Cultura colaborativa! Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo!

Feira de arte Nano Art Hub realiza sua primeira edição em São Paulo

Galeria M.I.U, Nano Art Hub. Crédito: Felipe Perazzolo

Com uma proposta mais acessível para galerias de arte e visando a formação de novos públicos para as artes visuais, a Nano Art Market – marketplace que comercializa e entrega obras de arte a nível nacional -, em parceria com a Paradoxa Gestão Cultural, realizam a primeira edição da Nano Art Hub: feira de arte que segue até o dia 04 de fevereiro de 2024 no piso térreo do Shopping Lar Center, na zona norte da capital paulista. Diferente das demais feiras que acontecem em São Paulo, a Nano Art Hub terá uma duração maior – de três meses, em três ciclos:

 I. Colecionismo e Mercado de Arte: de 09 de novembro a 03 de dezembro

II. Mulheridades na Arte: de 07 de dezembro a 07 de janeiro de 2024

 III. Arte para construir o amanhã: de 11 de janeiro a 04 de fevereiro de 2024

“O circuito da arte em São Paulo sempre foi muito restrito a poucos bairros. Realizar uma feira de arte no Shopping Lar Center, na zona norte da capital, é uma oportunidade para abrir novos mercados, mas principalmente, para formar novos públicos para as artes visuais – uma nova opção de lazer e entretenimento para a região”, explica Thomaz Pacheco, fundador da Nano Art Market. 

A ideia é que os expositores funcionem como um espaço pop-up, trocando os artistas expostos durante os três ciclos da feira. Neste período, também será possível a rotatividade de expositores. Para este primeiro ciclo, com a temática Colecionismo e Mercado de Arte, serão 32 expositores, das quais 27 galerias de arte nacionais e 05 instituições culturais, comercializando obras de até R$ 80 mil reais.

O público poderá conferir o trabalho de mais de 200 artistas que serão apresentados nos estandes dos expositores participantes, dentre nomes renomados como Tomie Ohtake, Roberto Burle Marx, Alfredo Volpi, Amilcar de Castro, assim como os contemporâneos, Nelson Leirner, Véio e Hudinilson Junior. Um fato curioso é a dimensão dos estandes dos expositores – entre 16 m² e 32 m² -, assegurando um espaço mais raso de profundidade, porém, mais extenso no comprimento para deixar o visitante mais próximo das obras que serão expostas pelos expositores.

“Em menos de duas semanas já tivemos mais de 3.500 visitações, um dado interessante para o início de uma nova feira no circuito e em uma nova zona de acesso. Até agora, o ticket médio das obras que estão sendo comercializadas é em torno de R$12 mil a R$64 mil reais – as vendas estão pulverizadas, 72% dos expositores fizeram pelo menos uma transação durante os primeiros dez dias de feira. Além disso, a Nano oferece aos expositores a montagem dos estandes, manuseio dos acervos, empacotamento, possibilidade de parcelamento aos clientes e a entrega das obras – tudo isso pois a interface entre os expositores e os clientes pode ser viabilizada por meio do marketplace da Nano Art Market”, comenta Thomaz.

Confira os 32 expositores participantes do primeiro ciclo da Nano Art Hub:

A7MA (São Paulo, SP); AM Galeria (Belo Horizonte, MG e São Paulo, SP); Arte/Formatto (São Paulo, SP); Baka Galeria (São Paulo, SP); Bolsa de Arte (São Paulo, SP e Porto Alegre, RS); Carmo Johnson Projects (São Paulo, SP); Casa Galeria (São Paulo, SP); Celma Albuquerque (Belo Horizonte, MG); Centro Universitário Belas Artes de São Paulo (São Paulo, SP); Christal Galeria (Recife, PE); Desapê (São Paulo, SP); Galeria 18 (São Paulo, SP); Gravura Brasileira (São Paulo, SP); Gare Cultural (São Paulo, SP); Galeria Karla Osorio (Brasília, DF); Galeria Leonardo Leal (Fortaleza, CE); Galeria M.I.U (Balneário Camboriú, SC); Galeria Poente (São Paulo, SP); Galeria Tato (São Paulo, SP);  Instituto Inhotim (Brumadinho, MG); Janaína Torres Galeria (São Paulo, SP); JB Goldenberg (São Paulo, SP); Lateral Galeria (São Paulo, SP); Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM (São Paulo, SP); Museu de Arte do Rio – MAR (Rio de Janeiro, RJ); Número Galeria (Recife, PE); OMA Galeria (São Paulo, SP); Pina Contemporânea (São Paulo, SP); Rosa Barbosa (São Paulo, SP); Sala Rússia (São Paulo, SP); Uncool Artists (New York, EUA e São Paulo, SP) e Vórtice Cultural (São Paulo, SP). 

A Nano Art Hub é uma iniciativa que propõe uma nova forma de atuação no mercado de arte, visando a democratização do acesso e também do incentivo à educação. Além de ser um ponto de encontro para todos que apreciam as artes visuais, é um espaço para reflexão, partilhas, trocas e aprendizados. Por isso, além dos expositores que participam da feira, a Nano Art Hub realiza uma programação paralela com viés educativo, totalmente gratuita, como talks com convidados, oficinas com diversos artistas e visitas guiadas. Os encontros acontecem aos sábados e aos domingos. As inscrições podem ser realizadas uma hora antes do início das atividades – limite de 25 participantes por horário. A programação completa é divulgada, semanalmente, pelas redes sociais da Nano Art Market (@nanoartmarket).

Serviço

Nano Art Hub

Período expositivo:

I Ciclo – Colecionismo e Mercado de Arte:  de 09 de novembro a 03 de dezembro

II Ciclo – Mulheridades na Arte: de 07 de dezembro a 07 de janeiro de 2024

III Ciclo – Arte para construir o amanhã: de 11 de janeiro a 04 de fevereiro de 2024

Funcionamento: segunda a sábado, do 12h às 21h; domingos e feriados, das 14h às 19h 

Local: Shopping Lar Center | Av. Otto Baumgart, n° 500 – Vila Guilherme – piso térreo – São Paulo/SP

Entrada gratuita
Mais informações: nanoartmarket.com.br  / @nanoartmarket

Compartilhar Publicação
Link para Compartilhar
Publicação Anterior

“Podemos trazê-lo de volta”: Ridley Scott revela plano original de Gladiador 2 com retorno de Russell Crowe

Próxima publicação

Primeiras reações de ‘Wonka’ elogiam Timothée Chalamet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia a seguir