A comédia “As artimanhas de Molière” prorroga temporada em Ipanema

Após sete anos em cartaz com “Nefelibato”, o ator Luiz Machado está em cena em um novo monólogo, com direção de Márcio Trigo
A comédia “As artimanhas de Molière” prorroga temporada em Ipanema – Ambrosia

Nascido há mais de quatro séculos, Molière (1622-1673) é até hoje um dos mais importantes dramaturgos do mundo, responsável por espetáculos críticos e satíricos, que mostram com maestria os defeitos e virtudes da alma humana. Grande homenagem ao comediógrafo, “As artimanhas de Molière” está em cartaz na Casa de Cultura Laura Alvim/Teatro Rogério Cardoso e agora prorroga sua temporada até 17 de dezembro. As sessões serão na sexta (01/12, às 19h), aos sábados (02, 09 e 16/12, às 19h) e aos domingos (03, 10 e 17/12, às 18h).

Bem ao estilo do autor francês, a trama do espetáculo aponta o dedo e desmascara os falsos sábios, a avareza dos burgueses, as mentiras dos médicos ignorantes e outros comportamentos sociais nada lisonjeiros. Com direção de Márcio Trigo, adaptação de Fernanda Celleghin e interpretação de Luiz Machado, o monólogo reúne em uma só história quatro protagonistas de comédias escritas por Molière: Alceste, de “O Misantropo”, Esganarello, de “O Médico à Força”, Don Juan e Tartufo, das peças homônimas.

Em uma espécie de “jornada do herói” às avessas, o protagonista conta para a plateia toda a sua história, cheia de peripécias, erros e acertos. Após uma desilusão amorosa, ele se torna vingativo e passa a usar as mulheres, mas acaba tendo que se casar à força e é deserdado pelo pai. Sem dinheiro, vive em pé de guerra com sua esposa, que cobra demais, e ele faz de menos. Qual será o destino deste anti-herói? O ator Luiz Machado, que completa 30 anos de carreira no ano que vem, estava com vontade de trabalhar em uma comédia depois do sucesso do drama Nefelibato, com texto de Regiana Antonini e direção de Fernando Philbert, que ficou sete anos em cartaz.

“Fiquei com vontade de fazer comédia e logo pensei no maior comediógrafo de todos os tempos, que celebrou 400 anos em 2022. Molière escreve sobre a hipocrisia humana em quase todos os textos, e é um assunto que me interessa pôr em cena”, explica Luiz Machado. “Para manter o bem-estar social, a gente precisa ser falso ou omitir opiniões em diversos momentos. E as peças dele detalham esses comportamentos que estão presentes cada vez mais no nosso cotidiano. Basta olhar as redes sociais, que mostram cenas que não são verdadeiras e guardam objetivos ocultos”, completa o ator.

O espetáculo foi idealizado por Luiz Machado e Márcio Trigo, que pela primeira vez trabalham juntos. O diretor sempre foi grande admirador de Molière, de estilo de humor e das situações que têm como base a comédia dell’arte. “Cheguei a traduzir e adaptar quatro peças escritas por ele”, conta Trigo. “Quando eu e Luiz pensamos em trabalhar num monólogo, não tive dúvidas: vamos adaptar Molière. Um desafio e tanto. Não queríamos uma peça; a ousadia era juntar personagens e contar uma só história. Escolhemos quatro personagens e chamamos a Fernanda Celleghin para criar o elo entre eles. Está aí, depois de muito tempo de estudo e trabalho, tenho o prazer de apresentar As Artimanhas de Molière”, acrescenta.

Sinopse

“As Artimanhas de Molière” reúne protagonistas de quatro peças do autor francês, que desmascaram os falsos sábios, a avareza dos burgueses, as mentiras dos médicos ignorantes e outros comportamentos sociais nada lisonjeiros.

Ficha técnica:

Idealização: Luiz Machado e Márcio Trigo

Texto: Fernanda Celleghin, a partir de peças de Molière

Direção: Márcio Trigo

Interpretação: Luiz Machado

Cenário: Mina Quental

Figurinos: Carol Lobato

Iluminação: Fred Eça

Direção Musical: Márcio Trigo 

Composições e Performance: Newton Cardoso

Direção de movimento: Luciana Bicalho

Preparação Vocal: Mônica Karl

Design Gráfico: Gil Filho

Fotos: João Salamonde

Assessoria de Imprensa: Rachel Almeida (Racca Comunicação)

Redes sociais: Rafael Teixeira

Operação de Som: Danilo Neiva

Operação de Luz: Laís Patrocínio

Assistente de direção: Danilo Neiva

Assistente de Produção: Isa Quinta

Direção de Produção: Alina Lyra

Realização: LM Produções Artísticas

Serviço

Espetáculo “As Artimanhas de Molière”

Temporada: 10 de novembro a 17 de dezembro de 2023.

Casa de Cultura Laura Alvim/Teatro Rogério Cardoso: Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema.

Telefone: (21) 2332-2016

Dias e horários: sexta (01/12, às 19h), sábados (02, 09 e 16/12, às 19h) e domingos (03, 10 e 17/12, às 18h).

Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada)

Lotação: 53 lugares

Duração: 1h

Classificação: 12 anos

Venda de ingressos: bilheteria do teatro ou no site: https://funarj.eleventickets.com/#!/evento/c75d76d3b22e0367cb06d8bf56bf8a9e6e9eb9f4

Sobre Luiz Machado

Luiz Machado é formado em Artes Cênicas pela UniRio. Atua profissionalmente em teatro, televisão e cinema desde 1994. Na TV, faz parte do elenco da novela Dona Beja que tem estreia prevista em 2024 na HBO,  o seriado “Z4”, para o SBT e Disney, e foi protagonista do seriado “Família Imperial”, da TV Globo e do Canal Futura, com direção de Cao Hamburger. Protagonizou um dos episódios do programa “Anjos do Sexo”, sitcom de Domingos de Oliveira na Rede Bandeirantes. No teatro, já participou de 34 espetáculos teatrais como ator e como produtor em outros quatro. Entre eles, “Dois Idiotas Sentados Cada Qual no Seu Barril”, de Dudu Sandroni e Fátima Valença, “Em Cantos”, de Rosyane Trotta, que foi indicado ao prêmio Coca-Cola de Teatro Jovem como melhor Produção, “Como Matar um Playboy”, de João Bethencourt, “Céu e Branca”, de Moisés Bittencourt, e “Nefelibato” de Regiana Antonini com a direção de Amir Haddad e Fernando Philbert, há sete anos em cartaz. Em 2009, atuou em “Apocalipse, Segundo Domingos de Oliveira” e “O Confronto”, ambos de autoria e direção de Domingos de Oliveira.

Sobre Márcio Trigo

Em 1992, entra para TV Globo, para dirigir o programa “Casseta & Planeta, Urgente!”, no qual trabalhou por 8 anos. Em 1993, foi diretor assistente de “Os Trapalhões”, ao lado de Paulo Aragão. Em 2000, foi para a programação infantil: ao lado de Roberto Talma, foi diretor-geral da “TV Globinho”, de “Bambuluá”, do “Angel Mix” e do “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, produto mais vendido pela Globo Marcas. Em 2003, adaptou, com Claudio Lobato, e dirigiu a minissérie “A Terra dos Meninos Pelados”, de Graciliano Ramos. Em 2004, fez a direção-geral do quadro do Fantástico “Cartão de Visitas”, no qual Chico Anysio apresentou 40 dos seus mais de 100 personagens. Na TV Globo, escreveu e dirigiu a minissérie “Clara e o Chuveiro do Tempo”, semifinalista do Emmy Awards. Foi cocriador e diretor-geral do programa “Os Caras de Pau”, vencedor do Prêmio Extra de melhor humorístico e do prêmio especial do Montreux Comedy Awards, em 2011, na Suíça. Dirigiu, em 2016, junto com Henrique Tavares, a peça “Apesar de Você”. Em 2017, dirigiu a terceira temporada de “Multi Tom”, no Multishow, e voltou ao cartaz com a peça “Neurótica”, no teatro NorteShopping. Dirigiu o filme “Nada é Por Acaso”, adaptação do livro de Zibia Gaspareto. Em 2018, foi diretor-geral e comandou o humor no Multishow na quarta temporada de “Treme Treme” e nos 20 episódios de “Dra. Darci”, com Tom Cavalcante. Também dirigiu o “Z4”, seriado infanto-juvenil, exibidos no SBT e na Disney Channel Brasil e América Latina.

Total
0
Links
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ant
Mostra de filmes do MAM São Paulo apresenta retrospectiva de Tunga
Mostra de filmes do MAM São Paulo apresenta retrospectiva de Tunga – Ambrosia

Mostra de filmes do MAM São Paulo apresenta retrospectiva de Tunga

A programação reúne 30 filmes e vídeos, sendo um deles inédito, acerca da origem

Prox
Pesadelo infantil, piscina assombra crianças no trailer de “Mergulho Noturno”
Pesadelo infantil, piscina assombra crianças no trailer de "Mergulho Noturno" – Ambrosia

Pesadelo infantil, piscina assombra crianças no trailer de “Mergulho Noturno”

A Universal Pictures divulgou o trailer do filme de terror Mergulho Noturno,

Sugestões para você: