções inéditas que estarão no próximo álbum, “Onda Estelar”.

“A experiência foi muito enriquecedora, tivemos a oportunidade de mostrar nosso trabalho e também de conhecer muitas pessoas de todo o mundo, outros projetos muito interessantes e muitos lugares para visitar. Gostaríamos muito de poder tocar no Brasil quando possível, espero que aconteça.”, elogia Paolo Mardones, baixista da Invernadero.

O título do EP faz referência ao local onde a apresentação para a SIM São Paulo foi gravada, Cerro Ñielol, monumento de Temuco, cidade no Sul do Chile. Para a performance convidaram os músicos Diego Roa (saxofone) e Erick Turrieta (Clarinete).

“O desafio era estar à altura da ocasião, então trabalhamos com a ideia de fazer algo que nunca havíamos feito, resultando neste show colorido e vertiginoso.”, define Sebastián Moncada, guitarrista da Invernadero.

O repertório do show contou com cinco músicas, incluindo uma canção inédita, O álbum é o terceiro da Invernaderos e contará com participação de músicos do Chile, México, Brasil e Austrália, todos enquadrados na busca por agregar sons não convencionais de diferentes partes do mundo. Com dois álbuns lançados, Invernadero (2015) e Entropía (2019), a apresentação foi a primeira vez que a banda chilena entrou em contato com o público brasileiro.

“Este projeto representa a possibilidade de sermos ouvidos em outras partes do mundo como Brasil, México e Colômbia, por isso o consideramos um dos marcos mais importantes para nós até agora.”, afirma Nicolás Norambuena, baterista da Invernadero.

A gravação foi realizada por Johnny Painen, enquanto a mixagem e masterização são de Seba Moncada e Paolo Mardones. A apresentação em vídeo contou com direção e operação de câmera por Gonzalo Tonchi Puebla, enquanto a direção de fotografia ficou por conta de Nicolás Molina e Carlos Valverde. A iluminação é de  Carlos Melivilu, enquanto o figurino e a maquiagem são de Mónica Tardonez e Álex Sanzana. A performance foi idealizada por Pablo Navarrete, com equipamentos de Matilde González.

Audaz

Publicado por OrBe Comunicação

Assessoria de imprensa com criatividade, planejamento e estratégia, nós queremos levar a sua música para o máximo de pessoas. Vamos juntos?

EscritorPromotor(a)

Soul, a delicadeza de uma animação em perguntar o quão importante somos

Mulher-Maravilha 1984 chega ao streaming ainda em janeiro