SescTV apresenta Mostra de Curtas-Metragens Paraibanos

51
0

Em junho, o SescTV apresenta uma seleção especial de curtas-metragens da cena cinematográfica da Paraíba. Com curadoria de Lúcio Vilar, diretor do Fest Aruanda – Festival Aruanda do Audiovisual Brasileiro, esta coleção de obras celebra a diversidade e a riqueza temática e estética do cinema do Nordeste.

O filme Menino Azul, com direção de Odécio Antonio, abre a programação no dia 13 de junho. Em seguida, os documentários Costureiras (direção de Mailsa Passos, Rita Ribes e Virgínia de Oliveira Silva) e Odó Pupa, lugar de resistência (direção de Carine Fiúza) são exibidos no dia 20 de junho. Anjos Cingidos, com direção de Laércio Filho e Tereza Azevedo, e A Árvore da Miséria, com direção de Marcos Villar, fecham a programação da mostra no dia 27 de junho.

Ao falar sobre o projeto, Lúcio Vilar, professor da Universidade Federal da Paraíba, e fundador do Fest Aruanda, compartilhou seus critérios de seleção: “Nossa curadoria foi desenvolvida a partir de parâmetros como participação e premiação em festivais, críticas e relevância temática enquanto produtos audiovisuais realizados no Nordeste, mais precisamente na Paraíba, e que refletem a diversidade e a força do curta-metragem, cada vez mais transitando pelo código ficcional, aliado ao frescor da animação, gênero este que ganhou força nos últimos anos e que representa uma grata e promissora novidade. Um prazer ter assinado essa curadoria, cujos filmes têm agora uma nova e valiosa vitrine através do SescTV”. 

Menino Azul

A história do menino Joãozinho, querido por todos e que gosta de brincar e fantasiar com os pequenos objetos encontrados na oficina do pai Antônio. 

Direção: Odécio Antonio.

Duração: 25’31’’

Exibição no dia 13/6, 22h.

Costureiras. Quatro brasileiras costuram suas memórias, tecendo suas narrativas de vida e profissão. Didi, Santinha, Toinha e Glorinha são costureiras desde jovens, e aprenderam, cada uma a seu jeito, sendo pagas ou não pelo trabalho, o ofício de costurar.

Direção: Mailsa Passos, Rita Ribes e Virgínia de Oliveira Silva. 

Duração: 15’18” 

Exibição no dia 20/6, 22h.

Odó Pupa, lugar de resistência. A narradora diz a história começa à beira do Rio Vermelho, que em Iorubá, quer dizer Odó Pupa como espaço que foi testemunha da diáspora pelo atlântico, de povos negros.

Direção: Carine Fiúza.

Duração: 13’44”

Exibição no dia 20/6, 22h15.

Anjos Cingidos. Uma senhora completa 90 anos e relata sua história no Sertão de Inhamuns. Diz que viu muita coisa durante os anos: muita seca, muita fome. E seu ofício de pegar menino, sendo ela parteira, diz que já pegou muita criança saudável e muitos pagãos nascidos mortos. Direção: Laércio Filho e Tereza Azevedo. 

Duração: 15’ 

Exibição no dia 27/6, 22h.

A Árvore da Miséria. Numa adaptação de um conto popular, o curta conta a história de uma mulher má, que recebe a visita de um enviado dos céus, que lhe diz que quem o acolhesse, realizaria um pedido seu.

Direção: Marcos Villar. 

Duração: 11’49”

Exibição no dia  27/6, 22h15.

Para assistir o SescTV:
Consulte as operadoras e serviços de streaming sobre a disponibilidade do canal.
Assista online em sesctv.org.br
Nas redes sociais: @SescTV 

Pombo Correio
WRITTEN BY

Pombo Correio

A Pombo Correio Assessoria de Comunicação foi fundada em 2013 pela jornalista e atriz Heloisa Cintra Castilho (formada em Comunicação Social pela PUC-SP, com pós Graduação em Mídias Digitais pela FGV e Artes Cênicas pelo Teatro Escola Célia Helena) e pelo publicitário Douglas Picchetti (formado pelo Mackenzie). O braço cultural da empresa já atendeu mais 600 espetáculos de teatro, dança e música, exposições em artes visuais. Atuamos também em trabalhos em audiovisual, literatura e projetos educacionais. A empresa faz assessoria de imprensa, mídias sociais, redação de textos, gerenciamento de crise e media training. Com foco em uma comunicação ampla e cuidadosa, olhamos para cada projeto como único, respeitando suas especificidades e trabalhando para que ele seja comunicado da forma mais adequada e eficiente possível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *