em

Assassin's Creed Odyssey apresentado na Game XP

A famosa franquia “Assassin´s Creed”, cujo o primeiro jogo foi lançado no longíquo ano de 2005, sempre manteve sua identidade visual e mecânica apoiada em alguns fatores: a reconstrução quase perfeita do período histórico em que determinado jogo da saga se passaria (quase porque são necessárias algumas modificações do fato para fins narrativos) e a prioridade pelo uso do stealth ( estilo de gameplay em que o jogador pode realizar atos de execução de maneira silenciosa).
Na versão demo de Assassin´s Creed: Odyssey disponibilizado na Game XP, no Rio de Janeiro, ficou evidente que a Ubisoft, empresa responsável pela criação da franquia, usaria Odyssey para reafirmar velhos valores do game mas, ao mesmo tempo, trabalhar com novos elementos. Logo de cara a ambientação, mais uma vez, de um game da saga salta aos olhos e se faz minuciosa nos mínimos detalhes. Dessa vez o período escolhido é o da Grécia Antiga e o protagonista é um guerreiro espartano.

A versão demo, infelizmente, não forneceu acesso a ambientação das cidades de Esparta e Atenas para uma melhor avaliação da ambientação, interação com cenários ou mecânicas de NPC´s. No entanto, a demo oferece um momento de batalha em campo aberto ( no caso em uma praia) aonde o jogador pode enfrentar qualquer NPC presente, consequentemente ele será atacado pelos mesmos NPC´s, e o jogo não apresenta qualquer travamento nesse momento.

A mecânica de batalha, no entanto, mudou muito. Está claro que Assassin´s Creed está caminhando para se tornar um RPG desde o jogo anterior, Assassin´s Cree: Origins, e isso é evidente na escolha de como se proceder na batalha e no sistema de level. Cada NPC possui um level em evidência ao lado da barra de HP, quanto maior o level mais ele vai aguentar suas investidas. Inimigos grandes e portando heavy weapon tenderam a mostrar um level maior do que os lanceiros, por exemplo, que são menores. Algo comum em RPG´s e que Odyssey aproveitou foi o fato que esse tipo de inimigo é mais resistente e causa mais dano ao mesmo tempo em que seu tempo de reação é lento, ao contrário de inimigos menores.

O novo sistema de luta da saga também bebe das fontes de RPG ao trabalhar com “turnos”. Um exemplo: cada movimento do jogador ou do adversário será contabilizado como sendo um turno do combate, ou seja, se você atacou e infliguiu dano, ou errou, você não pode realizar outra ação seguida e o mesmo para o inimigo. O mesmo vale para desviar do golpe. As execuções aéreas da saga ainda estão presentes mas muito pela escolha do cenário da demo em uma batalha de campo aberto, essa mecânica não foi necessária.
Assassin´s Creed: Odyssey será lançado em 5 de outubro de 2018.

Testamos o novo Spider-Man na Game XP

FIFA 19 no PS4: novos recursos de partida, trailer de táticas dinâmicas