Mostra ‘Caleidoscópio’ exibe poesia em meio às formas da natureza

Exposição da artista Irene Guerriero será aberta no dia 3 de setembro, sábado, às 13h, na LONA Galeria, em São Paulo

A natureza e suas formas orgânicas estão representadas em uma composição de cores em que o branco é o espaço para respirar e refletir. O conjunto integra a exposição “Caleidoscópio”, da artista Irene Guerriero, que será aberta no dia 3 de setembro de 2022, sábado, às 13h, na LONA Galeria, em São Paulo, com texto crítico de Sylvia Werneck. A mostra pode ser visitada de quarta-feira a sábado, das 13h às 17h, até o dia 1º de outubro. 

“Caleidoscópio” é composta por trabalhos realizados pela artista nos últimos dois anos, inclusive durante o isolamento provocado pela pandemia de covid-19. São 28 obras, sendo colagens e pinturas sobre papel, duas telas e uma escultura em metal. 

Irene diz que o nome foi escolhido porque a exposição traz recortes coloridos que dançam no espaço branco, como o movimento dos elementos dentro de um caleidoscópio. “A mostra tem a ver com esse passeio por um mundo imaginário, com pinceladas psicodélicas”, comenta. 

De acordo com a artista, “Caleidoscópio” abrange um período de amadurecimento em sua produção. “Eu já vinha trabalhando nesse tema da poesia botânica há algum tempo, mas os espaços em branco ganharam força nesse período atual. Nunca se falou e se pensou tanto em respiração como durante esse tempo. E o mundo à beira de uma crise climática irreversível”, aponta. 

No conjunto da exposição, a vida flui e tudo está interligado, diz Irene. “As linhas que aparecem constantemente nos trabalhos remetem a cipós, capins ou raízes que fazem uma ligação, como artérias que permitem que a vida siga um fluxo. Cada trabalho é uma continuação do outro. A urgência de nos conectarmos com a natureza é um alerta e um alento da exposição”, afirma.

Exposição “Caleidoscópio”

De Irene Guerriero

Com texto crítico de Sylvia Werneck

LONA Galeria

Rua Brigadeiro Galvão, 990 – Barra Funda – São Paulo

Abertura – Dia 3 de setembro de 2022 – sábado, às 13h

Visitação de quarta-feira a sábado, das 13h às 17h

Encerramento em 1º de outubro de 2022, sábado

Sobre Irene Guerriero

Vive e trabalha em São Paulo. Graduada em Artes Plásticas pela FAAP (1988), mais recentemente fez cursos livres com Paulo Pasta e Hermes Artes Visuais. Participa de exposições desde 1993, em espaços como MARP (Museu de Arte de Ribeirão Preto), Museu da Diversidade Sexual, Centro Cultural São Paulo, Interações 4 para SP-Arte, ArtSampa na Oca Ibirapuera, Ch.ACO ( Chile), Fábrica Bhering no Rio de Janeiro, Salão Nacional de Arte na Casa de Portugal em São Paulo, entre outros. Tem trabalhos no acervo do Museu da Diversidade Sexual em São Paulo e em coleções particulares na Alemanha, Argentina, Canadá, China, Croácia, El Salvador, Escócia, Estados Unidos, França, Inglaterra, Itália, Madagascar, México, Suíça, Taiwan e Ucrânia. 

Sobre a LONA Galeria

A LONA Galeria abriu suas portas na Barra Funda em março de 2019, em uma parceria entre o curador Duílio Ferronato e o artista Higo Joseph. Com foco em artistas que estão iniciando a carreira e em ascensão com potencial artístico e de mercado, a galeria apresenta exposições individuais e coletivas produzidas por meio de curadores parceiros. Tem como missão a inserção de artistas emergentes no circuito e um primeiro contato com o mercado e instituições de arte, como também o incentivo a novos colecionadores.

Total
0
Links
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ant
Yuri Villar compartilha “La Horajasca”

Yuri Villar compartilha “La Horajasca”

O músico carioca Yuri Villar revela o primeiro de dois EPs planejados para este

Prox
Galeria Lume abre “(segredo)”, mostra que reflete sobre as violências de gênero

Galeria Lume abre “(segredo)”, mostra que reflete sobre as violências de gênero

(segredo), substantivo masculino– aquilo que a ninguém deve ser revelado; o que

Sugestões para você: