Atividades relacionadas à exposição “Encruzilhadas da Arte Afro-Brasileira” seguem para todas as idades

19
0

O CCBB Educativo – Arte e Cultura, vinculado ao CCBB São Paulo, está em pleno funcionamento com uma variedade de atividades relacionadas à exposição “Encruzilhadas da Arte Afro-Brasileira”. Destacamos algumas dessas atividades:

O “Sensorial Estúdio–Encruzilhar-se” é uma atividade interativa e inclusiva que busca proporcionar uma experiência reflexiva da exposição, com reproduções de obras e elementos sensoriais. Já a “Oficina Integrada – Reparar o Imaginário” desafia os participantes a reinterpretar histórias por meio da colagem, inspirada na obra de Elidayana Alexandrino.

Para as crianças, o “Primeiro Brincar – Tecnologias Brincantes” convida os pequenos até 3 anos a participar de brincadeiras musicadas da tradição afro-brasileira. Enquanto isso, na “Oficininha–Autorretratos”, os pequenos a partir de 4 anos poderão criar seus próprios autorretratos para levar para casa.

Além disso, há a mediação de leitura “Que Livro é Esse?”, a contação de histórias em “Conto um Conto” e ações poético-performativas que surgem do envolvimento de cada educador com as obras no “InsPiraAção”. Todas essas atividades convidam adultos e crianças a desenvolverem novos olhares e perspectivas para a exposição.

As visitas mediadas, em português e Libras, estão disponíveis para as exposições “BIENALSUR – Signos na Paisagem” (até 19/fev) e “Encruzilhadas da Arte Afro-Brasileira”.

Sobre CCBB educativo – Arte e Cultura
O projeto CCBB educativo – Arte e Cultura, parte integrante do CCBB São Paulo, tem como missão proporcionar uma experiência inclusiva e diversificada aos públicos visitantes, conectando-os de maneira mais profunda com as exposições e a programação cultural oferecida. Ele visa expandir o conhecimento, fomentar o pertencimento, estimular a interação e compartilhamento em arte e cultura, além de formar um público engajado por meio da apreciação e reflexão artística. Através de mediação, a criação de ações autorais, debates sociais, e a adaptação às necessidades e vivências do público, o projeto busca promover um ambiente acolhedor e representativo, estimulando a criatividade e expressão pessoal por meio de oficinas de arte e atividades interativas.

Ana Lívia Castro é Educadora e Comunicadora Formada em Letras pela Universidade Federal de São Carlos, Mestre em Estudos Literários pela mesma instituição, Contadora de Histórias, Psicanalista em Formação, Pesquisadora das Artes da Fala e da Palavra como fenômeno humano. Atua em espaços de educação formal e não formal criando pontes e diálogos na interface arte, educação e saúde. Entende a escuta e a criação de textos como experiência estética. Atua desde 2010 na supervisão e orientação de projetos pedagógicos, podendo citar espaços como Centro Cultural Banco do Brasil, Sesc, Senac, Funarte, Fundação Bienal, Fundação Casa, Salas de Leitura de Redes de Ensino Público e Privado. Também atua na produção e revisão de textos e materiais educativos.

Encruzilhadas  da Arte Afro-Brasileira
A exposição “Encruzilhadas da arte afro-brasileira”, com curadoria de Deri Andrade, abordará a presença negra na historiografia da arte no Brasil a partir do mapeamento do Projeto Afro, plataforma de mapeamento de artistas negros/as/es, que fomenta a pesquisa e realiza programação pública desde 2018. Com cerca de 60 artistas, dos mais de 300 mapeados, a mostra busca recontar outra história da arte brasileira a partir da produção de artistas negros/as/es, com foco na produção contemporânea. A exposição, assim, elencará 5 artistas fundamentais para se pensar a história da arte no Brasil, Arthur Timótheo da Costa, Lita Cerqueira, Maria Auxiliadora, Mestre Didi, Rubem Valentim, relacionando-se com artistas contemporâneos, todos do mapeamento. Além de cinco artistas comissionados, como Lidia Lisboa, Elidayana Alexandrino, Gustavo Nazareno, Helô Sanvoy e Rafael Bqueer.

BIENALSUR – Signos na Paisagem 
A exposição BIENALSUR – Signos na Paisagem é uma mostra que busca promover reflexões sobre a maneira como habitamos o mundo e como essa forma de habitar está modificando o planeta. A mostra apresenta artistas de diversas partes do globo criando formas de interagir artisticamente com um cenário natural que resiste, luta e renasce. Esta Bienal é organizada pela Universidade Pública da Argentina – UNTREF, e tem como um de seus propósitos contribuir, a partir de uma curadoria artística sul-americana, para a criação de uma nova cidadania cultural. A BIENALSUR – Signos na Paisagem reúne vídeos, fotografias em série, colagens digitais, instalações, pinturas sobre tela, entre outras linguagens. 

Programação gratuita do CCBB Educativo – Arte e Cultura

Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo

R. Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico de São Paulo, São Paulo – SP, 01012-000

Sensorial Estúdio – Encruzilhar-se
Todos os dias, exceto terças-feiras, as 10h às 18h. 1º andar do Prédio Histórico. Classificação: Livre

Oficina Integrada – Reparar o imaginário

Todos os dias, exceto terças-feiras. Horário: das 10h às 18h. 1º andar do Prédio Histórico. A partir de 5 anos

Som em Cena – Afrossentidos
Quinta à Segunda, das 13h30 às 14h. Rotunda do Prédio Histórico. Classificação: Livre 


Primeiro Brincar – Tecnologias Brincantes 
Sábados e domingos, das 15h às 16h. Mezanino do Prédio Histórico. Até 15 pessoas.  Famílias com crianças de 0 a 3 anos.

Oficininha – Autorretratos  
Sábados e domingos, das 16h às 16h40. Mezanino do prédio histórico. Até 15 pessoas. Famílias com crianças de 4 a 7 anos. 

Contação de histórias Conto um Conto
Segundas, sextas, sábados e domingos, das 14h às 15h. Mezanino do Prédio Histórico.  Classificação: Livre.

Mediação de leitura “Que Livro é esse?”
Sábados e domingos, das 11h às 12h, Mezanino  do Prédio Histórico. Classificação: Livre.

Mediação Poética “InsPiraAção” 
Quintas, 14h30 às 14h45. Espaços expositivos do CCBB, Prédio Histórico e Prédio Anexo. Classificação: Livre.

Visitas educativas – Agendadas
Segunda a sexta-feira (exceto terças e feriados), das 9h30 às 10h30 e das 15h às 16h. Espaços expositivos do CCBB, Prédio Histórico e Prédio Anexo. Até 45 pessoas por sessão. Classificação: A partir de 7 anos. 

Visitas educativas – Espontâneas
Segunda a sexta-feira (exceto terças-feiras), das 12h às 13h e das 17h às 18h e sábados e domingos, das 17h às 18h. Espaços expositivos do CCBB, Prédio Histórico e Prédio Anexo.Até 15 pessoas por sessão. 
Classificação: A partir de 7 anos.

Visitas educativas em Libras
Sextas-feiras das 17h às 18h e domingos das 12h às 13h. Espaços expositivos do CCBB, Prédio Histórico e Prédio Anexo. Até 15 pessoas por sessão. A partir de 7 anos

SERVIÇO

Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico – SP  

Funcionamento: Aberto todos os dias, das 9h às 20h, exceto às terças 

Entrada acessível: Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e outras pessoas que necessitem da rampa de acesso podem utilizar a porta lateral localizada à esquerda da entrada principal.

Informações: (11) 4297-0600

Estacionamento: O CCBB possui estacionamento conveniado na Rua da Consolação, 228 (R$ 14 pelo período de 6 horas – necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB). O traslado é gratuito para o trajeto de ida e volta ao estacionamento e funciona das 12h às 21h.

Transporte público: O CCBB fica a 5 minutos da estação São Bento do Metrô. Pesquise linhas de ônibus com embarque e desembarque nas Ruas Líbero Badaró e Boa Vista. 

Táxi ou Aplicativo: Desembarque na Praça do Patriarca e siga a pé pela Rua da Quitanda até o CCBB (200 m).

Van: Ida e volta gratuita, saindo da Rua da Consolação, 228. No trajeto de volta, há também uma parada no metrô República. Das 12h às 21h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *