Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

DAN Sala São Pedro apresenta exposição coletiva “Estrato Lúcido”

A DAN Sala São Pedro, localizada dentro da Fábrica São Pedro, onde está o FAMA Museu, inicia a temporada de exposições em 2024 com a exposição Estrato Lúcido, em cartaz até 30 de abril. A coletiva reúne cerca de 50 obras de quatro artistas participantes do programa DAN Acredita: Dee Lazzerini, Laura M Mattos, Lucia Castanho e Juliana Sícoli.

A curadoria de Carol Splendore estabelece a pele como elo entre os trabalhos. “Para este corpo coletivo, a pele é a metáfora acessada – dá contorno, se comunica com o externo, protege o núcleo. É o lugar das feridas, rasgos, cortes. É ali que a cicatriz se torna visível”, afirma a curadora.

Nome emprestado da biologia, o título Estrato Lúcido é termo científico que se dá à segunda camada da epiderme. São percursos lúcidos e comunicantes localizados numa camada um pouco mais profunda – mas visível do maior órgão do corpo humano. Na mostra, tirar a casca, vestir, esconder, estonar e lacerar são as ações expressadas nas pinturas, fotografias, esculturas e instalações.

Também vem da biologia a inspiração para o multidisciplinar Dee Lazzerini esculpir em placas de poliuretano, corpos orgânicos que são a representação dos estudos nanobiológicos elaborados recentemente a partir da engenharia de biomateriais. A partir de objetos cotidianos, como alfinetes, e do crochê, o artista desenvolve “novos seres” que sugerem memórias e afetos. Deslocados de suas funções primárias, os materiais revestem ou atravessam as superfícies desses corpos, dando o contorno e o suporte para a criação de seres híbridos, que ora convidam ora recusam o encontro com quem os enxerga.

Mateiras de corte e costura também são explorados pela artista visual Juliana Sícoli para fazer intervenções em fotografias e pinturas tecendo uma narrativa única para expressar as inquietações que não apenas a afetam, mas também ressoam em tantas outras mulheres, transcendem as fronteiras do visível para desvelar camadas emocionais mais profundas.

Por outro lado, Laura M. Mattos usa tinta à óleo para abordar a carga mental, física e emocional das mulheres que exercem funções diárias em seus ambientes domésticos e a sensação de invisibilidade dentro desse contexto. A tradicional técnica permite produzir variações sutis nos tons de pele na representação da figura feminina que se funde ao ambiente que vive.

Já Lucia Castanho traz para a contemporaneidade o tema shakespeariano da Ofélia em uma produção dividida por diferentes suportes como pinturas, desenhos, esculturas, fotografias, foto performance e vídeos.

Dee Lazzerini, Laura M Mattos, Lucia Castanho e Juliana Sícoli integram o programa DAN Acredita, quevisa dar visibilidade para a produção artística de profi­ssionais com trajetórias sólidas nas artes visuais e sem representação de galerias.

Serviço

Estrato lúcido
Período expositivo: 27 de janeiro a 30 de abril
DAN Sala São Pedro – R. Padre Bartolomeu Tadei, 09 – Alto, Itu – SP, 13300-190
Horários: De quinta a domingo das 14h às 19h
Entrada gratuita
Classificação indicativa: livre
e-mail: info@dangaleria.com.br

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

Maricá recebe a nova edição de Conexões: O Futuro

Próxima publicação

Ipatinga disponibiliza novas turmas de curso de design em madeira e metal para jovens adultos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir