Estreia ‘A Última Fake News – Uma Ode-Reportagem ao Sensacionalismo’ na Funarte

16
0

Com direção e texto de Yuri Garcia, o espetáculo musicado investiga a lenda urbana do Bebê-Diabo, difundida por um jornal sensacionalista em 1975, discutindo o sensacionalismo na mídia atual, com ênfase na disseminação de fake news

A Dona Mirna Cia de Arte retrata a história de um bebê inventado pelas páginas de um jornal sensacionalista no espetáculo musicado A Última Fake News – Uma Ode-Reportagem ao Sensacionalismo, que tem sua temporada de estreia no Centro Cultural Funarte SP, entre os dias 11 de agosto e 3 de setembro, com apresentações de sexta a domingo, às 19h30.

A peça propõe uma reflexão sobre a manipulação midiática e o impacto das fake news na sociedade contemporânea, especialmente quando o assunto é questões políticas e sociais. A ideia é questionar estereótipos e difamação preconceituosa propagados especialmente contra as minorias, trazendo à tona a importância de fontes confiáveis de informação e a necessidade de combater a desinformação.

O trabalho tem direção e dramaturgia de Yuri Garcia, que também colabora nas composições originais em conjunto com os músicos Julia Pagano, Luma Garcia Tomao e Ivan Santos, com músicas interpretadas ao vivo. O elenco é formado por Clau Alves, Gabriel Daves, Luiz Fernando Oglou, Lilian Lírio, Mayla Fernandes, Samuel Moraes e Waltinho Ribeiro.

A peça acompanha a saga de um bebê que, em 1975, nasce através das páginas de um jornal sensacionalista que o condena ao estigma de filho do capeta. O Bebê-Diabo, personagem que norteia essa ode-reportagem, tem sua história deformada por três perspectivas diferentes: a do povo, dos jornalistas e a dele mesmo.

Fruto de uma pesquisa e experimentação realizada pelo grupo, a peça explora diversas perspectivas e linguagens teatrais, elementos musicais, coreografias e performances, que criam um espetáculo envolvente e crítico. Com referências do teatro documentário, Grotesco Meierholdiano e Teatro do Absurdo, o grupo mescla ficção e realidade, proporcionando reflexão e sensibilização ao público.

“É uma oportunidade para o público refletir sobre o papel dos meios de comunicação na disseminação de informações, o sensacionalismo e a importância de uma abordagem crítica diante das notícias, convida a plateia a participar desse debate e revisita questões relevantes para a sociedade contemporânea”, explica a companhia.

Sinopse

Baseado em fatos ficcionais, o espetáculo retrata a saga de um bebê, que em 1975, nasce através das páginas de um jornal sensacionalista, que o dá vida, mas também o condena ao estigma de filho do capeta. O Bebê-Diabo, personagem que norteia essa ode-reportagem, tem sua história deformada por três perspectivas diferentes: a do povo, dos jornalistas e a dele mesmo, que juntas discutem o sensacionalismo e seu impacto nos dias atuais, por meio de uma narrativa que mescla contrastes entre o dramático e o épico, prosa e poesia, ruído e música, ditando o ritmo de uma Fake News antropomorfizada, que quando conquista a própria voz, busca reescrever sua história e se tornar a última de sua espécie.

Sobre a Dona Mirna Companhia de Arte

A Dona Mirna Companhia de Arte é um coletivo de teatro sediado na rua Voluntários da Pátria, bairro de Santana, Zona Norte de São Paulo, e composto por mulheres, pessoas pretas e com deficiência auditiva, e do encontro de atuantes, músicos, professores, compositores, diretores e dramaturgos. 

Desde sua fundação, em 2015, o grupo estreou os espetáculos “O Morro dos Ventos Uivantes” (2016), adaptação de Emily Brontë; “Pelos Olhos de Alice” (2016), inspirado no romance de Lewis Carroll; “Romeu e Julieta Soneto” (2018), a partir da obra de Shakespeare; o digital “O Antropovírus e Suas Fake News” (2021) e “Dom Quixote de La Sampa e a Máquina do Tempo (2022), ambos de Yuri Garcia.

Ficha Técnica

Realização: Dona Mirna Cia. de Arte

Direção e Dramaturgia: Yuri Garcia

Produção executiva: Mayla Fernandes e Carol Honorato

Cenografia: Djalma Junior

Figurinos: Luiz Fernando Oglou

Adereços: Gabriel Daves

Design de Luz: Mayla Fernandes

Maquiagem: Clau Alves

Elenco: Clau Alves, Gabriel Daves, Luiz Fernando Oglou, Mayla Fernandes e Waltinho Ribeiro

Elenco convidado: Lília Lírio, Samuel Moraes

Banda: Carol Honorato, Ivan Santos, Luma Garcia Tomao e Yuri Garcia

Composição: Julia Pagano, Ivan Santos, Luma Garcia Tomao e Yuri Garcia

Preparação Vocal: Luma Garcia Tomao

Coordenação de Marketing: Carol Honorato e Clau Alves

Identidade Visual e Design: Yuri Garcia e Carol Honorato

Técnico de Som: Thiga Cordeiro

Operação de Luz: Bruno Emanuel

Serviço

A Última Fake News – Uma Ode-Reportagem ao Sensacionalismo

Temporada: 11 de agosto a 3 de setembro de 2023, de sexta a domingo, às 19h30

Centro Cultural Funarte SP – Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) | R$ 15,00 (meia-entrada)

Vendas online em https://www.sympla.com.br/evento/a-ultima-fake-news-uma-ode-reportagem-ao-sensacionalismo/2059134

Classificação Indicativa: 14 anos

Duração: 120 minutos

Pombo Correio
WRITTEN BY

Pombo Correio

A Pombo Correio Assessoria de Comunicação foi fundada em 2013 pela jornalista e atriz Heloisa Cintra Castilho (formada em Comunicação Social pela PUC-SP, com pós Graduação em Mídias Digitais pela FGV e Artes Cênicas pelo Teatro Escola Célia Helena) e pelo publicitário Douglas Picchetti (formado pelo Mackenzie). O braço cultural da empresa já atendeu mais 600 espetáculos de teatro, dança e música, exposições em artes visuais. Atuamos também em trabalhos em audiovisual, literatura e projetos educacionais. A empresa faz assessoria de imprensa, mídias sociais, redação de textos, gerenciamento de crise e media training. Com foco em uma comunicação ampla e cuidadosa, olhamos para cada projeto como único, respeitando suas especificidades e trabalhando para que ele seja comunicado da forma mais adequada e eficiente possível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *